Visualizações

14 de fev de 2014

The Rose- Parte 3

Senhor Bruxelas


-3, 2, 1, lá vou eu- ele gritou alto o suficiente para que ela ouvisse, de onde quer que estivesse.
Isso, eles haviam decidido brincar de pique esconde. Podia parecer meio bobo e idiota e foi até o que ele disse a ela quando a ideia surgiu, mas Demi parecia muito animada com a ideia. E a casa dava a ela vontade de se esconder, de explorar.
Joe abriu os olhos, ainda sorrindo. Era assim, desde que eles entraram ali. Só sorrisos. Começou a andar pela casa, procurando pela menina em todos os cantos. Não achou que seria muito difícil, porque havia poucos móveis ali, mas ela sabia como se esconder. Ele tirou essa conclusão depois de 10 minutos.
Subiu as escadas quando teve certeza de ela não estava no andar de baixo. Passou por todos os quartos, banheiros, salas, todos os lugares possíveis. Bufou com raiva e encarou tudo a sua volta. Onde ela estava?
Mas uns cinco minutos depois, quando ele já havia voltado ao andar de baixo, Joe ouviu um grito alto vindo de lá de cima. Antes que ele conseguisse ir atrás do som, Demi gritou novamente, cada vez mais próxima. O terceiro grito veio quando ela desceu a escada correndo na direção de Joe.
-O que...- antes que pudesse completar a pergunta, Demi se jogou no colo dele, prendendo as pernas na cintura do menino.
Prendeu as unhas com força na camisa dele enquanto respirava com dificuldade.
-Um... monstro- ela conseguiu dizer com dificuldade.
-Hã? Monstro, Demi?- Joe riu, segurando-a com firmeza- Que tipo de monstro?
-Não sei, era enorme e... nojento. Ele veio pra cima de mim e- ela interrompeu a si mesma, balançando a cabeça com uma careta estampada no rosto.
-Onde ele tava?- perguntou.
-Lá no porão- respondeu- Quer dizer, eu acho que aquilo era um porão.
Claro, o porão! Como ele não tinha pensado nisso antes? Demi, que não conhecia nada da casa, havia se escondido no único lugar do qual Joe esquecera. Um ponto pra ela.
-É um porão sim- concordou.
-Você tem que achar aquele bicho- ela disse- Aquilo é perigoso.
-Se você sair de cima de mim, quem sabe eu possa...- brincou fazendo-a corar imediatamente.
-Desculpa- sussurrou soltando as pernas da cintura dele- É que eu tenho muito medo desses bichos e aquele era grande mesmo.
-Me ajuda a procurar- ele pediu.
-Tá maluco?- os olhos dela quase pularam para fora.
-Se eu subir você fica sozinha aqui. E se ele vier atrás de você?- perguntou prendendo o riso.
-Tá bem- a menina se deu por vencida e revirou os olhos, seguindo-o.
Subiram a escada e Demi sempre parecia estar muito atenta a tudo. Às vezes soltava uns gritinhos por nada. Ela dizia ter ouvido um barulho ou ter visto uma sombra, Joe só ria.
-Aqui- ela apontou para a porta que levava ao porão.
-Você se escondeu muito bem- ele comentou abrindo-a.
-Eu sei- ela fez um bico adorável- Se não fosse esse negócio, você não me acharia tão cedo- murmurou.
Quando ele pisou dentro do porão, milhares de coisas passaram pela sua cabeça. Ele não entrava ali desde que seu avô ficara doente e era naquele lugar que passava a maior parte do seu dia. Balançou a cabeça para espantar tudo isso. Não era a hora para recordar o passado.
-Cuidado- ela sussurrou e ele só não riu porque ela estava muito nervosa.
Joe caminhou tranquilamente, olhando para os lados a procura de... o que? Uma espécie de monstro, talvez?
-Senhor Bruxelas- ele sorriu contente e surpreso quando viu o lagarto encolhido em um canto do quarto.
Pegou-o com delicadeza, torcendo para que o animal ainda se lembrasse dele. E lembrava.
-Quem é...- a pergunta dela foi cortada por um grito alto assim que Joe virou-se com o bicho nas mãos.
-Demi, calma- ele pediu- É só um lagarto.
-Não! Isso é um jacaré- ela disse inconformada.
-Esse era o monstro?
-Era- sussurrou cabisbaixa- Como...como você tá segurando ele assim? Isso deve ser perigoso.
-Era meu bichinho de estimação quando eu era menor- disse sorrindo- Um dia ele fugiu e eu achei que já tivesse longe daqui.
-Olha, se fosse eu, ia dar graças a Deus por ele ter sumido- ela comentou.
-Valeu, você encontrou o senhor Bruxelas- disse encarando-o e fazendo carinho na cabeça dele.
-Você trata o jacaré como se fosse um cachorro- disse atordoada- Senhor Bruxelas?- perguntou confusa- Que isso?
-É que ele gostava muito mesmo de couve de Bruxelas quando a gente comprou. Aí eu dei esse nome- deu de ombros.
Pela primeira vez depois dos gritos, ela gargalhou.
-Tá, isso foi bem criativo- disse.
-Você não pensaria nesse nome- se defendeu- Colocaria um desses nomes fofinhos.
-Eu não colocaria um nome fofinho em um jacaré!
-Mas ele não é um jacaré! É um lagarto!
-É da mesma família! Que diferença faz?
-Tá, agora você tá mais calma?- perguntou, colocando o bicho no chão.
-Não coloca ele aí- ela disse rapidamente antes que as patas do lagarto atingissem o chão- Não, não tô calma.
-Demi...- Joe suspirou- Vem cá- chamou.
-Tá maluco, né?
-Anda, deixa de ser medrosa, ele não faz nada.
-Eu não vou.
Então ele decidiu começar a caminhar na direção dela. Demi dava um passo para trás a cada passo para frente dado por Joe. Mas quando ela bateu na parede atrás de si, seus olhos se arregalaram. Joe se aproximou rapidamente e a menina ameaçou gritar, mas não conseguiu. Seu peito subia e descia conforme a respiração acelerada ia diminuindo.
-Vai, pode tocar- Joe disse com a voz baixa, oferecendo a ela o bicho.
Demi fechou os olhos e respirou fundo. Levou um de seus dedos até o topo da cabeça do “monstro” e tocou rapidamente. Sua outra mão estava presa ao pulso de Joe, segurando-o com força. Depois ela o fez de novo e de novo, e logo havia se acostumado a tocar no lagarto.
-Tudo bem, já toquei, mas por favor, tira ele de perto de mim.
Joe sorriu assentindo e puxou a velha gaiola para colocá-lo. Demi ainda estava segurando seu braço e o corpo dela permanecia encostado na parede. Ele se voltou para onde estava antes e sem o bicho entre eles, percebeu que estavam muito próximos. Demi ainda respirava com dificuldade, mas não parecia ser por causa do senhor Bruxelas. Talvez fosse outra coisa.
Joe encarou-a, assim como ela fazia, bem dentro de seus olhos. A mão dela subiu até que encostasse no peito do menino. Joe deixou que suas mãos se prendessem na cintura dela e seus lábios finalmente se tocaram.
Nenhum dos dois pensou no que estava de fato acontecendo. Quer dizer, não havia mudado tanta coisa assim. Demi ainda era a patricinha da escola e Joe o nerd, isso ainda permanecia igual. Tudo bem que as últimas horas haviam sido diferentes de tudo que já haviam presenciado, mas mesmo assim, não deveriam agir como se aquele beijo já estivesse predestinado a acontecer.
Eles estavam envolvidos no beijo, as mãos de Demi vagavam pelo cabelo do menino enquanto Joe puxava a menina para mais perto, juntando seu corpo ao dela. Repentinamente, Demi se afastou e ele pensou que talvez ela tivesse se dado conta do que estava de fato acontecendo (coisa que ele não havia feito ainda) mas foi impedido de pensar em mais alguma coisa quando ela soltou outro grito, pulando novamente no colo dele.
Joe olhou para baixo e Senhor Bruxelas estava onde deveriam estar os pés de Demi. Ele riu e a menina, com o rosto escondido no pescoço dele, bufou.
-Por que colocar ele na gaiola se você não fechou a gaiola?- ela resmungou inconformada.
Mas a raiva durou pouco tempo. Logo ela voltou a olhar para Joe e suas respirações ainda se confundiam. Uma de suas mãos estava pousada nas costas da menina enquanto a outra a segurava pelo quadril. Demi pensou se beijá-lo novamente seria assim uma coisa tão absurda.
-Se você continuar com isso, eu vou me acostumar- ele brincou, referindo-se a posição dos dois. Demi sorriu e balançou a cabeça.
-Eu acho que... é melhor mandar uma mensagem pra minha mãe- ela disse depois de um tempo, as palavras mal saindo de sua boca- Pra avisar que... eu tô bem- disse por fim.
Joe assentiu e depositou a menina no chão. Trocaram um olhar diferente mais uma vez e ela saiu do porão, caminhando na frente dele. Joe colocou novamente senhor Bruxelas na gaiola e dessa vez trancou-a.
Continua...
Awn gostaram? Beijo já rolou... hehehe :P
Obrigada por tudo, amores, esses elogios acabam comigo ondsogeafuavo amo demais vocês <3 <3 <3 <3 <3 <3 <3

