Visualizações

1 de mar de 2013

4- "...fazia meu coração derreter"


The Start Of Something New
(2ª temporada) 
(I don't own anything in this pic)


Depois da noite de ontem, eu levei Demi para casa. Fomos caminhando e conversando e eu ficara feliz por saber que estava sendo natural, como antes. Como desde a primeira vez que nos vimos. Ela me contou sobre algumas coisas que aconteceram durante os últimos tempos e eu fiz o mesmo. Não tocamos uma única vez em nada que se referisse a “nós”. Era melhor não voltar atrás, era melhor não dar mais motivos para que as mágoas voltassem.

Mas eu me perguntava, o que aconteceria agora? Eu havia dito a ela que a amava, que não a teria deixado se tivesse escolha e agora éramos... amigos. Eu achava isso super estranho, porque ambos sabíamos desse detalhe e tanto já havia acontecido...
-Bom dia- eu sorri em sua direção e lhe dei um abraço. Cumprimentei alguns outros amigos e avistei Camilla.Eu não achava legal beijá-la na frente de Demi, ou ao menos ficar perto dela, porque sabia que nada daquilo era justo. Sabia melhor que ninguém como Demi se sentia em relação a ela e sabia também que eu fora bem canalha ao pedir Camilla em namoro. Mas logo eu daria um jeito nisso.
Me afastei para falar com ela. Se eu tinha que fazer isso, melhor que fosse longe de Demi. Conversamos um pouco e eu lhe contei o que acontecera noite passada. Eu não menti quando disse que perdoara Camilla. Menti ao dizer que a amava, mas ela sempre fora uma boa amiga e eu sabia que abriria mão do nosso namoro pelo meu amor com Demi. Ela já havia tentado me convencer de que eu a amava desde que encontra-la com ela no primeiro dia de aula. Então eu devia um pouco dos créditos da minha decisão de falar direito com a Demi à Camilla.
~~~~*~~~*~~~*~~~~
Demi on:
Ver Joe com Camilla não estava sendo fácil. Eu ainda o amava e ela me dissera o mesmo ontem a noite. Ontem, na casa dele, eu não pensava que seria possível querê-lo novamente tão cedo, pois eu achava que deveria colocar as ideias no lugar antes, porém agora, vendo-o no colégio, entre os amigos, como uma pessoa normal, diferente da visão de “cafajeste” que eu tinha dele a um dia atrás, eu sentia tudo dentro de mim desejando-o.
Certo, eu estava com muita raiva dele. Raiva que estava prestes a virar ódio real, só que isso era impossível. Foi muito... supreendente saber da verdade, saber o porquê de ele ter me deixado, mas foi uma felicidade indescritível. Era um alívio saber que eu o teria, de alguma forma. Porque permanecer sem ele não funcionaria de jeito nenhum.
A escola estava... legal. Eu havia conhecido alguns amigos e amigas de Joe, e como eu sempre soube, ele era bem popular. Mikey também estava lá e tornava as coisas mais fáceis. O clima entre eu e Joe era um pouco estranho, por conta da nossa história toda, mas eu percebia o quanto ele se esforçava para manter tudo tranquilo, agradável. E também era completamente diferente vê-lo assim, no meio de tanta gente, interagindo com todos. No acampamento, éramos praticamente apenas nós, e agora, eu torcia para que ainda pudesse existir nós.
Nunca pensei que pudesse ficar tão magoada com alguma pessoa, e logo depois sentir tanta alegria por tê-la comigo. Era assim que eu me sentia com Joe. Eu queria esquecer o nosso “final” e dar uma continuação àquilo. Talvez um novo começo, de algo completamente novo, mas que ainda dependesse de um sentimento antigo.
-O que aconteceu com vocês?- perguntei à ele, curiosa, quando ele se sentou ao meu lado. Eu não queria bancar a “fofoqueira”, então fingi indiferença.
-Terminamos- ele suspirou.
-Ela terminou com você?- dessa vez eu não consegui conter minha surpresa, ou alegria, eu não sabia bem o que era, mas estava espantada. Quem terminava com Joe?
-Você uma vez me disse que eu não a merecia, lembra?- inclinou a cabeça, me encarando. Ele forçou um breve sorriso e eu logo percebi que ele apenas brincava.
