Visualizações

18 de mai de 2013

Capítulo Treze!


-Adivinha quem ligou assim que você entrou no banho?- ele se aproximou de Demi com um sorriso travesso estampado no rosto. Beijou-lhe o rosto e fez uma carinha fofa- Huuuum que cheirinho bom- comentou sussurrando.
-Caty?!- a menina sugeriu, já certa daquilo. Quem mais poderia ser?
-Exatamente. E ela parecia bem... animada? Não, não sei se ela estava animada, mas queria falar com você- ele deu de ombros- Uma pena. Ela disse que liga mais tarde.
Uma onda de... medo invadiu o corpo de Demi. Isso para não dizer desespero. E se... Joe tivesse falado um pouco mais do que devia à ela? O que Caty faria se soubesse que seu melhor amigo andava beijando sua melhor amiga pelas suas costas? E mais, o que faria quando descobrisse pela boca de alguém que não fosse Demi?
-O que você falou à ela?- perguntou indiferentemente, mesmo que no fundo, tudo dentro dela esperasse ansiosamente por uma resposta.
-Não me lembro nem de metade das coisas- ele confessou, com uma careta- Mas sobre você... hum, eu disse que estávamos nos dando bem- sorriu, contente- Finalmente.
-Só isso?
-Que eu me lembre, sim- afirmou.
-Será que eu podia te pedir um favor?- ela questionou, receosa. Mas precisava fazer aquilo antes que o pior acontecesse.
-Fique à vontade.
-Pode não contar à Caty o que está acontecendo entre nós? Nada do que aconteceu?- pediu, um pouco incomodada por ter que pedir aquilo à ele. Seria um incômodo?
-Tudo bem, mas... porque?- ele quis saber, curioso. Acho que Joe tinha o direito de se perguntar o motivo do pedido.
-Não conta por enquanto, ok? Eu acho que é melhor... até que a gente veja no que isso vai dar- deu de ombros, tentando não aprofundar o assunto ou fugir ao máximo dele.
O menino assentiu, mesmo sabendo que ela não falara de fato tudo o que a levara a tal escolha. De qualquer forma, isso era o que menos importava para ele agora.
-Bom, agora é a minha vez de te pedir um favor- ele disse desafiador e ela não gostou muito de como isso soava... travesso.
-Diga de uma vez- revirou os olhos.
-Preciso dar um banho na Milla- o menino fez uma careta, seguida de uma gargalhada ao ver a expressão dela.
-E eu com isso?- questionou, se afastando- Acabei de tomar um banho- lembrou.
-Tem medo de água, gatinha?- provocou- Vamos lá, só um pouco de espuma, latidos e.... água- deu de ombros, pensativo.
-Só porque você é muito legal comigo- u-u
-Fico muito feliz pelo elogio- segurou-a pelo braço, colando seus lábios ao trazê-la para mais perto.
-Não se anima muito não, hein- advertiu- Anda, temos um banho pra dar!

~~~~~*~~~~*~~~~*~~~*~~~~~

-Se você tivesse me dito que isso incluiria espuma no meu cabelo e um belo arranhão no braço, acho que teria pensado duas vezes- ¬¬
-A culpa não é minha se a Milla não fica quieta- ele resmungou, tentando manter a cadela parada, pelo menos por alguns instantes.
-Também, olha como você joga água na coitada.
-Ah, me poupa!- revirou os olhos- Eu coloquei água na banheira, joguei um sabonete muito cheiroso e ainda está quentinha- ele passou uma das mãos, sentindo a temperatura agradável.
-Desde quando um cachorro liga pra uma banheira, Joe?
-E o que mais você espera que eu faça?
-Sei lá, um curso- sugeriu irônica.
-Quando só tinha eu aqui, ela se comportava, e muito bem- garantiu.
Demi o encarou enquanto sua boca tinha o formato de um “O”. Ele estava mesmo falando que era mais fácil quando ela não estava presente para AJUDAR? Ok, não vamos levar para o lado pessoal. Ambos sabiam que não passava de uma boba implicância e ela estava sendo propositalmente dramática ao fingir estar sentida pelo que ouvira. E claro, vai ver era mais tranquilo mesmo quando ela não estava morando ali. Que mal tem nisso?
