Visualizações

17 de fev de 2014

The Rose- Parte 6 (final)

O Baile


-Que tal o Jake?- Mandy sugeriu, encarando a lista de alunos bem nas suas mãos.
-Não- Demi disse pela trigésima vez. A palavra já estava saindo automaticamente de sua boca.
-Demi, você não quis nenhum dos garotos, e isso porque você só quer o Joe. Então para de dizer que não tem um par e vai logo convidá-lo- reclamou.
-Não- disse novamente, bufando logo depois- Eu quero que ele me convide.
-Pois isso é impossível, já que ele não vai ao baile.
-Então eu também não vou- disse decidida.
-Ah, mas você vai- a amiga disse calmamente, com uma certeza impressionante na voz.
-Sozinha?- Demi fez um biquinho.
-Quem mandou recusar todos aqueles convites?
-Ah, Mandy, eu preciso dormir. Só isso- suspirou- Depois eu decido esse negócio do baile.
-Não tem nada pra decidir nem tempo pra dormir. Eu tô indo agora pro salão e você vai comigo. Eu te arrasto até aquele baile, mesmo que você vá sozinha. Sempre tem alguém sozinho também, você vai sobreviver.
-Ninguém merece- reclamou, mas pegou a bolsa e seguiu a amiga.
Demi agradeceu por não chegarem tão rápido ao salão. O trânsito era uma coisa irritante, mas ajudava quando se tratava de pensar. E era isso que ela queria fazer agora.
Ouviu a música que Mandy havia colocado, mas isso não a animou. A menina permaneceu olhando através da janela, refletindo sobre suas decisões, suas escolhas e opções. Ela o teria se realmente quisesse. Era isso, bastava querer.
Ela pegou o celular em um movimento rápido e respirou fundo antes de começar a escrever a mensagem.

“Eu... tava pensando no dia em que a gente fez aquele trabalho em dupla, e nas perguntas que agora parecem fazer muito mais sentido. Eu só queria que soubesse que eu pensei em você quando respondi as suas perguntas, que por um acaso eram direcionadas a mim, pelo menos eu acho que sim. Eu me lembro de você dizendo que tinha se apaixonado por uma menina e não tinha superado ainda, eu me lembro de como eu senti ciúmes e inveja dela. Quando você começou a descrevê-la, eu me perguntei a todo o momento o que ela tinha que eu não tinha. Enfim, eu... sei que talvez você tenha ficado chateado comigo, mas eu... te amo. E... se não for pedir muito... queria que você fosse ao baile.
Demi”

Sorriu pensando no melhor e saiu do carro quando chegaram ao salão. Ela iria ao baile apenas por ele. E esperava que ele fosse. Apenas por ela.
________________________________________________