-Fala sério- revirei os olhos-  Sabe, eu deveria odiar a Camilla. Na verdade, eu a odiava. Aí depois eu comecei a gostar dela, depois odiei de novo e depois falei isso pra você- eu lembrei, pensativa.
-Ok, isso é confuso- ele fez uma careta- Eu terminei com ela. Mas foi meio que uma decisão nossa, dessa vez não teve um motivo como o de antes- deu de ombros- Por mais que ela não quisesse, sabia que eu faria isso.
-E porque ela sabia? Porque você faria isso?
-Porque eu não a amava, e ela me convenceu disso- respondeu. Confesso que eu desejava ouvir algo como “foi por causa de você”, mas me contive.
-Então ta tudo bem entre vocês? Ou melhor, você está bem?
-Estou ótimo- ele forçou um sorriso, um pouco forçado- Entre nós também- afirmou- Ta afim de ir a uma festa hoje?- perguntou mudando de assunto repentinamente.
-Festa? De quem?- o.o
-Uma menina daqui da escola.
-Qual o nome dela?
-Não sei- ele fez uma careta- Mas ela me convidou e eu estou te convidando.
-Tudo bem, eu vou com você- sorri em sua direção. Uma festa ao lado dele era maravilhoso e foi apenas nisso que eu pensei. Não estava nem um pouco preocupada com o fato de estar indo como penetra.
-Ótimo, eu passo na sua casa às 10- disse- Pronta para virar a noite?- questionou, percebendo minha expressão surpresa.
-Sempre- garanti.
Acabou que nós fomos andando juntos para casa e um clima muito agradável permanecia ao nosso redor. Agora eu percebia como a companhia dele me fizera falta.
-Um dia desses eu vou te levar pra conhecer uns lugares por aqui- ele deu de ombros, observando ao redor.
-E se eu não quiser?- o encarei, desafiando-o.
-Eu te obrigo- respondeu obviamente – Sou uma pessoa disputada, ok? Você deveria aproveitar enquanto eu ainda tenho algum tempo na minha agenda- u.u
-Ah, claro- ri irônica- Você... parece diferente- comentei depois de um tempo.
-Diferente ...como?
-Sei lá... uma pessoa diferente. É que aqui é você, na sua vida normal... e isso é estranho porque eu estava acostumada a ter ver no acampamento, mas você tem uma vida fora daquilo, o que é bem esquisito.
-Você também tem uma vida- ele afirmou confuso.
-O que eu quero dizer é que você não está mais safado e falando besteiras, resumindo- ri e ele me acompanhou.
-Resolvi maneirar um pouco- deu de ombros- Eu estava exagerando, é que eu queria chamar a sua atenção- sorriu- Mas relaxa, eu sou assim mesmo, daqui a pouco só vai sair idiotice da minha boca.
-Eu me acostumei, passei a gostar- confessei com um sussurro.
-Você não tinha outra opção- riu- É que eu estava dando em cima de você na maior parte do tempo- lembrou um pouco incomodado- E isso seria estranho agora- deu de ombros. Seria mesmo, mas eu queria.
-Na outra parte do tempo você estava estragando sua própria imagem- eu afirmei gargalhando.
-Um pequeno erro- ele fez careta- O importante é que eu consegui concertar porque eu sou demais- u.u
-E muito pouco convencido- sorri cínica.
-É, isso mesmo, como sempre- ele disse e eu apenas ri mais ainda.
-Posso te perguntar uma coisa?- questionei depois de um tempo, quando já estávamos chegando na minha casa- Eu sei que não deveria, mas...
-Ta, eu já sei sobre o que é- ele me interrompeu, falando tranquilamente- Pode perguntar.
-Você me traiu mesmo?- questionei com um breve sussurro.
-Nunca- ele garantiu, desviando o olhar- Eu não deveria ter dito aquilo, mas eu estava entrando em desespero. Não transei com nenhuma outra menina naquele acampamento, eu juro- disse olhando em meus olhos.
-Me sinto melhor assim- sorri sem humor.
-Eu não queria te magoar, Demi- ele disse, suspirando- Eu fiz muita besteira em ter te falado tudo isso.
-Ta tudo bem, sério mesmo- sorri, dessa vez verdadeiramente- Eu sei que nunca faria isso, eu só precisava saber.
Ele forçou um sorriso conformado e me abraçou carinhosamente. Me controlei ao máximo para não chorar ali mesmo, despejando para fora tudo o que eu sentia.Eu precisava tê-lo novamente, eu me sentia sozinha quando não o tinha por perto. Agora eu não tinha como abraça-lo a todo momento, e isso só acontecia quando ele chegava até mim. Era tudo o que eu mais precisava, colocar para fora a minha necessidade de permanecer em seus braços.