-Quer insinuar que eu atrapalho você?- perguntou, parada na mesma posição.
-Se foi o que deu a entender...- ele deu de ombros.
A menina resmungou alguma coisa e virou-se, ficando de costas para ele, pronta para sair do amplo banheiro. Tinha as mãos na cintura e um olhar superior. Se o momento fosse outro, seria uma boa oportunidade de implicar com ela. Paty.
Joe ainda tentava segurar a cachorrinha, o que se tornara mais difícil agora que ela havia soltado. Quatro mãos funcionavam bem melhor que duas naquele aspecto. O sabão facilitava todas as oportunidades de fuga de Milla, que parecia já traçar um plano e sair correndo o mais rápido que pudesse a qualquer instante.
Joe sorriu consigo mesmo, mas Demi manteve a postura firme. Quando estava quase passando pela porta, ele finalmente admitiu precisar dela. Foi nesse momento que, para puxá-la pelo braço_ já que a menina fingia não ouvi-lo chamar_ ele passou a segurar Milla com apenas uma mão. O trabalho que antes era realizado com quatro ( e ainda assim com dificuldade), agora passava para uma mão apenas. Concluindo: fuga e vitória da cadelinha.
O momento foi um pouco estranho e bem rápido. Ele puxou Demi rapidamente, mas acabaram perdendo o equilíbrio ao tentarem segurar a esperta cachorrinha. Tropeçaram juntos e acabaram caindo dentro da banheira, que por sorte não tinha muita água. Ah, imagina se alagassem o banheiro? A briga que não ia surgir pra ver quem ia limpar...
-Ta vendo o que você fez?- ele murmurou, tentando levantar-se.
-Eu? Você começou dizendo que eu não ajudava, pelo contrário- revidou.
Juntos, eles reviraram os olhos e balançaram a cabeça em reprovação. Se o momento não fosse trágico, seria engraçado. Tá, era engraçado demais, tanto que logo depois de perceberem os movimentos milimetricamente iguais que haviam realizado, Joe e Demi caíram na gargalhada, sentindo seus corpos serem tomados pela água lentamente.
Conforme relaxavam na posição em que se encontravam, cada pedacinho de suas roupas era tomado pelo líquido quente e tranquilizante. Ainda com sorrisos bobos e olhares fixos, um beijo intenso e quente foi iniciado.
Não sei exatamente como, mas surgiu uma onda de desejo dentro daqueles dois, algo que estavam escondendo fazia algum tempo. Talvez só agora tivessem permitido a si mesmos que sentissem tal coisa forte dessa maneira.
Demi estava caída por cima do menino, seu corpo junto ao dele sem nenhum medo ou receio, apenas certeza. Queriam sentir aquele contato e ambos sabiam que aquilo era verdade, então porque tentar negar?
O tempo da troca de olhares durou bem mais do que de costume, mas logo iniciaram diversas carícias (mais ousadas do que de costume) e permitiram que seus corpos se ajustassem com o formato da banheira.
Suas pernas rodeavam a cintura de Joe enquanto ele acariciava sua coxa com calma e sutileza. Por alguns momentos ele pensou que talvez ainda não fosse a coisa certa a fazer, mas depois de segundos, mudou de ideia. Não conseguiria conter a si mesmo, não naquele momento, não do jeito como tudo fluía entre eles.
Faíscas pareciam sair dos poucos espaços que ainda restavam entre eles, e algo me diz que se não existisse ali a presença da água, ah, era sim capaz de pegar fogo.
Demi desceu alguns beijos para o pescoço do menino e limitou-se a pensar no que acontecia. Pensar trouxera a ela muitas consequências e ultimamente, quando o assunto era Joe, ela preferia tomar as decisões precipitadamente. No fundinho sabia que não iria se arrepender.
Arranhando levemente o pescoço dele com suas unhas, ela sentiu-o pressionar suas mãos contra sua cintura, de uma forma como nunca havia sentido. Possessivo. Demais.