-Filho!- Denise sorriu surpresa- Achei que não fosse ao baile- ela disse.
-É, mudei de ideia- deu de ombros- Talvez seja legal.
-E essa rosa? Alguma garota em especial?- perguntou curiosa.
-Talvez- ele disse.
-Ótimo- sorriu- Então se divirta- disse antes que ele saísse de casa com a rosa na mão.
Joe entrou no carro e pegou o celular no bolso do smoking. Leu novamente a mensagem de Demi e sorriu sozinho. Aquilo deveria significar alguma coisa, ou então ela não se daria o trabalho. Mas ele ainda tinha receio de que Demi apenas quisesse que ele fosse sem nenhum intuito de ficarem juntos. Tudo bem que isso soava meio ridículo, mas ela tinha um par, certo? E até onde Joe sabia, esse par não era ele.
De qualquer forma, o pior que poderia acontecer seria vê-la com outro cara, mas ele já estava... conformado com a situação. Fosse como fosse, era só voltar para casa caso não saísse como o que seu coração planejava.
Estacionou em frente à escola e tudo parecia tão diferente dos dias normais. A decoração era caprichada e as luzes fortes e chamativas iluminavam tudo ao redor dali. Joe colocou a máscara e torceu para que achasse Demi com facilidade. Não que as pessoas levassem muito a sério esse negócio de baile de máscaras, mas vai saber, né?!
Pegou a rosa e caminhou na direção da entrada. Mas por algum motivo, o barulho e a quantidade de pessoas fez com que ele optasse pela entrada dos fundos, e seria até melhor, já que assim ele poderia ver os jardins, ao redor, decorados.
Quando abriu a porta, todos o encararam. Ele não sabia por que, mas parecia que era um costume. Talvez adivinhar quem era, ou algo do tipo. Isso o incomodou, mas não totalmente, pois não achava que seria possível reconhecê-lo.  Então caminhou mais um pouco, ainda mantendo a rosa grudada ao corpo, na frente do peito e podia perceber as pessoas comentando. Não que as expressões delas fossem ruins, eram apenas curiosas.
Antes que ele pudesse procurar muito por Demi, encontrou-a. A menina agora estava parada na frente dele, porém existia ainda uma grande distância entre os dois. Logo ela deu um jeito nisso.
Sem se importar com qualquer coisa, ela correu na direção de Joe e parou bem na frente dele. Uma das mãos de Joe foi colocada rapidamente na direção dela, e ele entregou a rosa. Ela segurou, encarou-a por um tempo, e depois voltou seus olhos para os dele. O menino não sabia se ela tinha de fato o reconhecido, mas quando sentiu os lábios de Demi contra os seus, teve certeza de que, de alguma forma, ela sabia que era ele. Muitos cochichos foram ouvidos, mas nenhum dos dois ligava de fato. O beijo foi lento e apaixonado, mas não durou muito. Ainda confuso e estranhando a repentina decisão dela, Joe se afastou e preparou-se para perguntar por que ela o havia beijado na frente de todos, mas antes disso, uma outra coisa martelava em sua cabeça.
Demi tirou a máscara que tapava a parte superior do rosto dele e todos ao redor dois ficaram ainda mais curiosos. Alguns comentaram com seus pares, outros apenas soltaram alguma palavra aleatória. Mas depois, a música relativamente calma deu lugar a uma muito barulhenta, o que fez Demi segurá-lo pela mão e arrastá-lo para o lado de fora do salão.
-Como soube que era eu?- ele perguntou, liberando junto com a pergunta toda a sua curiosidade.
-A rosa- ela sorriu, encarando a flor nas mãos- Quando eu vi a rosa, eu soube que era você. Obrigada por ter vindo- sussurrou, encarando-o.
-Como...?
-Ontem a gente brigou e eu não encontrei nenhuma rosa no meu armário- deu de ombros- Eu... senti que era você.
-Achei que não gostasse de receber as rosas- ele lembrou-se do que ela havia dito, uma certa vez.
-Se eu soubesse que vinham de você, teria sido completamente diferente. Eu achei que era uma brincadeira, não imaginei que alguém perderia o tempo fazendo algo assim... tão verdadeiro- disse com um sorriso no rosto- Eu não sei como você fez isso, porque eu mudei a senha muitas vezes- ela disse.
-Tenho meus truques- deu de ombros, vendo-a revirar os olhos- Não posso contar, talvez eu ainda precise usufruir disso, algum dia, em alguma situação- deu de ombros, sorrindo divertido.
-Não importa- ela disse- Foi por uma ótima causa- ela mostrou a rosa.
-E... por que você me beijou na frente de todo mundo? Achei que...
-Achou errado. Eu te escolhi- disse simplesmente- Eu te amo, e na verdade eu não deveria ter que fazer uma escolha. Se ser popular me faz ter que escolher, eu prefiro viver a minha vida sendo quem eu sou e com as pessoas que realmente gostam de mim ao meu redor. Prefiro ser feliz- deu de ombros.
-Seu par?- ele questionou.
-Eu menti- ela fez uma careta- Eu não tinha um par. Eu recusei todos os convites por que eu só queria vir com você. E... como você não tinha me convidado- deu de ombros, rindo sem humor.
-É muito tarde agora?- Joe segurou a mão dela, sorrindo. A menina negou e sentiu seus lábios se tocarem- Então, você quer ser meu par?
-Claro que eu quero- Demi jogou seus braços ao redor do pescoço do menino e sentiu as mãos dele em suas costas, abraçando-a.
Eles caminharam juntos para onde todos estavam, e apesar dos olhares assustados, ninguém parecia de fato incomodado. Era só muita loucura para um baile só, claro, mas com o tempo todos eles se acostumariam com o novo casal.
Joe e Demi dançaram juntos por algum tempo, sempre sozinhos em um canto, apenas eles, aproveitando o momento. Beijaram-se com naturalidade, sem se importarem com quem estivesse olhando. Eles estavam atrás da felicidade, e a encontravam quando estavam juntos.
-Sabe, eu sempre vim aos bailes pra marcar presença- ela disse- Eu nunca me diverti de verdade, até hoje. Mas mesmo assim... quer sair daqui?- sugeriu com um sorriso.
-Eu odeio bailes- foi a resposta dele, sorrindo junto a ela.
_____________________________

