Visualizações

5 de mai de 2013

Capítulo Nove!


-Bom dia, flor do dia- ele cantarolou observando-a se aproximar- Poxa, estragou tudo- disse frustrado- Eu ia levar lá...- comentou, olhando para a grande bandeja.
Demi sentira falta de sua presença ao acordar, porém não sabia que ele tinha ficado ali a noite todinha. Imaginava que o menino havia voltado para o seu quarto depois que ela adormecera, mas ele permanecera ao lado dela, cada segundo da noite passada.
-Estou morrendo de fome- ela comentou, com um breve sorriso no rosto- Não me importo de comer aqui- disse. Joe sentou-se ao lado dela, colocando a bandeja na sua frente.
-Tudo bem com você?- questionou suavemente, acariciando o rosto dela.
-Eu acho que...é tarde pra ficar bem- sussurrou, dando de ombros.
-Aquele garoto...te fez alguma coisa?- ele perguntou.
-Joe, eu...- ela não queria entrar naquele assunto. Porque depois do que aconteceu ontem, depois do que ele viu, sabia que ela não estava apenas assustada.
-Só me responde isso- pediu calmamente- Que eu quebro a cara dele- sorriu orgulhoso.
-Não, ele não fez nada- ela afirmou, sorrindo pela primeira vez depois de tantas lágrimas. Mas não seria uma má ideia quebrar os ossos dele- Ontem- completou, com um sussurro- Nada além do que você viu.
-A minha vontade é de acabar com ele da mesma forma- deu de ombros- Tive uma ideia- sorriu- Para te animar um pouco.
-Tarefa difícil, hein?!- brincou, comendo um cupcake que ele fizera.
-Vou te levar até a loja dos meus pais- sorriu- Pra você se...divertir um pouquinho lá- riu.
-Ah, não...-ela sussurrou.
-Não quer?- questionou- Vamos, você ainda tem um pouquinho de paty aí dentro que eu sei- provocou.
-Estou meio desanimada pra qualquer coisa- deu de ombros.
-Mas eu posso te animar!- afirmou- Eu te compro um sorvete- disse animado.
-Uau, achei que não gostasse da ideia de me distrair com sorvetes- ela riu, lembrando-se de quando ele a beijara naquela lanchonete.
-Você escolhe como deseja ser distraída- deu de ombros.
-Ok, vamos até a loja dos seus pais- concordou decidida, rindo junto à ele. Seria uma má ideia discordar. Primeiro que ela queria mesmo se animar, e sabia que conseguiria isso junto a ele. Porém ter que recusar um beijo dele...ah, isso sim era complicado. Como ela queria poder sentir-se bem novamente, com seus lábios colados aos dele. Era uma sensação completamente diferente com Joe. Bred a fizera perceber que deveria dar valor aos beijos que ela realmente gostava. Com a pessoa que lhe fazia bem. Ela sentira falta de Joe.
-Pode pegar o que quiser- ele disse, entrando junto a ela.
-O que? Ficou maluco, claro que não- negou rapidamente.
-Ok, vamos fazer uma coisa?- sugeriu- Eu escolho as roupas e você experimenta.
-Isso é arriscado demais- ela afirmou, sorrindo- Mas eu gostei da ideia. Pelo menos eu acho, e espero que você tenha bom gosto.
-Tenho bom gosto para mulheres e para roupas também- deu de ombros- Roupas em mulheres então, eu tenho um gosto maravilhoso!
-Ei, você é safado!- ela riu, dando um tapinha nele.
-Eu sei, mas relaxa, você se acostuma- piscou.
-Não sei como a Caty se acostumou- ela disse.
-Não sou assim com ela- explicou.
Ela balançou a cabeça em reprovação e se recusou a perguntar porquê. Ela já imaginava o motivo e se sentia mal ao pensar que sua melhor amiga não recebia o mesmo... “tratamento” que ela.
-Hum... essa daqui- ele pegou algumas blusas- Cara, você vai ficar muito gostosa nesse- colocou um vestido beeem curto nas mãos dela e a menina arregalou os olhos.
-Putis- a menina resmungou, segurando tudo que ele lhe dava.

~~~*~~~*~~~*~~~*~~~

-Linda!- ele sorriu na direção dela- Você fica perfeita em qualquer roupa- ele sussurrou, assustado.
-Obrigada- ela sorriu, se olhando no espelho.
-Agora coloca o vestido- ordenou. A menina bufou, derrotada e fechou a cortina novamente. Vestiu-se e quando encarou o espelho, decidiu que não deixaria Joe ver aquilo. Não- E aí?- perguntou.
-Não ficou bom- ela mentiu. Sim, ficara lindo, porém ela nunca que usaria algo do tipo. Muito menos na frente dele.
-Mentirosa- ele disse- Você está vestida nele?- questionou.
-Aham- a menina assentiu, ainda observando seu reflexo.
-E como você tem coragem de dizer que não ficou bom?- ele perguntou assustado. Demi virou-se, também assustada com a presença dele logo atrás.
-O que o senhor está fazendo aqui?
-Observando a 8ª maravilha do mundo- respondeu obviamente- Ficou...
-Não precisa dizer- ela o impediu- Eu não vou usar isso, de jeito nenhum.
Joe sorriu na direção dela e segurou sua cintura por trás. Com as mãos depositadas na lateral do corpo da menina, ele beijou seu ombro descoberto. Demi prendeu a respiração automaticamente e observou pelo espelho o que ele fazia.
Rapidamente, ele a imprensou na parede do trocador, com um risinho abafado. Suas testas se colaram e logo seus lábios estavam juntos também.
-O que você pensa que está fazendo?- a menina perguntou, sorrindo.
-Acho, só acho mesmo, que estou te beijando- ele respondeu pensativo e ela levou suas mãos até o cabelo dele.
-Por quê?- sussurrou.
-Isso importa?- ele beijou-a novamente, com mais vontade a cada momento. Na verdade, importava. Não que ela estivesse reclamando dos beijos, mas aquilo já estava repetitivo demais e... ela sentia-se como um brinquedo.
Joe alisou a cintura da menina com suas mãos, subindo e descendo com delicadeza. Ela sentia-se segura, mesmo sendo tocada dessa forma por ele. Lembrava-se das mãos rudes e do toque grosseiro de Bred e sentia-se privilegiada por ter Joe. O menino desfrutava das curvas do corpo dela, adorando ter escolhido aquele vestido tão curto e colado. Ela não precisava levá-lo ou usá-lo, pois já estava sendo útil suficiente ali.
Seus corpos estavam juntos, aproveitando o contato. Uma das pernas de Joe estava entre as dela, o que facilitava muito. O menino levou suas mãos até as costas dela e cuidadosamente procurou o fecho do vestido. Ela não se tocou disso rapidamente, por estava muito distraída com os beijos. Realmente era uma ótima distração.
Ambos sorriam entre o beijo, como se fosse a coisa mais linda que já haviam visto. Ela não entendia muito bem o porquê, mas sentia que precisava daquele contato.
-Se alguém nos pega aqui...- ela sussurrou. Mas não, não queria parar.
Ele sorriu em sua direção e balançou a cabeça negativamente. Não tinha com o que se preocupar. A loja estava vazia e os provadores eram bem reservados.

-Relaxa vai- ele pediu, rindo brevemente, quando ela prendeu a respiração ao senti-lo abrindo o vestido. O que ele queria?
Ela se lembrava dessas palavras, exatamente dessa forma. Com a voz calma, passando tranquilidade, mandando-a fazer algo que não era possível. Que ela não queria. Mas devia confessar que com Joe as coisas mudavam um pouco ao seu ponto de vista. Mesmo assim, ela não se sentia completamente bem e pronta para descobrir o que, de fato, ele queria.
-Não quero relaxar- murmurou, nervosa. Ah, não era o lugar para isso.
Ela não se afastou, não conseguia.
-Você não disse que odiou esse vestido?- ele questionou- Então... você só vai experimentar outros- forçou um sorriso.
-Eu não preciso da sua ajuda para isso- ela resmungou- Eu tenho mãos.
E a defensiva atacava novamente. Ela teve vontade de bater em si mesma ao falar assim com ele, mas era simplesmente natural. Ela sentia-se desprotegida, insegura e deixava que essas grosserias escapassem de sua boca.
Ele assentiu e respirou fundo, conformado. Não entendia muito bem porque ela estava falando assim, mas de certa forma, compreendia.
-Des...
-Ta tudo bem- ele disse, se afastando rapidamente dela. Não queria desculpas, queria uma explicação.
Ele saiu dali, sem mais uma palavra.