Juntou seus corpos completamente em um ato ligeiro e sensual e puxou levemente, com cuidado porém ainda intensamente, o cabelo de Demi, fazendo-a inclinar sua cabeça para trás. A menina fechou os olhos ao sentir os beijos ferozes e carinhosos_ ao mesmo tempo_ que ele distribuía em seu colo.
De alguma maneira, um pouco apressada talvez, Demi deu conta de que já estava sem sua blusa, assim como Joe. Ele não a encarou descaradamente, porém beijou-a sem restrições. Quando tudo entre eles tinha ficado tão íntimo? Quando o desejo crescera tão rapidamente que não pode ser nem ao mesmo sentido aos poucos? Ah, vamos lá, aquilo atingiu os dois como uma bomba explodindo dentro de você mesmo!
Assim que iniciaram um beijo lento, exatamente no momento em que Joe levara suas mãos até o rosto dela, Milla pulou entre eles, latindo escandalosamente.
-Que susto!- ela levou uma das mãos ao peito, afastando-se depressa. Acho que foi somente nesse momento que ela percebeu o quão longe estavam indo.
-Isso que eu chamo de cortar o clima- ele murmurou em tom baixo, fazendo-a rir timidamente.
-Então agora você quer tomar banho?- Demi voltou-se para a cadela, talvez tentando conter o ímpeto de sair correndo dali. Falar com Milla era definitivamente mil vezes mais fácil do que encarar Joe no momento.
Brincou mais um tempo com ela, tempo o bastante para acalmar sua respiração, seus hormônios. Acalmar tudo, exatamente tudo dentro de si.
Joe mexia no cabelo com uma das mãos, o que lhe dava uma pose incrivelmente sexy dentro daquela banheira, praticamente deitado e ainda por cima com aquelas gotas de água molhando seu peito descoberto. Aquilo significava quase o mesmo que ela sentia... um pouco de receio por não saber o que fazer.
Demi sentia suas bochechas queimando, mas conteve-se a tempo. Milla ainda abanava o rabinho, toda contente, sem nem imaginar o que havia causado.
-É melhor aproveitarmos enquanto ela ainda quer cooperar- ele deu de ombros e a menina assentiu.
Antes de conseguir processar qualquer coisa em sua cabeça, antes de se mover para longe dele e sair da banheira, Joe colocou uma de suas mãos sobre a dela, sutilmente, e as encarou por muito pouco tempo. Mas tempo o suficiente para deixa-la bem curiosa sobre o que ele pensava há segundos atrás. A menina levantou seu rosto, encarando-o enquanto continuava com o desafio de respirar corretamente. Em sua cabeça, ela contava de 1 a 10, como quem tenta manter a calma. Tudo em vão.
Depois de uma breve parada, Joe lhe deu um selinho demorado, calma e carinhosamente. Não sei se essa era a verdadeira intenção, mas aquilo, por sei lá que motivo, a fez sentir-se calma e relaxada sobre a situação. Não estava preocupada ou nervosa pelo que poderia ter acontecido, muito menos pela ideia de que teria continuado. Ela se sentiu segura e aquilo foi como se ele afirmasse que estava tudo bem.
-Só quero que saiba que eu não teria parado- ele sussurrou, com toda a sinceridade e ela pode sentir isso ao ouvir aquelas palavras. Ele queria ser o mais verdadeiro possível com ela, em relação à tudo. Não queria dar a entender que não teria parado porque ela só mais uma, e sim porque ele realmente desejava aquilo. E como desejava.
-É, nem eu- ela deu de ombros, rindo timidamente. Ele sorriu, um sorriso meigo que a fez beijá-lo novamente.
Continua...

Acho que vocês nunca sentiram tanta raiva de uma criaturinha dessas, né?! hahaha eu acho que gosto de trollar vocês... apenas acho haha
Comentem, ok? Por favor! Eu só postei porque tinha dito para a Val que postaria, mas só 7? :( Bubu ta triste :(
P.s.: AMEI esse capítulo djebodfuewp hihi 

Beijocas, amo vocês!
