Visualizações

4 de jun de 2013

Capítulo Quinze!

-Muito legal da parte dos seus pais deixarem a gente passar o dia aqui- a menina comentou, sorrindo.
-Eu amo essa casa- Joe disse, sentando-se na grande rede que ficava na varanda- Quase chorei quando saí daqui- riram juntos.
-Acredite, eu também choraria- piscou- Joe... porque você saiu de casa se amava tanto isso aqui?- perguntou curiosa.
-Além de o apartamento ser mais perto da faculdade, eu sempre gostei de me virar- deu de ombros- Na época eu tinha uma namorada... eu achava que era realmente sério então foi mais um motivo, ela passava a maior parte do tempo comigo e lá a gente conseguia a privacidade que eu não tinha aqui.
-E seus pais sabem que o senhor queria abusar da liberdade com as garotas?- questionou brincalhona.
-Realmente acho que confiam muito em mim- deu de ombros, sorrindo consigo mesmo- Eles querem te conhecer- disse, um pouco mais sério do que antes, encarando-a.
-Hoje?- ela questionou, o nervosismo invadia seu corpo.
-Meus pais não tem muito tempo livre- fez uma careta- À noite eles virão para o jantar... se você não se importar.
-Não, é claro que eu não me importo- ela suspirou, tentando forçar um sorriso. Isso definitivamente não estava nos planos dela.
-Vem aqui- ele chamou, puxando-a carinhosamente para o seu colo- Não é um jantar...formal. Quer dizer, meus pais são super malucos e legais, eles só querem conhecer a amiga da Caty. Não é como se eu estivesse apresentando minha namorada- afirmou. Ela assentiu, sem muito que dizer ou pensar- Não ainda- Joe sorriu, sussurrando no ouvido dela o que no fundo Demi queria ouvir.
-Ok, então acho que podemos fazer alguma coisa enquanto eles não chegam, certo?
-Passear por aí, que tal? A gente pode parar e comprar algumas coisas pra fazer o jantar- deu de ombros.
-Você vai cozinhar?- ela sorriu.
-Nós- o menino piscou e beijou a bochecha de Demi, levantando-se da rede e trazendo-a junto- Mas antes eu vou dar um pulo nessa piscina e você vem comigo.
Juntos, Joe e Demi saltaram de mãos dadas depois de uma breve corridinha até a borda da piscina. Não era o dia mais quente do ano, até porque o final da tarde já se aproximava e quando a noite caía o frio vinha junto, com muita força, mas a água era bem agradável. Ambos saíram debaixo d’água rindo e se aproximando mais. Demi secou seu rosto, jogando o cabelo molhado e liso para trás. Joe a encarava com um olhar carinhoso e um sorriso bobo no rosto. Mexeu em seu cabelo também, um gesto naturalmente sexy e puxou-a pela nuca.
Juntaram seus lábios intensamente.
-Eu acho que passaria a minha vida toda contigo- ela brincou, rindo- Não tem como ficar triste ou desanimada perto de você- afirmou como se fosse a coisa mais certa do mundo.
-Eu aceito a sua proposta.
-Imagina, poxa, ia ser legal!
-Vai ser legal, porque eu vou fazer você cumprir o que disse- ele sorriu- E mesmo que fique de saco cheio eu vou continuar te importunando.
-Promete?
-Está me mandando prometer que vou encher seu saco? – o.o
-Amarei ter você me importunando- garantiu.
-Então eu prometo.
-Muito bem, assim que eu gosto- u.u
-Hum, do que mais você gosta, senhorita?
-Porque você não me mostra o que você sabe fazer bem? Depois quem sabe eu posso te responder...- deu de ombros, aquele sorriso travesso brilhando em seu rosto.
-Sério?- ele questionou, segurando fortemente a cintura dela.
Demi soltou uma gargalhada e depois assentiu, enroscando suas mãos no cabelo do menino. Joe balançou a cabeça em reprovação, mas seu sorriso sedutor o entregava, mostrava como ele estava amando aquilo. Começou beijando o pescoço de Demi, seus lábios molhados em contato com a pele gelada dela.
Não, não iriam além daquilo, mas não deixariam de aproveitar.
Tudo que eles faziam tinha um toque suave e calmo, mas mesmo assim intenso demais. Joe amava poder senti-la, mesmo que apenas desse jeito, e Demi mal conseguia controlar seu coração, que palpitava sem parar a cada toque.
-Acho que vou demorar para ter a sua resposta.
-Eu sou bom em muitas coisas, realmente deve ser difícil escolher.
Riram juntos e seus lábios se tocaram por entre as risadas abafadas. Com seu polegar, Joe acariciou o rosto da menina, delicadamente. Encarou-a bem dentro de seus olhos e pôde perceber como brilhavam. Seus lábios pareciam um pouco trêmulos, provavelmente por causa do frio, e se encontravam entreabertos, dando um aspecto mais sexy.