-Você me deu tantas rosas- ela comentou com a cabeça deitada no ombro dele- Eu me sinto em dívida- confessou.
-Hum...- ele fingiu pensar enquanto deslizava as mãos pelo cabelo dela. Joe encarou o céu estrelado, a lua brilhante que iluminava a rua onde estavam. Do outro lado era possível enxergar a escola, porém bem distante- Que tal se você me desse um beijo por cada rosa?- sugeriu.
-Eu teria que te beijar pra sempre, né?!- Demi riu, mas devia confessar que a ideia era tentadora.
-Essa é a ideia- ele deu de ombros, puxando-a para um beijo intenso e demorado.

Demi acariciou o rosto de Joe em meio ao beijo e brincou com seu cabelo quando ele a trouxe para mais perto. Ambos se perderam no momento depois de um tempo, e nada além daquilo importava mais. Nada além daquilo iria jamais importar.

FIM

Bom pessoal, acabou :( eu acho que essa foi uma das minifics que fez mais sucesso e eu tô muito feliz por isso :D :D :D (créditos à Steph também, hein :P) enfim... muito obrigada por tudo mesmo e eu não sei mesmo quando eu volto com alguma coisa nova :s de qualquer forma, não é um "adeus", é um "até logo" ;)

Amo vocês
mil beijocas,
Brubs <3

respostas aos comentários > aqui

11 comentários:

  1. Minha vida não faz mais sentido depois dessa mini fic, sério fbedhsnjmk mais do que perfeita!
    Vou confessar que ela me lembrou de um fato que me aconteceu ano passado, um novato se apaixonou por mim (wtf) e mesmo eu chutando ele pelo facebook, twitter e o caralho a quatro, no dia dos namorados ele me mandou um buque de flores e tipo assim, eu ODEIO flores com todas as minhas forças, sempre odiei, aí meus amigos, por sinal muito delicados e queridos, destruíram o buque por mim, o chão da sala era só pétalas, eu ri demais né. Tá que fui meio cruel com o menino, mas ele não se tocava que eu nunca quis nada com ele, até que um dia ele se fez de outra pessoa no facebook e eu falei todas as verdades que ele precisava ouvir, nunca mais me procurou e felizmente agora acabei o colegial e não preciso mais ver a cara dele gfeuhbdsjomkza
    Mais uma vez, essa fic foi perfeita (mesmo com a história das rosas dushn) Ansiosa por novas fics (na próxima poderia ter um bab Jemi, né? dhbsnjm amo baby Jemi)
    Beijocas, linda! ~Dany~

    ResponderExcluir
  2. PARA TUDO,PORRA ESSA FIC ACABOU COM AS MINHAS ESTRUTURAS FOI TIPO Q PERFEITA PRA CARALHO NA DA PRA ACREDITAR Q ACABOU CARA,TIPO VOU LER ELA DE NOVO POQ ER MT PERFEITA.. :3
    Ate logo amor e ver se volta logo hein? Xoxo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hey! olha meu blog please! http://mitchiejemi.blogspot.com.br/

      Excluir
  3. Cara ! Essa é melhor mini fic que eu já li . Você foi muito criativa, ficou meio que diferente de tudo que já li, e olha que conheço muitos blogs de fics jemi gaisbdi enfim, ficou ótimo, parabéns! Beijooos

    ResponderExcluir
  4. Awwwnnnn q lindo. Ansiosa esperando outra fic

    ResponderExcluir
  5. A cada frase que eu li eu falei um "awn" mds que perfeito, quero um Joseph desse pra mim como faz? asahwuhwdox eu a m e i! quando eu pensei que você não podia fazer melhor me aparece essa mini fic c.c eu quero uma fic novaaaaaaa sdds das suas fics e como a Anonima disse eu quero um baby Jemi u-u pq eu amo
    Enfim, ansiosa para o que for mesmo que seja mais uma mini fic hehe. Beijos <3

    ResponderExcluir
  6. Selinho para você lá no meu blog -> http://jemi-fanfic.blogspot.com.br/2014/03/selinho.html
    Xoxo <3

    ResponderExcluir
  7. Divulga amorrr! porfavorrr http://mitchiejemi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Quando tem nova história ??? Já quero mais por favooor ♥
    Essa história foi P-E-R-F-E-I-T-A
    Beijos ♥

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3