Visualizações

31 de jul de 2013

Capítulo Vinte e Cinco!

-Ei, eu acordei e você não estava lá...- ele disse disse confuso- Aí depois eu fui te procurar e não te achei em lugar nenhum- Joe se aproximou da menina assim que ela jogou a bolsa no sofá.
-Desculpa, não fazia parte dos meus planos voltar depois que você já estivesse acordado- ela deu de ombros mostrando indiferença, mesmo que por dentro seus sentimentos se revirassem, alternando-se em um ciclo que ia de nervosismo a medo.
-Onde você foi?- perguntou curioso, segurando-a pela cintura.
-Eu...- mais nenhuma palavra saiu de sua boca, que permaneceu aberta soltando a respiração ansiosa. Seus olhos fixaram-se em um ponto qualquer direcionado aos lábios vermelhos de Joe e ao perceber o quão concentrada ela estava, ele segurou uma de suas mãos e a levou até o canto de sua boca. Demi contornou-a sem pressa alguma e se prendia a cada mínimo detalhe do desenho perfeito e tentador. Suas unhas riscavam muito brevemente o lugar onde ela estava louca para beijar e ela já era capaz de sentir o calor subindo dentro de si.
Mordeu o lábio inferior e deixou que sua mão caísse sobre o peito dele. Segurou sua camisa com força e depois de desviar o olhar com cautela e hesitação, tocou a lateral do corpo de Joe, trazendo-o para mais perto. O menino juntou seu corpo com o dela na porta e apoiou seus antebraços na madeira, de modo que a cabeça de Demi ficasse presa entre eles, dando a ela assim somente a opção de encarar Joe. Seus olhos se encontraram e o que ambos transmitiam foi ignorado como se não tivesse importância. Porque nos olhares havia algo diferente e ao mesmo tempo errado.
Joe iniciou um beijo delicado e tentador. Não demorou para que ficasse mais intenso, nem para que a exploração começasse. Joe pressionou seus dedos contra a nuca de Demi fazendo-a soltar o ar de forma descompensada. Brincou com seus lábios de forma sedutora e conquistadora, mas ao mesmo tempo, possessiva. Com uma de suas mãos, ele colocou o cabelo da menina para o lado, liberando o espaço que queria para iniciar sua trajetória de beijos. Abrindo o zíper do macacão tomara que caia que ela usava, Joe mordiscou sua orelha em diversos pontos que faziam a menina suspirar. A cada novo toque ele descobria como chegar mais perto do ponto fraco dela ou como atingi-lo de forma determinante.
Demi enterrou sua cabeça no peito dele e direcionou suas mãos para a calça que ele vestia. Como não tinha fecho algum, ela apenas deslizou com muita paciência seus dedos por dentro do elástico, sentindo a box que ele vestia roçar em seus dedos. Joe soltou um breve gemido e puxou-a para perto depois de arrancar ele mesmo a sua camisa. Ainda concentrada na calça, Demi a tirou com facilidade. Sua calma já estava deixando Joe cada vez mais enlouquecido e entorpecido de desejo.
E ele não fez diferente. Deixou que o macacão caísse sobre os pés da garota e contemplou seu corpo, que estava pronto, apenas esperando por ele para que o tocasse de muitas maneiras possíveis. E assim ele o fez.
Segurando-a pelas pernas, Joe ergue-a até que ela estivesse presa à sua cintura. Caminhou com Demi até o sofá e a deitou sem desgrudar dela por nem um segundo. Suas pernas permaneceram envolvidas na cintura de Joe quando ele tirou seu sutiã e levou uma se suas mãos até os seios da menina. Deslizou suas mãos por todo aquele corpo observando-a enquanto a mesma fechava os olhos. Sua expressão não era nem de perto a que Joe conhecia e isso o incomodava um pouco. Parecia que por mais que tudo aquilo estivesse acontecendo, nenhum dos dois estava realmente ciente.
Mas depois de alguns minutos apenas com beijos delicados espalhados por todo o corpo, Demi mudou de comportamento. Se antes ela estava perdida em algum outro lugar ou pensamento, agora suas atenções estavam completamente voltadas para o momento. Para Joe e o corpo dele que agora ela cobria com o seu.
Puxou-o com as pernas e jogou seus braços ao redor do pescoço dele. O beijo dessa vez parecia desesperado, um pouco apavorado talvez. Como se fosse de tremenda necessidade.
Joe permaneceu com seu corpo colado ao dela até que precisou se afastar um pouco quando sentiu a mão pequena e determinada de Demi em sua box. Aproveitou para tirar uma camisinha de dentro da carteira que por sorte estava sobre a mesa da sala.
Demi estava completamente nua na sua frente, mas a visão que ela tinha dele não era nada diferente. Sem nenhum receio ou hesitação, ambos fizeram questão de deixar sua marca em cada pedacinho de pele exposta. Cada centímetro do corpo de Joe conhecia Demi e vice-versa.
****
-A gente precisa conversar- ela suspirou, soltando a mão do menino que estava entrelaçada a sua.
Desde que caíram juntos no sofá, com os corpos explodindo de prazer e satisfação, nenhuma palavra havia sido trocada. Alguns carinhos foram feitos até que eles resolveram se vestir. Como de costume, ela colocou a blusa do menino e depois que assim fizeram, sentaram-se juntos. Joe aproximou seus lábios do pescoço de Demi e juntou sua mão com a dela. Foi aí que, depois algum tempo respirando fundo, ela os separou.
-Podia começar dizendo para onde foi- ele sussurrou com a voz firme, porém baixa.
-Eu vou te dizer onde fui- ela afirmou com os olhos fixos no chão- Eu fui procurar algum lugar para morar- disse com a voz embargada pelo choro que queria vir. Xingou a si mesma mentalmente por deixar tal fraqueza transparecer, ela havia jurado a si mesma que permaneceria firme com sua decisão diante de qualquer coisa. Porém não havia levado em conta que falar pessoalmente com ele, olhando em seus olhos e sentindo-o se opor a isso seria bem diferente do que ela passara a noite e a manhã moldando em sua cabeça.
