Visualizações

9 de mai de 2013

Capítulo Onze!


-Eu não sabia que chovia tanto assim aqui- comentou, apertando mais seu corpo contra o dele.
-Daqui a pouco o tempo abre- deu de ombros- Mas eu amo frio, sabia?
-Dois- sorriu sapeca.
Vamos ser sinceros, o que ambos amavam, na realidade, era ficar assim, abraçados e bem juntinhos.
-Ei, sem querer ser chata- ela começou, receosa- Eu queria conversar com você- disse.
-Claro- o menino sorriu- O que houve?
Demi distanciou-se um pouco, sentindo seu corpo responder mal àquilo. Era certo que ela não queria se afastar. Encarou-o por alguns instantes e sentiu uma necessidade maior ainda de perguntar à ele o que tanto desejava.
-É que...- ela começou, pensativa, formulando em sua cabeça um modo de iniciar a conversa sem que a mesma ficasse tensa. Observou aquele sorriso encorajador e um pouco curioso, aquele sorriso lindo que ela tanto amava. Sim, era apaixonada pelo sorrido de Joe, pelo jeito como ele falava com ela, por seus beijos e... talvez por ele.
-Ah, droga- inevitavelmente as próximas palavras saíram da boca dele, impedindo a menina de continuar. A campainha soava repetidas vezes e Joe revirou os olhos- Desculpa, eu só vou ver quem é- afirmou amigavelmente.
Demi assentiu, suspirando. Era apenas questão de tempo, logo ele sentaria bem na sua frente novamente e ela falaria tudo de uma vez, de forma calma e séria. O menino levantou-se, e quando o fez, bagunçou o cabelo dela, fazendo-a sorrir largamente.
De fato os dois amavam aquela proximidade e amizade que haviam conseguido em tão pouco tempo.
-Fala ae seu gay- Demi fez uma cara confusa ao ver todos aqueles garotos (e algumas garotas) adentrando o apartamento, eufóricos e bem animados. Joe tinha a mesma expressão no rosto, e fazia uns toques de mão com alguns meninos.
-O que vocês estão fazendo aqui?- perguntou, fechando a porta.
-Ué, não podemos mais fazer uma visita ao nosso idiota?- uma menina perguntou, com um sorrisinho de dar enjoo.
-Podem, sempre- Joe forçou um sorriso. Demi podia perceber que ele estava tão incomodado quanto ela- Mas podiam ter avisado...- comentou, sem graça.
-Surpresa!!!- um menino loiro, alto e bonito (ela devia admitir), gritou sorridente- Epa, quem é?- ele encarou Demi, que permanecia no mesmo lugar, esperando por um momento onde pudesse dizer algo ou sair dali. Um momento tipo esse.
-Essa é a Demi- o menino aproximou-se dela- A amiga da Caty que eu comentei que ia morar aqui comigo- ele disse. É, com certeza seus amigos estavam sabendo da história.
-Nós atrapalhamos alguma coisa, por acaso?- uma outra menina questionou, com um sorriso mais falso que silicone.
-Não- ele negou, dando de ombros- Não estávamos fazendo nada.
-Bom, se é assim, é um prazer, Demi- sorriu sedutor na direção dela.
-Não precisa ficar dando em cima dela, imbecil- Joe riu, dando um tapa na cabeça do amigo. Se ele estava levando na brincadeira, era o único ali.
As meninas lançaram aquele sorrisinho. Tudo bem, devia admitir que estava sendo um pouco rude com elas, afinal, apenas duas das cinco eram de fato o que ela achava. As outras três poderiam ser boas pessoas.
Já os garotos... Joe tinha cada amigo... interessante. Eram lindos, tinham um sorriso encantador e um bom senso de humor. Mas nada comparado à Joe.
-Então, trouxemos comida!
-Vieram aqui comer?- Joe questionou.
-Não, Joe. Viemos pular corda.
- Idiotas- a garota revirou os olhos- Joe, eu quero ver aquele filme que você me prometeu da última vez- ela se aproximou, apoiando suas mãos no peito dele. Mas que oferecida!
-Ah... tudo bem Clara- ele forçou um sorriso, mexendo no cabelo- Podemos ver o filme mais tarde- disse- Ér... Demi, essas são Clara, Lola, Mel, Ju e Cloe- apresentou as meninas- E esses mongóis- sorriu cinicamente- São Bernardo, Liam e Kevin.
-É um prazer- Demi sorriu, mas permaneceu onde estava. Mal dera confiança a Joe de primeira e iria sair fazendo amizades com seus amigos?
-Vamos começar a festa!- um deles gritou. Ninguém prestou muita atenção em quem foi, mas não importava.
