Visualizações

11 de dez de 2013

Capítulo 7

Joe on:
-Eu sabia que devia ter ouvido a minha intuição quando eu acordei- eu disse com a cabeça deitada no colo de Demi.
-E o que a sua intuição dizia?- ela entrelaçou seus dedos em meu cabelo e eu olhei para cima, encarando-a.
-Que era melhor eu ter ficado na cama.
-Isso eu sinto todo dia- riu escorando-se na parede.
Essas últimas semanas não estavam sendo fáceis. O céu estava escuro, muito escuro e quase sempre chovia. Uma grande tempestade estava por vir, pelo menos foi isso que eu ouvi alguém comentar. Por enquanto, parecia apenas que já havia escurecido (eram apenas 4 da tarde e parecia muito com 10 da noite), não estava chovendo muito ainda. De qualquer forma, era um daqueles dias onde você se sente mais preguiçoso do que o normal e quer ficar agarrado com alguém assistindo a um filme debaixo das cobertas. E eu faria isso hoje, com Demi, assim que fosse liberado desse inferno.
-Tô louco pra ir pra casa- eu disse, colocando pra fora meus pensamentos- Será que não liberam a gente mais cedo?- perguntei à Jake, que havia acabado de chegar com uma expressão muito animada pra um dia como esses. Demi estava conversando com Rachel.
-Eles não liberam a gente cedo nem quando tem furacão- ironizou- Aí, sabe quem chega daqui a algumas semanas?- ele perguntou sorridente.
-Não faço a mínima ideia- eu respondi.
-A Lizzi- ele sorriu maliciosamente. Automaticamente um sorriso muito mais malicioso se formou em meus lábios. E levantei imediatamente, sentando-me de frente para ele.
-A sua prima gostosa pra cacete?- eu perguntei já sabendo a resposta e ele assentiu com lentidão- E ela ainda vai ficar na tua casa? Mas que sorte, cara.
-Nem me fala- comentou empolgado- Ela andou perguntando de você...
-Já era hora, né?- brinquei.
-Cara, que mancada- David sussurrou para nós e logo eu olhei na mesma direção que ele. Demi havia levantado e estava caminhando apressadamente para algum canto.
-Não acredito nisso- eu levei minhas mãos à cabeça e respirei fundo- Porra pisei feio na bola- resmunguei.
-Foi mal, cara, tô tão acostumado- Jake disse um pouco nervoso- Esqueci completamente, quer que eu fale com ela?
-Não foi você, Jake, fui eu- me levantei no intuito de ir atrás dela.
-Deixa ela um pouco sozinha- Rachel me impediu- Vocês vão acabar brigando se for atrás dela agora- disse.
-Eu preciso falar com ela, você viu o que eu fiz? A Demi já não confia muito em mim, se eu ficar falando de mulher na frente dela aí que não dá certo mesmo.
-Quer dizer que vai falar pelas costas?- David provocou.
-Não, cara- neguei- Só que se eu falar assim, na cara dura, eu vou magoá-la- expliquei.
-Assim como você acabou de fazer.
-Não tá ajudando- murmurei- Eu vou falar com ela.
Não foi difícil encontra-la. Por alguns momentos eu não consegui me aproximar, com medo do que estava por vir. Demi não era do tipo ciumenta, eu pelo menos acreditava que não, mas mesmo assim eu havia tocado num ponto delicado. Que garota gosta de ouvir o namorado chamando outra de gostosa? O fato é que eu ainda não havia conseguido me concentrar totalmente no meu namoro. Porque por muito tempo foi só um rolo entre eu e a Demi, então agora era bem complicado me lembrar do que estava acontecendo. Eu a amava, claro, mas o costume me pegou pelas costas naquele momento.