Brubs <3


14 comentários:

  1. Que capitulo perfeito!!!
    To completamente viciada nessa historia :3
    Posta logo xx

    ResponderExcluir
  2. Bruna vc me trollou mt serio kkkkkk QUERO VER A REAÇAO DA CATY QD DESCOBRIR ISSO TD KKKKKKKK ENFIM ... POSTAAAAAAAAAAAAAAAAAA Bjs da sua linda amg q esta c sdds

    ResponderExcluir
  3. sua malvada,kkkkkkk....
    palhaçada kkkkkkkkkk...
    tá perfeito <3<3<3<3<3<3
    posta logooo,beijos.

    ResponderExcluir
  4. MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS MAIS

    ResponderExcluir
  5. Posta mais, POR FAVOOOOOOOOOOOOOOOOOOR, to precisando

    ResponderExcluir
  6. Oooooooooooooooooi, leitora nova!!!! OMG eu amei seu blog, suas histórias são incríveis você escreve muuuito bem.
    AAAAAA e o capitulo ficou perfeito!!! Bjs, posta logo por favor to quase morrendo aqui de curiosidade!

    ResponderExcluir
  7. Grrrrrrrrr que raiva dessa monstrinha!!!! E da autora u.u
    Momento troll kkkkkkkkk
    Ah, eles estão muito fofinhos <3<3<3
    To com medo da Caty.. Ai ai...
    Posta logo, essa fic tá mt perfeita :)
    Bjoss

    ResponderExcluir
  8. BRUNA EU VOU TE BATER CARA KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK nao acredito que voce me trollou, que ódio dessa cachorra kkkkkkkkkkk agora que tu quase matou todo mundo posta logo como recompensa

    //Val

    ResponderExcluir
  9. Selinho pra você: http://umalovaticparasempre.blogspot.com.br/2013/05/selinhos.html (o primeiro)

    ResponderExcluir
  10. Heeeeeeeey
    vc pode divulgar o meu blog? rs
    http://jemi-ever-ever.blogspot.com.br/
    Tanks :)

    eee ameeei o capitulo, perfeitoo s2

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Noo creio, Milla poorq tus fazer isto? Kkkkkkkkkk eu achei q ia rolar hot, maas tudo bem kkkkk
    Não me canso de dizer que eles são fofos juntos :) e tbm fico o tempo inteiro pensando oq irá acontecer quando a Caty descobrir esse "namoro" deles vai ser tensoo

    Posta logoooo please

    ResponderExcluir
  12. Bruuuna desculpa não ter comentado aqui nos últimos capítulos mas é que minha vida ta tão corrida que ultimamente eu não to tendo tempo nem pra entrar no fc :l Mas agora ta tudo voltando ao normal e eu consegui entrar aqui pra me atualizar :D
    PORQUE VOCÊ PAROU NESSA PARTE PORQUE? EU QUERO MAIS por favorzinho ndskjfdgsfpiasfsã *-*
    Deu raiva da Milla nesse capítulo kkkkk Eu to curtindo todos esses momentos amorosos de jemi pq quando a caty descobrir esse lance sinto que as coisas não vão ficar boas :l
    A fic ta linda *-*
    Posta mais :D

    ResponderExcluir
  13. Heyyyyyyyy Brunaaaaaaaa :D Adivinha quem esta de volta???? Bom, nem sei se voce sentiu minha falta, mas eu senti muuuuito a sua :))
    Eu fiquei um tempo sem comentar pq deu um probleminha com a net daqui de casa e meu celular pifou, mas isso nao importa mais pq eu ja tenho outro pra vim te atentar aqui no blogkk
    Meu Deus Bruna que fic maravilhosa é essa??? To passada com farofa kkk Essa fic é simplesmente espetacular e como disse a Sammy vc evoluiu muito como escritora. Eu to amando o jeito como essa historia ta fluindo e nos prendendo nela cada dia mais <33 Ta Demais. Eu to simplesmente apaixonada, ecantada com tudo isso *-*
    E so acho que vc foi muito maldosa parando nessa parte. Poxa e a Milla tinha que interromper tudo logo na hora do bem bom?! Pensei q ia rolar logo o hot kk
    Posta Logoooo Brunaaaaa!!
    E de novo, tava morrendo de saudades de vc e das suas historias maravilhosas *--*
    Mil beijos baby ;*

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3