Algumas horas se passaram. Joe tentou fazer com que Demi participasse das “brincadeirinhas” que eles faziam, mas ela realmente parecia optar por continuar em seu próprio canto. Sabia que era legal fazer amigos e até tinha conversado com umas das meninas (aquelas que lhe pareceram legais), mas ao mesmo tempo sentia-se um encosto perto de Joe. Os amigos eram dele e ele deveria se divertir.
O que a irritava profundamente era a tal de Clara. Mas ô menina nojentinha aquela. Lembrava-se brevemente de tê-la visto na festa, dando em cima de Joe, mas era uma memória breve e distante. O menino tentava desviar sempre que ela se aproximava, mas seu sorriso, às vezes, revelava que estava gostando daquilo. Aquele chamado Bernardo e a moreninha já estavam se beijando a tempo, assim como dois outros. Demi não sabia se queria ficar ali para ver o que aconteceria em seguida. Desejava que já tivesse dito à Joe o que queria. Talvez pudesse evitar as cenas que via bem na sua frente, entre ele e Clara.
-Hey- ele sentou-se ao lado dela, sorridente- Por favor, me livra disso- sussurrou, fazendo-a gargalhar repentinamente.
-Me engana que eu gosto- brincou.
-Ta, mas vem jogar com a gente- pediu- Não é legal te ver excluída.
-Posso ir para o meu quarto?- ela fez careta.
-Não, você vai deixar de ser anti social hoje- ele afirmou decidido, puxando-a pela mão enquanto a menina revirava os olhos.

~~~~*~~~~*~~~~*~~~~

Depois de certa pressão, acabou acontecendo. Joe a nojentinha passaram um tempo (um longo tempo) juntos lá dentro, Demi não sabia exatamente onde. E tudo bem que ela não sabia de fato o que havia acontecido, mas colocara em sua cabeça que no mínimo eles haviam se beijado algumas vezes. O que a irritou profundamente.
Ok, era sim ciúmes. Mas ela só admite isso para nós, tudo bem? Segredinhooooo!
Ficou com raiva dele também. Ele a beijava, demostrava gostar dela e depois ficava com outra? Praticamente na frente de Demi? Beleza, isso não deveria importar e talvez fosse até o que ele pensava, mas fala sério, ela ligava sim para o fato de ser usada.
Ah, sem comentar que teve de ficar sozinha com o resto do pessoal, né?! Pois foi bem assim que tudo aconteceu. Ela foi obrigada a deixar o “antissocialismo” de lado e depois Joe a deixava ali. Era uma prova de resistência, por acaso?
-Ta tudo bem com você?- Joe questionou, curioso, no ouvido dela.
Seus amigos (que mais pareciam estrupícios, vamos chamar assim), tentavam a todo custo colocar o dvd. Pelo jeito estava mais complicado do que um quebra cabeça de 20.000 peças, mas isso causava risos e dava à Joe e Demi um tempo em sossego.
-Aham- deu de ombros.
-Você quer me contar agora aquilo?- perguntou.
-Não, eu posso deixar pra depois- garantiu.
Ele concordou, ainda um pouco desconfiado e jogou seu braço ao redor do pescoço dela. O apartamento estava completamente escuro nesse momento e já estavam todos espalhados pelo chão, conversando e falando alto.
Trataram de fechar as cortinhas e aquilo definitivamente ficou um breu. Joe caminhou com cuidado, passando por cima de alguns amigos e levando Demi junto. Sentaram-se em um lugar mais afastado, não muito distante, no tapete da sala, rodeados por almofadas. Permaneceram abraçados, enquanto Demi deitava sua cabeça no peito dele.
Era confuso sim. Em um minuto ela estava com raiva dele por ter _provavelmente_ ficado com uma das meninas (que por sinal se perguntava porque eles estavam ali, juntinhos) e agora ela estava mais contente por ele estar junto à ela, sem a menina precisar nem pedir ou falar alguma coisa, lhe dando carinho e aconchego.
-Que filme chato- Joe resmungou, apenas para que Demi ouvisse.
-Eu já vi- ela comentou- Não tem graça nenhuma.
-Imagina se fosse realmente engraçado- ele disse, apontando para os meninos e meninas, ao lado deles, chorando de rir.
Ela concordou e sentiu Joe segurar sua mão, acariciando-a. Inclinou sua cabeça até poder encará-lo e teve uma vontade tremenda de beijá-lo. Dane-se o que ela estava pensando há algumas horas, aquele menino era irresistível. Mas mesmo assim, a culpa daquilo tudo era dele. Porque raios ele teve que ficar com outra e depois fazê-la sentir-se na obrigação de juntar seus lábios, de senti-lo?
E foi exatamente isso o que fizeram. Beijara-se lentamente, desfrutando do momento. Demi sentiu a respiração quente de Joe em seu rosto e fechou os olhos com calma. O menino levou uma de suas mãos até a nuca dela, mas separou seus lábios. Demi não abriu os olhos, preferia permanecer assim, como estava. Nas mãos dele, sentindo o toque de Joe em sua pele quente.