-Como assim, Demi?- ele perguntou se afastando ainda mais da menina. Seus olhos estavam mais escuros do que o normal e ele havia franzido o cenho em sinal de confusão.
-Eu quero terminar. Eu não quero mais continuar com isso- ela disse, claramente decidida. Se Joe não estivesse muito confuso com aquilo tudo, provavelmente teria acreditado na seriedade que ela usava- Eu não consigo, na verdade- ela concertou seu argumento. Mentiria se dissesse que não queria- E dessa vez você não vai mudar a minha decisão.
-Você quer terminar?!- perguntou com um tom de voz indecifrável- Por que? Por causa disso tudo que aconteceu durante esses três dias, Demi?- sua voz agora tinha um pouco de... raiva. A menina assentiu e ele respirou fundo, levando uma das mãos ao cabelo antes de jogar a cabeça para trás- Agora que finalmente acabou você quer complicar de novo? Não foi suficiente?
-Não acabou pra mim, Joe- ela disse serena- Antes eu tivesse terminado com você na primeira vez que eu tentei. Pouparia a nós dois de muita coisa que aconteceu.
-Você pode me dizer no que?- pediu- Porque na minha opinião não mudaria em nada. Toda a besteira que causou esse problema foi feita muito antes da gente pensar em namorar. Eu ainda não aceitaria ficar com a Caty do mesmo jeito que a gente ainda contaria a ela sobre o que aconteceu. No que nos pouparia, Demi?
-Eu não consigo mais olhar pra você e pensar que nós podemos dar certo. Não tá mais funcionando, Joe! Você não vê como tudo o que aconteceu abalou a gente? Você e eu tentamos fazer tudo o que a gente pôde pra não abrir mão do namoro mas no final a gente estava só adiando.
-Demi, eu juro que não consigo ver as coisas como você. O que aconteceu? Foi por causa da Caty? Da briga de vocês? Terminar comigo não vai mudar em nada!
-Vai diminuir a culpa que eu tenho dentro de mim- ela sussurrou.
-E é justo você me usar, usar o nosso namoro pra diminuir a culpa que você sente?- questionou- Você não pensa no que isso vai me custar? Em como eu vou me sentir?
-Não vai ser nada diferente do que eu vou sentir, eu garanto- deu de ombros.
-Se te machuca tanto assim como me machuca, porque você tá fazendo isso?
-Porque eu preciso encarar a realidade e colocar um ponto final em todas essas besteiras que eu tô fazendo! Não importa se não vai mudar em nada a minha relação com a Caty, isso é o que eu sinto que preciso fazer. É o único jeito de colocar um ponto final numa história que não deveria ter começado.
-Eu te amo, Demi- ele disse nervoso- Você não percebe isso? Ou simplesmente não se importa mais?
-Eu também te amo, Joe- ela disse com a maior sinceridade que pôde- Eu te amo do fundo do meu coração, como eu nunca amei ninguém. Eu não tomei essa decisão de uma hora pra outra, não é algo que vai me fazer feliz agora ou que não vai me machucar. Só... o meu coração já está completamente quebrado, eu não sei se vai fazer muita diferença.
-O que eu sinto por você não faz diferença pro seu coração?
-É até capaz de concertá-lo- ela abriu um pequeno sorriso- Mas eu não quero que faça isso. Eu não quero que continue quebrando corações para concertar o meu.
-Isso é ridículo! É como se você estivesse simplesmente jogando fora tudo que já aconteceu, todos os momentos- disse- Os últimos três dias podem não ter sido os melhores mas estávamos juntos. Não era isso que tinha importância?
-Você mudou a minha vida e me defendeu até quando não pode- ela deixou uma lágrima escapar- Mas eu enxerguei que eu não sou o melhor pra você. Eu não consigo mais aguentar esse peso no meu coração de que eu traí a Caty e de que tudo isso foi culpa do meu coração, porque ele se apaixonou por você.
-Eu já te disse que terminar nosso namoro não resolve isso, Demi!
-Eu mesma pisoteei meu coração tomando essa decisão. E mesmo que ele ainda te ame e pertença a você, eu preciso encontrar um jeito de livrá-lo disso. Eu tive que admitir pra mim mesma o que estava na minha cara há muito tempo. Enquanto eu estiver com você eu não vou conseguir me libertar disso. Eu não vou conseguir me perdoar pelo que eu fiz. Me perdoar por ter magoado a minha melhor amiga.
-Quer se livrar de mim pra conseguir perdoar a si mesma? Isso é egoísta demais.
-Não é egoísta, eu só estou tentando arrumar um jeito de tirar essa dor de mim, Joe! Eu achava que você seria o único capaz disso e eu não tenho certeza de nada, mas desse jeito não dá pra continuar. Eu não vou conseguir ser verdadeira com você, não vou conseguir ser feliz enquanto eu carregar isso comigo.
-Eu achei que eu te fizesse feliz, que eu fosse o motivo da sua felicidade, assim como você é o motivo da minha.
-Eu nunca disse que não era, não começa a colocar palavras na minha boca porque eu nunca iria ter a coragem de dizer que esses momentos não foram os melhores da minha vida, porque foram. Eu te amo com todo o meu coração, por isso eu acho melhor acabar por aqui.
-E o que acabou de acontecer agora pouco?- ele aumentou um pouco o tom de voz, não porque quisesse brigar, mas sim porque o nervosismo e desespero já estavam tomando conta de todo o seu corpo. Ele a observou sem obter resposta alguma. A menina fechou os olhos com força e reteve o choro novamente- Porque você deixou acontecer se sabia que ia acabar? Se você tinha isso tudo em mente?
-Porque eu precisava de você por uma última vez- disse com um sussurrou, deixando as lágrimas caírem.