Beijos,
Brubs <3

comentários respondidos> aqui

9 comentários:

  1. ameiiiiiii posta mais um hoje, ta perfeitooooooo

    ResponderExcluir
  2. hey :3 preciso q vc poste logo poxa jdkdjfhdl ta pfto, bjj - Thalia

    ResponderExcluir
  3. Senhor bruxelas o cupido do capitulo kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Lindo, meigo, fofo, amoroso... Não tenho palavras para expressar o quanto amei esse capítulo!
    Cara, você escreve muito bem, sério! E olha, tenho vergonha de dizer, mas ao mesmo tempo que você escreve para se sentir bem, eu leio suas fics para me sentir bem. Você é muito fofa e querida. Posta logo! Beijinhos. ~Dany~

    ResponderExcluir
  5. AHHH ameei
    Mds Demi kkkkkkkk ilario cala
    Ameei beijo beijo <3
    Posta Logo
    Xoxo

    ResponderExcluir
  6. Hey brigadeirinha *-*
    Ficou tudoooo perfeito
    Super ansiosa para saber mais do que vai acontecer...
    Esse beijo perfeito <3
    Posta logoo
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oiiiii linda essa fic poderia ser melhor?Nããão.Ta MUUUITO BOA essa amando muito de verdade.por favor poste assim q poder.Entendo plenamente sua falta de tempo.Estou da mesma maneira,por isso ñ pude comentar antes.Mas amando viu.E vc como sempre DIVAAAA

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3