-Demi- eu chamei, esperando que ela me encarasse. Eu tinha a esperança de conseguir olhá-la nos olhos e talvez assim decifrar o grau do problema que eu enfrentaria. Mas ao invés disso, ela permaneceu parada.
-Oi- sussurrou.
Eu decidi me sentar ao seu lado no banco e ela não esboçou nenhuma reação. Respirei fundo pensando no que fazer. Eu não podia pedir só desculpas, mas não tinha outra opção. Coloquei um dos meus braços ao redor do seu pescoço e ela (por sorte) não se desvencilhou do toque ou demonstrou descontento. Apenas abraçou as pernas e deitou ali seu rosto, virado para mim, me encarando com aqueles grandes olhos castanhos. Eu não pude ver o tamanho do estrago, mas vi algo que me deixou muito mais aflito. Tristeza. E eu não gostava de pensar que estava deixando-a triste.
-Desculpa- pedi aproximando meu rosto do dela- Foi por impulso, Dems.
-Não tô irritada com você e nem quero brigar por causa disso- ela esclareceu.
-O que eu quero é que você não fique triste por uma mancada que eu dei- disse- Pode brigar comigo e gritar e sei lá... mas não suporto te ver assim- eu sussurrei, nossos rostos ainda colados.
-Por mais que você me peça desculpas eu...- então ela levantou a cabeça com calma, olhando para cima de respirando fundo. Eu já via as lágrimas querendo cair e o esforço que ela fazia para mantê-las guardadas.
-Demi- eu segurei seu rosto- Eu vou te contar a história dessa prima do Jake- eu disse.
-Não quero ouvir história nenhuma- ela resmungou, desviando o olhar.
-Escuta- pedi- A gente se conheceu quando eu viajei pro Canadá com o Jake e uns outros amigos. Só que a gente só passou, sei lá, alguns minutos juntos, porque ela ia ficar fora por um tempo. Desde então eu queria ficar com ela, mas só por ficar mesmo, e era uma ideia meio que dos dois. Então... eu tô acostumado a falar dessas coisas com os garotos, era o nosso papo e a gente já falou muito de você também- ela abriu um pequeno sorriso- Só que agora às vezes eu falo sem pensar, porque era tão comum você estar no papo só porque isso tudo rolava entre a gente, que agora é complicado ainda entender tudo o que mudou.
-Eu entendo- ela disse.
-Não quis te magoar e eu não vou fazer isso de novo, eu prometo. E não importa quanto tempo essa menina queira ficar aqui, eu não faço a mínima questão de vê-la- garanti.
-Sério?
-Sim, eu te amo- eu disse com os lábios próximos aos dela- E é só você que eu quero durante muito tempo. Garotas gostosas existem muitas, Demi- eu disse com sinceridade- Mas você é um conjunto completo- sorri e ela riu da minha expressão.
Enfim nos abraçamos e selamos nossas desculpas (ou melhor, minhas desculpas) com um beijo lento e demorado.
A partir daí eu percebi que ela ainda estava um pouco estranha comigo. Não me evitando ou demonstrando frieza, apenas mais quieta e pensativa. Eu entendia. Sabia que não dava pra simplesmente fingir que não tinha acontecido e que ela não havia ouvido aquilo. Mas também sabia que ia passar. Ao longo do dia, conforme conversássemos e nos beijássemos tudo voltaria ao normal gradativamente. E as coisas seriam muito mais fáceis se esse negócio que cismam em chamar de colégio nos liberasse mais cedo pra que eu pudesse leva-la para minha casa. Doce ilusão. Minhas esperanças foram por água abaixo (literalmente) quando a chuva apertou e o colégio começou a inundar. Isso mesmo, simplesmente a água não saia mais dali. E muito menos os alunos.