-Eu te amo, tá?- ele sussurrou, me dando um beijo delicado na testa.
Eu sabia o que esse “eu te amo” significava. Tá, ele dissera que me amava como antes, mas eu sabia que agora era apenas na amizade. Não sei explicar muito bem porque, mas eu entendia o sentido daquilo para ele.
-Eu também- sussurrei. Eu não seria capaz de falar “eu te amo”. Não agora nem dessa forma.
Nos despedimos quando o abraço já parecia quase inacabável para mim, e Joe disse que nos veríamos mais tarde. Eu não me importava com o que aconteceria nessa festa, apenas queria ir e dizer que não deixei de tentar, que não perdi oportunidades que nunca voltariam.
-Ok, isso é super estranho- ela disse ao telefone- Eu não sei como me sentir em relação à ele, odeio ou amo?- rimos juntas.
-Sei lá, Sel... ta tudo ótimo agora, eu finalmente consegui voltar a ser feliz, e com ele ao meu lado- sorri.
-Ao seu lado vírgula, né? Porque o que esse imbecil ta esperando pra pedir minha amiga em namoro de novo?
-Ótima pergunta, mas eu não vou fazê-la a ele- respondi irônica- Deixa ver o que vai acontecer hoje...- dei de ombros- Mas anda, me diz com que roupa eu vou- pedi.
-Calma, preciso antes visualizar seu guarda roupa na minha cabeça- ela disse- Hum... que tal aquele vestido azul marinho?- sugeriu, mudando seu tom de voz.
-Não, ta louca? Essa sua malicia não me atinge- u.u
-Sacanagem, Demi- bufou- Foi um presente meu.
-Eu sei disso, e ainda assim tenho certeza de que não vou usá-lo.
-Joe amaria- sorriu.
-Ta... talvez eu possa mudar um pouquinho...
-Uhuuuuuuuuuuuul- ela comemorou e eu logo a imaginei fazendo uma dancinha ridícula, porém a cara dela.
-Mas só dessa vez, só pra dizer que eu não fiz desfeita do presente- avisei.
~~~~*~~~*~~~*~~~~
-Uau- ele disse surpreso, me encarando, com um lindo sorriso no rosto- Eu nunca te imaginei vestida assim- comentou, segurando minha mão delicadamente enquanto me fazia dar uma voltinha.
-Nem fala- eu rolei os olhos- Culpa da Selena.
-Na verdade eu imaginei- ele disse e eu gargalhei- Mas tipo, nunca achei que iria te ver assim.
-É... o acampamento não é o melhor lugar para usar um vestido assim- dei de ombros.
-Nem se eu implorasse você usaria- ele sorriu- O que você fez com a Demi inocente?
-Começou, é?- eu perguntei, rindo em sua direção. Bem que eu sentira falta das baboseiras que ele falava para mim.
-Comecei- sorriu contente- Você disse que gostava.
-Eu gosto- afirmei.
-Está linda.
-Obrigada, você também está lindo- sussurrei, corando.
-É de família- ele deu de ombros, fazendo-me rir e como sempre, transformando momentos assim em situações  tranquilas e fáceis de lidar.
-Anda, idiota- eu lhe dei um tapa e caminhei junto a ele até o carro. Joe riu comigo enquanto abria a porta para que eu me sentasse.
-Ah cara, é muito estranho- ele resmungou de repente e eu o encarei confusa, mas ele apenas permaneceu com seu olhar preso na rua- Não ter mais assunto pra falar com você- concluiu.
-Nós inventamos- dei de ombros- Fiquei te devendo uma música, lembra?- perguntei sorridente.
-Wow, não achava que seria você quem me lembraria disso- riu.
-É... não foi uma boa ideia- fiz uma careta engraçada e arrependida.
-Hum... até que a festa parece boa- ele deu de ombros, parando o carro bem perto de um lugar barulhento e iluminado. Ah, lotado, claro.
Eu apenas concordei com um sorriso meigo e inclinei meu corpo para tirar o cinto. Nisso, ele levou uma de suas mãos até meu rosto e, com delicadeza, colocou para trás uma mecha do meu cabelo. Levantei meus olhos, encarando-o confusa. Sem saber muito bem o que pensar. O que ele estava fazendo?
Joe não parecia tão centrado no momento como eu. Para ele, parecia bem normal, o que me fez ainda mais nervosa. Ele sorria na minha direção, aquele gesto que fazia meu coração derreter.