~~~~~*~~~*~~~*~~~*~~~~~

A menina saiu da loja rapidamente, sem experimentar mais nenhuma roupa. Percebera que ele havia saído e resolvera que, mesmo amando todas aquelas peças, não tinha cabeça agora para comprá-las.
Não fora difícil achá-lo, porém ela desejava que fosse. Joe estava escorado em um banco, conversando alegremente com uma menina. Demi não a conhecia, claro, mas odiara ver os dois juntos. Só não sabia porque.
Tentou se aproximar, mas o que faria? Ainda mais depois de ter falado daquela forma com ele... ela não sabia com que cara encará-lo. Por isso pegou seu celular e mandou uma mensagem a ele, dizendo que estava voltando para o apartamento. Se afastou antes que ele a visse e seguiu seu caminho.
Continua...

Eu sei que não ficou muito grande, mas... acho que dá pro gasto, né?! '-'
Bom, comentem, ok? Ah, no próximo capítulo ela abre o jogo com ele sobre o que aconteceu no passado ;)

Beijinhos, muito obrigada!
Amo vocês,
Brubs <3

8 comentários:

  1. Yaaaaaaaay *--*
    Joe seu lindo, fofo <3
    Aaaa to ansiosa pro proximo capitulo!!
    O Joe gosta mesmo da Demi? Ele nao ta "usando" ela nao ne?
    Beijos :3

    ResponderExcluir
  2. Joe safado u_u
    Ai essa fic fica mais perfeita a cada Capítulo
    Posta logo por favor #vicio

    ResponderExcluir
  3. Gente que perfeito! *-*
    Posta logo ok?
    O Joe ta "usando" a Demi? Mas hein? T.T
    Ansiosa! Bjs...

    ResponderExcluir
  4. ameeeeeeeeeeeeei!!!!!! me lembrou aquele capitulo do armário da ultima fic kkkkk posta amanha?? por favor! nao aguento mais de ansiedade pra saber o que aconteceu entre ela e o Bred! Posta posta posta
    // val

    ResponderExcluir
  5. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAaah quero tanto o próximo :O
    POSTA POSTA que eu vou surtar

    ResponderExcluir
  6. o deus,joe e demi <3<3<3<3
    acho que o joe não está usando
    a demi....
    tá perfeito,
    posta logo.
    beijos <3

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3