Joe mordeu o lábio inferior dela, fazendo-a fechar os olhos enquanto sentia seu corpo estremecer. Definitivamente o menino causava a ela sensações completamente novas. Não tinha haver com falta de experiência, a menina havia... passado por muita coisa, diversas situações, mas Joe conseguia fazer tudo diferente. Com certeza ele era bem diferente de todos, proporcionava a ela coisas novas a cada segundo. A cada beijo ele provava ser o melhor.
-Gosto quando me beija- ela sussurrou.
-Te dou um beijo daqueles se você adivinhar o que eu sempre tive vontade de fazer- ele propôs sorridente.
-Pular em queda livre?
-Não- ele negou o.o- Porque? Tenho cara de quem quer pular em queda livre?
-Você tem cara de maluco- ambos riram- Diz, o que é?
-Parece bobo, mas eu sempre quis beijar alguém debaixo d’água- ele confessou.
-Sério?- a menina gargalhou.
-Ah, para, até parece que você nunca teve vontade de fazer alguma coisa- ¬¬
-Sim, eu tive, mas é que foi engraçado_ hehe_ E porque nunca fez isso com nenhuma namorada ou sei lá?
-Elas eram muito frescas- deu de ombros- Sério, eu tive uma namorada que não entrava na piscina comigo por nada nesse mundo. Nunca entendi aquela menina.
-Ta de brincadeira?!
-Seríssimo. Vou tirar um dia pra te contar pelo que eu já passei com as garotas, você vai se divertir- afirmou.
-Ah, mas vou mesmo- riu-Bom, eu não sou fresca- ela sorriu- Preparado?
-Eu nasci pronto, meu amor- brincou, afastando-se dela.
Depois de sorrirem juntos, ambos prenderam a respiração e afundaram na água. De olhos abertos, eles se aproximaram e rapidamente Joe segurou o rosto dela, juntando seus lábios em um selinho calmo.
-Que divertido- ela comentou empolgada- O melhor beijo submerso que eu já dei- \Õ- Repito, amo os seus beijos.
-Eu amo tudo que você faz- o garoto afirmou, voltando seus lábios para os dela.
Ela jogou seus braços ao redor do pescoço dele, e de uma hora para a outra, ele se deu conta de que não podia continuar a tocá-la dessa forma, beija-la, senti-la... ou seria tarde demais. Os amassos já estavam sendo prolongados por um logo tempo e ele sentia necessidade de mais, porém entendia o que ela sentia. Demi não estava muito ciente de tudo, ela apenas deixava que ele a guiasse, suspirava a cada beijo e toque, a cada sorriso.
-Daqui a pouco não vamos mais ter tempo para o passeio- ele lembrou, sorrindo carinhosamente na direção dela. Suas testas permaneceram unidas enquanto ambos tentavam recuperar as respirações.
-Também acho melhor sairmos- ela afirmou, desviando o olhar e sorrindo como ele.
O menino tirou uma mexa de cabelo que caía pelo rosto dela, o que a fez olhar para ele. Logo Joe a abraçou carinhosamente, aquele gostoso abraço de urso.
-Te amo, tá?
-Eu te amo também- apertou-o com força.
Joe segurou a mão dela e a levou para a escada. Ele saiu primeiro, com certa dificuldade, já que peno molhado não é nem um pouco leve.
-Ei, da pra me ajudar?- ela questionou, ironicamente.
-Mas eu estou te ajudando!- o.o
-Não está funcionando- respondeu- Essa roupa pesa- fez careta.
Finalmente, depois de algum esforço, ele conseguiu puxá-la. Segundos depois agradeceu mentalmente por ter tido essa brilhante ideia de piscina. Agradeceu por ela estar na frente dele com uma blusa que antes era branca e agora transparente, e por usar um sutiã bem... chamativo.
-Perdeu alguma coisa em mim?- ela brincou, sentindo o olhar de Joe sobre ela.
-Só queria dizer que amei sua roupa- ele deu de ombros, sorrindo malicioso.
-Mas que... – ela abriu a boca para falar alguma coisa, mas acabou por virar as costas- Vou tomar meu banho, Joseph!- balançou a cabeça e entrou na casa, enquanto ele ria.
~~~~***~~~***~~~~
-Joe, eu...- ela entrou no quarto, distraída com o batom em suas mãos- Ops, desculpa!- pediu envergonhada, vendo-o apenas com uma calça, indo em direção à cama. Sim, todos aqueles músculos de fora, à mostra para quem quisesse ver. Para Demi- Eu volto depois- avisou, dando meia volta.
-Não, relaxa- ele pediu, tranquilamente- O que foi?
-Nada, eu só queria meu casaco- ela disse, apontando para o objeto, perto de Joe.