Ele sorriu e a puxou para mais perto, delicadamente, sentindo o corpo mole da menina em suas mãos. Tudo dentro dele parecia ansiar por mais, por suas línguas brincando juntas e suas respirações se confundindo, mas o menino optou por descer os beijos úmidos pelo pescoço de Demi.
A falta de luz ao redor deles dava um ar especial ao momento, e é claro que o friozinho lá de fora ajudava bastante... mantinha os dois mais carentes por contato.
Ela deslizou suas mãos pelo cabelo dele, puxando-o levemente. O menino sorria, contente por aquilo que acontecia. De alguma forma, tê-la assim, tão inocentemente e ao mesmo tempo intensamente era bom demais.
-Eu não sei porque mas você é irresistível- ele sussurrou, sem deixar que ninguém, além de Demi, ouvisse.
-Acho que não sou a única- ela riu brevemente.
Puxou-o pela nuca, calando-o com um beijo caloroso e cheio de desejo. Isso mesmo, ela o desejava, como nunca havia desejado alguém. Passara meses namorando alguém por quem ela nem mesmo sentia-se atraída e agora precisava enlouquecidamente beijar aquele garoto com quem morava a menos de três semanas. Era loucura? Sim ou claro?
-Acho que estamos sobrando aqui- a voz de alguém não muito importante ecoou pelos ouvidos de Joe e Demi. Mas quem disse que eles se importavam com isso?
-Ah Clara, presta atenção no filme e deixa os dois em paz.
Demi gostou de dar aquele gostinho de vingança à menina. Mas pera, que vingança? Porque? Só por causa de uns beijos que ela e Joe haviam dado? Porque ela era aparentemente afim dele e Demi não aprovava isso, por alguma razão? Ou seria porque ela gostava da sensação de tê-lo somente para si?
O menino beijou sua bochecha e a trouxe mais para perto de si, com um de seus braços ao redor da cintura dela. Demi sentiu suas mãos sendo entrelaçadas e depositadas no colo dele, com muito carinho e delicadeza. Aconchegou-se ali, conformando-se de que era melhor mesmo parar por aí. Até porque, ela ainda tinha um assunto a resolver com ele antes de prolongar qualquer brincadeirinha.
 Continua...

Gente... a Val me pediu pra postar hoje e eu acabei postando... mas repito que não vai ser fácil durante essas semanas, ok? desculpem :/
Gostaram? :) 
Obrigada, amo vocês!
Desculpem não estar respondendo aos comentários, é que não da mesmo :(
Beijinhos,
Brubs <3

10 comentários:

  1. Owwwwwwn que fofos ! A Demi com ciúmes *---------*
    Espero que a Demi não volte a maltratar o pobre Joe... hahah
    Super amei, espero que você consiga postar, porque estou super viciada na sua fic :D

    ResponderExcluir
  2. Aaaaaaaaa que cap divonico!
    A povo folgado e pior ainda e a tal clara... Tomara que o joe não tenha ficado com ela. Cachorro! Rsrs
    Awnnn os dois abraçadinhos e rola beijos calientes. Que td! E o joe ainda disse que ela e irresistível.
    Por favor Continuaaaaa. Poxa qnd tá esquentando.. Eu preciso de caps da minha fic preferida. :) to completamente viciada.

    Postaaa logooo Pleaseeeeeee

    ResponderExcluir
  3. Amoooo quando vc posta! *----*
    Aff esses amigos do Joe, folgados! --'
    Sera que ele ficou com a Clara? Pô, n é possivel!
    Momentos jemi <3 <3 <3
    Posta maiss! :)
    Beijinhos :3

    ResponderExcluir
  4. Awnnn que fofo esse capítulo! Amei demais!!! Posta logo tá amor? Beijos <3

    ResponderExcluir
  5. Que história mais perfeita, cara!
    Nossa, parabéns, você escreve muito bem :3
    Tô bem ansiosa pra saber o que a Demi vai falar com o Joe, hahahah e, amo de paixão esses momentos fofos de Jemi <3
    Espero que você não demore muito pra postar...
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  6. OMG QUE PERFEITO to viciada posta logooo

    ResponderExcluir
  7. que capituloooo perfeeeeeeitoo!!!!! To morrendo de ansiedade pro próximo!! Posta logo!

    ResponderExcluir
  8. //val
    ps.: desculpa a demora pra comentar

    ResponderExcluir
  9. P-E-R-F-E-I-T-O amo esses momentos Jemi <3 <3
    To tipo assim, muitooo curiosa pra saber oq a Demi tem pra falar com o Joe

    Postaa logoooo por favor!!!

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3