***

-Sério, eu nunca pensei que isso fosse acontecer- alguém comentou. Éramos cerca de dez pessoas, sentadas em roda, sob um grande colchão.
-Aham, parece coisa de filme- Demi disse, sorrindo. Eu acho que ela estava gostando da situação.
A história é a seguinte: teremos que dormir no colégio. Pois é. Inundou tudo, a cidade tá um caos, as ruas cheias de árvores caídas, risco de ventos muito fortes, a luz acabando toda hora... e não tinha como voltar pra casa. Estava impraticável, um verdadeiro dilúvio. Por isso, aqui estamos nós, 40 alunos do ensino médio (só uma parte dele) em uma sala com diversos colchões espalhados. Comida jogada e lençóis. Por sorte a escola estava com tudo pronto para o acampamento escolar dos menores. Mereço.
-Eu só queria ir pra casa- murmurei enterrando minha cabeça no pescoço da minha namorada, que estava recostada sob o meu colo.
-Aproveita a noite, com os amigos, vai ser mais divertido do que ficar em casa- ela afirmou.
-Eu ia ficar em casa com você- abracei-a com mais força.
-Está comigo, de qualquer forma- Demi sorriu docemente.
Passamos mais um tempo conversando, rindo, até nos divertindo... mas estava faltando alguma coisa. Eu queria poder beijar Demi e dar uns amassos sem receber olhares reprovadores das inspetoras. Queria deixar tudo realmente bem entre nós de novo e além disso, a minha vontade de tê-la só comigo era absurda.
-Tá afim de ir a um lugar comigo?- perguntei depois de um tempo. Ela assentiu sem pensar- Então diz que vai ao banheiro e me espera ali fora. Já te encontro lá.
Demi fez o que eu disse e alguns minutos depois eu fiz o mesmo.
-Pra onde?- perguntou me dando um selinho.
Segurei sua mão e a levei para uma sala do outro lado do colégio. Como havia bastante gente circulando, não foi difícil. Estava uma confusão completa naquele colégio. A única regra era: nada de meninos e meninas juntos depois do horário permitido. Ops.
A sala seria provavelmente a que nós, meninos, ocuparíamos. Não havia ninguém e estava trancada, mas eu dei um jeito (que era uma das minhas técnicas, só eu as possuía). Havia colchões, velas, comida, tudo que tinha na sala onde estavam os 40 alunos agora.
-Finalmente- eu disse, puxando-a para perto de mim. Tê-la ali me fez querer muito mais.
Nos beijamos e nos beijamos durante bastante tempo. Não sei como eu não arranquei as roupas dela no momento em que chegamos, talvez tanto tempo sem sexo estivesse me ensinando a como manter o controle. Ou talvez só me tornasse mais excitado ainda.
Desci os beijos por seu pescoço, traçando um caminho até seus seios. Deslizando minhas mãos pela lateral de seu corpo, eu puxei sua blusa e a tirei. Demi soltou a respiração pesada e acariciou meu braço com delicadeza. Ela não costumava ser muito delicada nem demorar tanto para tomar alguma atitude. Alguma coisa estava estranha ali.
Fomos caminhando devagar até que eu a deitei no colchão. Estava bem escuro, exceto pela luz da lua que entrava pela janela. Não que isso importasse agora, mas parecia bem romântico. Parei para pensar nisso por alguns instantes e... eu nunca havia tido uma noite romântica com ela. Só era sexo e mais sexo, o que me deixou ainda mais animado pelo que estava por vir. Algo completamente novo aconteceria entre nós dessa vez.
Mas ela não tirou minha camisa, como eu esperava que fizesse. Mesmo estranhando, eu não fiz nada. Não tirei eu mesmo, nem dei sinais de que estava confuso. Apenas continuei por cima dela, nossas pernas entrelaçadas, nossos corpos se mexendo juntos, nossas línguas brincando. Beijei depois sua barriga, subindo até seus seios e descendo até a borda da calça. Minhas mãos adentraram seu sutiã com facilidade e ela deixou, sem pestanejar, que eu a acariciasse.
Quando desci minhas mãos até a sua calça, pronto para abri-la, ela me parou com gentileza, afastando seu corpo com calma do meu. Não entendi mais uma vez o que estava acontecendo. Qual era o problema, afinal?
-Que que foi, Demi?- eu perguntei pacientemente. Não era fácil manter a calma depois que ela cortou o momento dessa maneira. Meus hormônios estavam à flor da pele.
Ela me encarou como se não soubesse o que falar. Ela devia ter alguma explicação, tinha que ter, e bem convincente. Mesmo assim não acho que seria suficiente. Já tínhamos feito aquilo tantas vezes e de tantas formas, porque então não havíamos transado desde que começamos o namoro?
Depois de desviar o olhar algumas vezes e se afastar mais, ela pegou a blusa e vestiu.
-Eu não quero- disse simplesmente.
-Não quer?- eu perguntei-Posso saber por quê?- minha paciência não era assim tão duradoura mais.
-Porque eu tenho que me justificar? Eu não preciso te dar motivos. Só não tô afim.
-Então é assim?- questionei com amargura na voz.
-Sim, é exatamente assim. Eu não quero e você não vai ficar fazendo um questionário sobre porque não transamos aqui.
-O que te deu?
-Não me deu nada, Joe. Eu acho melhor a gente voltar pra lá. Tava um clima melhor, você tava me tratando melhor também e eu quero um namorado que me entenda.
-Eu não posso te entender se você não me explicar- retruquei.
-Então ao menos me respeite- ela pediu com frieza e levantou-se, saindo da sala.
Esperei um pouco, querendo me acalmar. Tudo que eu queria agora era uma água bem gelada para jogar no rosto. Que diabos tinha acontecido ali?
Continua...
GENTE muito obrigada por todos os comentários e tudo que vocês me falaram, de verdade, isso significa o mundo pra mim e vocês não tem nem noção de como isso me deixou feliz e hcossobuod awn obrigada de verdade <3 amo vocês, demais!
Agora.... hum... o capítulo... eu sei que muitos de vocês querem o hot, mas vamos esperar um pouquinho mais, tá? hehe faz parte da história... :P
eu tava pensando em postar outro hoje... mais tarde.... se vocês comentarem bastante talvez, quem sabe.... ;)
Entãããão, comentem<<<
Mil beijos, obrigada!!
Brubs <3
ah, será que vocês tem algum livro bom pra me indicar? um que seja ou tenha romance... :) obrigada, é que eu preciso ler alguma coisa hehe