Ele fez um movimento para que ela pegasse o casaco quando percebeu que a menina continuava parada encarando-o. Ela sacudiu a cabeça e ele riu discretamente. Ela era... meiga demais. Tão diferente do que ele havia imaginado no começo. Tão melhor.
-Já pensou no que faremos para o jantar?- ele perguntou, vestindo a camisa.
-Não tenho ideia, eu sou só um par de mãos a mais- ela deu de ombros- Bom, estou te esperando lá fora- disse, enquanto cruzava os braços, pronta para sair do quarto.
-Demi, espera- ele pediu, sentando-se na cama- Porque... você age assim comigo? Como se... sei lá, se sentisse desconfortável?
-Mas eu não faço isso- a menina respondeu, confusa.
-Tudo bem, não sempre, mas agora sim- afirmou- Senta aqui- pediu, chamando-a para perto.
-Eu não sei- ela suspirou, sentando-se no colo dele.
-Você confia em mim?- Joe perguntou- Mas confiar mesmo? Em relação a tudo?
-Demais- garantiu.
Ele sorriu e depositou um beijo calmo no canto de seus lábios.
-Posso te perguntar uma coisa, Demi?- ele questionou sério. Ela assentiu- Você já me disse que não é mais virgem- lembrou-se- Eu posso te perguntar porque você acha que não é o momento certo ainda?
-Não é a pergunta mais legal pra se responder- ela suspirou.
-Você não precisa. Eu disse aquele dia que entendia e é verdade. Eu só... queria saber se  existe alguma coisa que eu pudesse fazer pra tentar... não sei.
-Só quero saber se isso realmente vai dar certo... eu não quero me decepcionar, Joe. Viver um momento importante na minha vida pra depois ter que esquecer ou fingir que não aconteceu- admitiu.
-Existe algum motivo pelo qual não daria certo?- perguntou amigavelmente.
-Nunca se sabe- deu de ombros.
-Eu não posso negar que na minha opinião isso daria certo sim- disse- Mas eu não posso tentar se você não pensar do mesmo jeito- o menino respirou fundo, levantando-se- Tudo bem, esquece isso- pediu, roubando um selinho dela- Vamos?
-Não era isso que eu queria que acontecesse. Não era o que eu queria que pensasse.
-Não aconteceu nada e eu não pensei nada- afirmou- Mas é bem difícil te entender.
-Eu estou muito confusa- sussurrou.
-Se você continuar pensando tanto realmente nunca vai encontrar uma solução.
-Me da mais um tempo- pediu.
-Quanto você quiser- garantiu- Não fica chateada comigo- o menino pediu, segurando as mãos dela.
-Eu não estou- afirmou com um sorriso.
~~~~~*~~~*~~~~~
-Quando eu era pequeno eu vinha aqui a noite, bem tarde mesmo, quando todo mundo resolvia andar, e ficava sentado num cantinho esperando os garotos mais velhos descerem a rua pra jogar basquete- Joe comentou, encarando o céu escuro.
-Você tem essa paixão desde pequeno?
-Aham- assentiu- O meu melhor amigo era dois anos mais velho do que eu e jogava com uma outra galera, eu só fui junto.
-Ainda se falam?- questionou.
-Você não tem ideia de quem seja?- perguntou, divertido. Era engraçado como eles não se conheciam, e ficavam mais certos disso a cada segundo -Bom, é o irmão da Caty- sorriu- A gente ainda se fala bastante hoje, ele sempre vem aqui quando pode... você conhece ele?
-Mais ou menos... ele não mora em Los Angeles- disse- Já o vi algumas vezes.
-Ele mora aqui pertinho, só que fica meio ocupado com o trabalho. Porém, eu consegui fazer ele vi hoje aqui, jogar um pouco comigo- sorriu travesso.
-O irmão da Caty está vindo encontrar com a gente?- ela ergueu a sobrancelha.
-Na verdade ele vai jantar lá em casa- deu de ombros- Vai ser maneiro.
-Você não vai me deixar sozinha com os seus pais enquanto joga com ele, né?!- a menina o fuzilou com os olhos. Pensaria depois no que faria em relação a isso. Se o irmão de Caty_que se chamava Lucca pelo que ela lembrava_ resolvesse contar à menina que Demi e Joe estavam... ficando, já era.
-Claro que não, prometo- beijou o topo da testa dela, abraçando-a de lado.
-Acho bom- u.u – Olha que eu conto pra eles o que você apronta naquele apartamento, hein.
-E posso saber o que eu apronto?
-Muitas coisas passam pela minha cabeça. Duvido que eles não acreditem em mim- riu.
-Você não faria isso...
-Me deixe sozinha com eles e você verá- piscou- Brincadeira, eu não sou tão do mal assim, mas não se atreva, Joseph.
-Ok, ok.
“É só eu não beijar o Joe nem demonstrar muito afeto enquanto o Lucca estiver por perto. Calma Demi, vai ser fácil.” Era o que ela repetia para si mesma a cada segundo. Estava cada vez mais difícil fugir daquela situação.