Joe respirou fundo e fechou os olhos, já sentindo-os marejados. Subiu até o quarto e se deitou na cama. Se era isso o que ela queria, assim seria. Ele já havia superado diversos términos e brigas, mas nunca achou que seu coração ficaria tão apertado ao ouvir alguém dizer “acabou”. Talvez porque ele nunca tivesse amado tanto alguém como ele amava Demi.
Continua...

Respostas dos comentários:

Gente... espero que por mais que o capítulo tenha sido um pouco tenso e bem triste, vocês tenham gostado :) 
Comentem bastante, ok?! Quero a opinião de vocês :)
Obrigada por tudo! Amo vocês <3
Beijinhos,
Brubs <3

18 comentários:

  1. Bruna vou te bater mt serio !!!! agr q eles tavam se acertando !!!!!! PQP vou dar um soco em alguem --' POSTA LOGO

    ResponderExcluir
  2. Aaa naoooooo , eles terminaram a naooooooo, posta logoooo, morrendo aqui

    ResponderExcluir
  3. Aaa confesso que me deu uma vontade de chorar ~to me segurando para não chora~ muito triste mesmo :(
    Eu espero que a demi pense na burrada que ela fez...mais também tadinha...tá igual a caty...tão tudo de cabeça quente...o bom e que eles pensa um pouco...tão tudo precisando...
    Posta logooo minha diva maravilhosa
    Beijos


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... esse capítulo foi bem tenso :/ Bom, ela precisa de um tempo pra pensar, talvez isso seja o melhor por enquanto! ;)
      Beijos, linda, postei!