comentários respondidos> aqui
divulgação> Ana Sartt

14 comentários:

  1. Muitooooooooo bom! Joe taradooo kkkkkkkkk a Demi fez bem, pisar duas vezes na bola no mesmo dia, nao é nem pq ele é tarado, mas em plena escola, pfvr ne? Um livro pra te indicar? Nao sei se vc ja leu jogos vorazes, mas sao os melhores livros q eu ja li, tem tbm 'eu sou o numero 4', a ultima musica(quase inundei minha casa lendo de tanto chorar), a culpa é das estrelas eu nao li todo ainda, mas é beeem legal! E sim, posto um capitulo mais tardee! Bjos
    By: Livia Lovato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKKKKKKKKKKKK Desses que você disse, eu li A Última Música e A Culpa É Das Estrelas, morri com o 1, é o meu livro favorito bvdfofgvbsils vou postar amor, obrigada pelas indicações :D Beijinhos!!

      Excluir
  2. Que capitulo perfeitoooooooooo! Porque a Demi ta assim? :(
    Livros pra te indicar? Quem é você, Alasca?, Will & Will, A Garota Que Eu Quero, Cidades de Papel, a trilogia A Seleção, Eu sou o numero 4...
    Beijos e posta logo!!

    Divulga? http://umalovaticparasempre.blogspot.com.br/ Obg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada *-* Ah, você vai descobrir :P
      Eu já li Cidades De Papel e nossa, como eu amei esse livro, ele me fez chorar de rir a cada página cara KKKKKKKKKKKKKKK rio até hoje só de lembrar lol e eu li A Seleção, os dois que já lançaram, CARA ESSES LIVROS SÃO OS MELHORES DA FACE DA TERRA eu viciei muito, eu tô louca pelo terceiro hahahaha sério, sou apaixonada!
      Divulgo sim, amor! Vou postar, beijos e obrigada <3

      Excluir
  3. capítulo meio tenso haha mas adorei *u* posta outro, posta *u* - @danyyzimmermann

    ResponderExcluir
  4. PS: um livro que tenho pra indicar é O Céu Está em Todo Lugar, fala sobre perder alguém importante, mas também tem romance, a personagem se vê atraída por dois garotos e tals. Recomendo demais!