Continua...
Sei que não ficou grande, e eu planejava escrever mais... coisas nesse capítulo, mas preferi deixá-las para o próximo, porque eu não sei se conseguiria terminá-lo rápido. Então me perdoem pela demora, e isso foi o que eu consegui :s Espero que tenham gostado, ok?! :)
Marquem o "eu li" e comentem muito, por favor! Eu sei que não estou postando com muita frequência, por isso não estou exigindo uma certa quantidade de comentários, mas por favor, gente, é importante demais saber se estão gostando ou não, tudo bem? ;)

Mil beijos, 
Brubs! Amo vocês <3

10 comentários:

  1. bruna,bruna,bruna.
    como você para numa parte
    dessas,meu deus,tipo,não
    acreditooooo,ta perfeitooo,
    posta logooooo,doida para
    saber o que vai acontecer,
    torcendo para que tenha
    beijo jemi.
    beijos linda até mais >.<

    ResponderExcluir
  2. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    VAI TER BEIJO QUE EU SEI
    JABDIJBAD
    POSTA LOGO

    ResponderExcluir
  3. vai ter beijo?
    vai ter beijo?
    diz que siiiiimmmmmmmm
    kkkk
    posta logo, amore!
    bjks

    ResponderExcluir
  4. PERFEITO!!!!! eles vão se beijar né??? aaa posta logo !!!!

    ResponderExcluir
  5. Ah muito bom !! Adoorei !! Nao demora para postar ta??

    Se puder divulgas o meu blog?
    voltaparamimmissao.blogspot.com

    Obrigada :-)

    Beijinhos bruna by Portugal

    ResponderExcluir
  6. Uhulll pega eça de jeito josé....mto perfect, posta mais qnd der bjemi
    by:kah

    ResponderExcluir
  7. sOCORRO pLMDDS JAUHSAHDKOSNWBXIWK ELES VÃO SE BEIJAR??? OMG
    Adorei o capitulo, o Joe falando coisas idiotas <3
    Eita que essa festa vai ser boooa!!
    Posta logo
    bjs
    Ass.: Bells

    ResponderExcluir
  8. ameeeeeeeeeeeeei, desculpa demorar pra comentar rs. Vai ter beijo???????????????????? Diz que siiiiiiiim

    posta logo

    // Val

    ResponderExcluir
  9. Uuuul festa!!! o/ adoro quando tem festa... posta logo, mt ansiosa aki haha

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3