      Excluir
  4. qUE? COMO ASSIM CARA???
    Acabou? Mas que besteira Demetria! Afffff huhsjijsbdujolmdh
    tadinho do Joe gente, omg :/
    Mas acho que eles precisam disso... Refletir um pouco, sei la .
    Perfeito! Posta logooo (:
    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uhum... acabou :s precisam sim... obrigada, amor! Ah, me amarro nos teus comentários buofrveuopgçeip só pra você saber *-* Beijinhos! :D

      Excluir
  5. Amooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooor!!!!!
    Quanto tempo não passo por aqui (de novo :c), me perdoa? Você nunca me deixa na mão e eu sempre faltando com vc né?! Mil perdões!!!
    Mas eu vou voltar, aliás já voltei kkk
    Olha, tem selinho pra vc no meu blog, amor!
    http://jemimylife.blogspot.com.br/2013/07/selinhos.html
    No próximo capítulo já vou estar atualizada e comento sobre a fic, meu bem!!!
    Milhões de beijos!
    Amo-te! <3333
    :**

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AMOOOOOOOOOOOOOOR lgbvieçuoe imagina, Sammy, não precisa de desculpas! Pode parando com isso :P EEEEEEEEEEEEE você voltou gvbgkerp awn <3 <3 obrigada por tudo, amore bvfvresou tô muito feliz que você voltou, sério mesmo <3
      Beijocaaaas, te amo <3

      Excluir
  6. Heeeeeey! Eu tenho que confessar, eu estou aos prantos por causa desse capítulo. Eu não sei explicar, mas todas as suas histórias me tocam muito. Eu sou aquela louca que foi falar com você no twitter! HAHAHHAHA! Desculpa por ter ido te pertubar, mas, eu sinceramente sou apaixonada por essa história ( tanto quanto fui de todas as outras que você já postou.). Sabe, eu acho que a Demi é um pouquinho complicada... ahhahaha! E eu a entendo, porque eu também sou um pouco. Só espero que o Joe não desista dela, e que ela perceba que o certo é seu o que faz nosso coração "sorrir", ficar feliz. Ok, agora calarei minha boca ( ou seriam meus dedos?) porque você não deve estar me aguentando mais! Ah, útima coisa: POSTA LOGO, POR FAVOR! PELO BEM DA MINHA SANIDADE MENTAL! HAHAHAAHHA! Beeeeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HEY HEY HEY HEY flsdigpsio amo comentários imensos, amo, amo, amo oeg0ofuvwo awn como você tem coragem de dizer que eu não tô te aguentando mais?!?!?! pode falar, fala mesmo ougfdipdgbpe que perturbar o que, menina! Eu amo quando vocês me procuram jfbwor0 *-* Vou postar, obrigada por tudo <3 <3 Beijoooooos

      Excluir
  7. AHH que perfeito... Eles terminaram :( ... Tava dando tudo certo.. Mais poq?eles våo voltar .rapido né?
    Posta logo
    Por favor..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. :( aham... precisam de um tempo pra colocar a cabeça no lugar... bom, isso você vai ter que esperar pra ver :P Vou postar! e obrigadaaaa :D

      Excluir
  8. Meu Deus.. Eu. To. Chorando. (sou sensível de madrugada) ta vendo o que você faz menina?
    Coitadinho do Joe.. Eu posso consolar ele sabe, só uma ideia.. Pena que ele só tem na fic. Ao mesmo tempo que eu entendo a Demi eu sinto uma enorme vontade se bater nela. Ai faz logo a Caty aceitar isso e a Demi voltar com o Joe

    posta logo por favor. Postaaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehe sorry fbrwouvrouerf0o Queria consolar ele também hahahaha Calma... tudo vai acontecer no seu tempo :D Vou postar, beijos!

      Excluir
  9. q triste. ;( ela terminou com o joe. Tadinho.
    eles vão sofrer pra burro.

    Postaaa logooo pleaseee

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3