 Continua...
Desculpem pela demora, mas eu já expliquei meus motivos e repito: não sei quando vem o próximo. Independente disso, espero que tenham gostado ;) Eu tentei fazer bem grandinho para compensar! \õ
Comentem bastante, ok? Por favoooor :3
Obrigada, amores!

Mil beijos,
Brubs <3

9 comentários:

  1. aaaaaaaaaaaaa que perfeitooo...
    esse jantar ta prometendo...
    posta logooo lindaaa,
    beijosssss

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAA que lindo amei o capitulo, ta mais que perfeito *-*

    ResponderExcluir
  3. VIIIIISH HAUDHJAYDJSF ESSE JANTAR VIU! VAI SER A+ HEHEH
    Eu amo esse casal é tão aww <3
    Mas a Demi ja ta me irritando com essa frescura! Afffff kkkkkk
    Ficou perfeito o capitulo, amei :3
    Posta logo.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. por mais que eu esteja louca pra eles se pegarem logo, a Demi tá certa... os bjs já são grande problema por causa da caty, se eles forem mais além não tem consciência pesada que aguente...
    Awn ela vai conhecer os país dele.
    Putz o irmão da caty.... se o joe quiser bjar ela, ela vai ficar fugindo... tomara que não de merda....

    Postaaa logo pleaseee

    ResponderExcluir
  5. Selinho para você *v*
    http://minificsjemi.blogspot.com.br/2013/06/selinhos.html

    ResponderExcluir
  6. Ammmmmmmmmmmmmmmmmmmei !! Esse cap está perfeito !!

    Selinhos pra vc *-*

    http://jemilovely.blogspot.com.br/2013/06/selinhos-selinhos-e-mais-selinhos.html

    ResponderExcluir
  7. Vish sinto que esse jantar pode não dar muito certo, já que o irmão da Caty vai e a Demi vai ficar fugindo do Joe e ele pode ficar com raiva dela ou pensar besteira :/ tomara q não de merda. Só acho q a Demi devia pelo menos contar pro Joe q a Caty gosta dele, isso já seria um começo...
    Bom minha linda o cap ficou maravilhoso, vc ta sem tempo mas pelo visto a criatividade continua a mil. E eu queria dizer q eu amo esse momentos Jemi *---* sao tao lindos. AMO TUDOO <3
    E eu to com saudade de falar com vc no tt, mas assim q a minha net chegar aki eu vou te importunar la no tt de novo kk
    Beijão :* Posta quando puder ;)
    Love you <3

    ResponderExcluir
  8. Selinho pra vc!!
    http://ahistoria4ever.blogspot.jp/2013/06/selinho-liebster-award.html
    xoxo

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3