    ResponderExcluir
  5. Hey diva maravilhosa *-*
    Que capítulo mais lindo e tenso...kkkkkkk...

    Achoo que a demi não quiz porque o joe só fica pensando em sexo.joe tem que se controlar as vezes.

    Livros...tem vários,vou te indicar umas séries que eu particularmente amo,tem umas que eu já li a série e tem outras que eu ainda vou legaranto que são todas perfeitas...hush hush,fallen,house of night,os imortais,os instrumentos mortais,academia de vampiros,boy,beijada por um anjo,a mediadora,fallen angels e irmandade da adega negra.

    Enfim...
    Posta logoo
    to curiosa *--*
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey amor!! hahaha pois é, foi tenso e eu não acho que ele precise se controlar... eles já fizeram isso tantas vezes HAHAHA
      humm... deixa eu ver, já li Beijada Por Um Anjo e sinceramente eu não gostei muito não, mas obrigada pelas indicações amor, vou dar uma olhada nesses outros jfgrdbfvejsuobvl
      Vou postar linda, obrigada por tudo, beijocas! <3

      Excluir
  6. acho que não rolou nada porque não foi com amor, porque antes de rolar tudo isso entre eles dois, eles namorarem e tals a Demi tava cansada dessa coisa de 'só sexo' e mesmo eles namorando agora e a Demi e o Joe se gostando ele continua com essa coisa de 'só sexo'. acho que ela quer que as coisas rolem com amor, acertei? hehehe se sim... JOSEPH MEU FILHO VAMOS FAZER AS COISAS COM AMOR E CARINHO LOGO PORQUE EU QUERO LER UM HOT obg dnd sjdnzoixncçlxc homem não presta mesmo viu? como que pode um cara chamar uma garota de gostosa do lado da namorada? mereço ncçnkcvçmsdj cara mesmo o Joe sendo um anta nesse cap eu AMEI, tive feels lendo a parte deles dois ali sozinhos -até certo ponto -, confesso kkkkkk foi um dos capítulos que eu mais gostei dessa fic, mas eu sei que vão vir melhores e esse capítulo vai ser substituído, porque você é diva e é o que há u-u soklkvzxc sou puxa-saco mesmo mim dexa
    impressão minha ou o temporal desse capítulo tá meio parecido com o que tá acontecendo no Rio? po cara, não parou de chover o dia inteiro e esse diluvio que teve na fic me lembrou do tempo por aqui kdjnlkcxmcl enfim né.
    sobre o livro, tipo, eu preciso ler uns também djnlxkmcvb um que eu li e achei muito legal foi Tipo Destino, mas tipo eu acho que existem romances melhores, mas é o que eu tenho pra te recomendar njdcnl
    bjss diva :**
    posta posta posta jndflksndkc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hum.... você tá no caminho certo, não completamente, mas é por aí mesmo (é o que eu posso dizer) hahahahaha fgdrsulso
      Não... na verdade foi MUITA coincidência eu postar exatamente esse capítulo hoje, mas já tava escrito há um bom tempo, não tem relação nenhuma não! na verdade, eu nem tinha me tocado até você comentar hahahahaha
      Né?! eu sinto como se já tivesse lido todos os livros porque cara vhdfpçkdl eu só leio romance, tenho esse pequeno problema e eu já li esse Tipo Destino (aliás, eu AMEI) e eu tô meio que em crise porque eu tô precisando de livros mas num aho ai socorro hahahaha vgfrevdkue Beijos, amor, obrigadaaaaaaa <3

      Excluir
  7. BRUNAAAA EU TO AMANDO ESSA FIC !!!!! Eu so to meio enrolada p comentar pq eu to lendo pelo iphone e fica ruim p comentar mas enfim..... Vou passar a comentar pode deixar e posta hoje ainda pfvr :(((

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OIEEEEEEEEEEEEE fgdsfbgvslu awwwn que bom cara fbrel <3 <3 <3 Ok, amor, obrigadaaaaaaaaaaaaaaa <3 vou postar mais um agora sim :D

      Excluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3