Visualizações

15 de fev de 2013

Mini-fic: Sober (parte 2) - Final.


(i don't own anything in this picture)
                                                          
-Eu acho que precisamos conversar- ela sussurrou ao sentir os braços fortes de Joe a apertando carinhosamente.
-Bom dia- ele a ignorou, enterrando sua cabeça na nuca dela-  Eu desço, preparo o café da manhã enquanto você toma um banho e depois a gente conversa, tá?- perguntou com calma.
-Tudo bem- ela assentiu suspirando- Bom dia.
-Nossa, que desânimo- ele comentou- Achei que fosse acordar feliz.
-Estou feliz- ela virou-se, deitando a cabeça na cama e o encarando. Seus rostos ficaram mais próximo, já que Joe permanecia deitado de lado e logo seus lábios se encostaram delicadamente.
-Te conheço a anos, Demi- ele riu sem humor- O que aconteceu?- ele acariciou o rosto dela, levemente.
-Tenho medo do que pode acontecer – confessou com um sussurro.
O menino desviou o olhar, mas logo forçou um meigo sorriso. Ele sabia que não podia garantir nada, ele não tinha como prever o que aconteceria. Ambos precisavam realmente ter uma conversa para esclarescer tudo aquilo, todas as incertezas. Mas Joe não deixaria as coisas ficarem ruins depois do que aconteceu na noite passada.
Segurou na nuca dela com delicadeza e a beijou, dessa vez aprofundando aquilo.Precionou seu corpo contra o dela e a menina sorriu com o gesto.
-Eu amei o que aconteceu ontem- ele disse, ainda com os lábios próximos aos dela.

-Amou eu ter ficado bêbada e te dando trabalho?- ela brincou, sorrindo.
-Amei a recompensa pelo trabalho- piscou e mordeu o lábio inferior dela.
Demi sorriu e balançou a cabeça em reprovação. Logo depois se livrou cuidadosamente dos braços dele e sentou-se na cama, passando a mão pelos cabelos que caíam sobre seus ombros.
-Volta aqui- ele chamou, rindo, puxando-a novamente. A menina riu e lhe deu um selinho, antes de levantar-se de vez.
Joe depositou seus olhos sobre o corpo dela, coberto apenas  pela lingerie preta. Demi fez um coque frouxo e caminhou até a porta do banheiro. Sentia o olhar do menino sobre seu corpo, mas não ligava. Não porque “gostava de ser observada”, mas sim porque estava acostumada àquilo. Estava acostumada a ser observada por Joe e amava a sensação. Porque não era como se ele a devorasse com os olhos, ele a olhava carinhosamente, ele a respeitava.
-Joe- ela parou na porta e inclinou o corpo na direção dele.O menino já a observava- Por acaso tem alguma roupa minha aqui?- fez uma careta.
Ele pensou durante alguns minutos e se levantou também. Caminhou até a menina e a abraçou por trás. Distribuiu alguns beijos em seu tronco e deslizou suas mãos pela barriga descoberta da menina.
-Pra que roupa, hein?- riram juntos e ela revirou os olhos- Eu acho que tem sim- disse- Mas...depois eu pego- sorriu maliciosamente e voltou a beijá-la.
Demi acariciou o braço dele, sentindo sua pele macia. O menino juntou seus corpos e a imprensou na parede com cuidado.
Uma corrente elétrica invadiu ambos de forma nova, magnífica. O desejo não havia cessado, nunca seria suficiente, ambos nunca ficariam satisfeitos daquela onda de prazer que os invadira noite passada. Demi puxou o cabelo dele, trazendo-o para mais perto, fazendo-o sorrir. Ele amava quando ela usava e abusava de seus poderes sobre ele.
Com agilidade, Joe deslizou suas mãos pelas pernas dela, e as prendeu em sua cintura. Apalpou a coxa dela, acariciando-a.  Demi sorriu ao inclinar a cabeça mais para frente, prendendo cada vez mais seu corpo ao dele.
-Tem alguma coisa te incomodando- ele comentou, afastando o cabelo dela com a mão, segurando sua nuca enquanto acariciava sua bochecha.
-Fome- ela respondeu rapidamente- Vou tomar meu banho- forçou um sorriso e antes que pudesse sair dos braços de Joe, o menino depositou um delicado beijo em seu ombro descoberto.
Demi não era maluca. Ela queria, e queria muito, continuar aquilo, assim como na noite passada, mas sabia que não deveria deixar-se envolver demais, a ponto de sair magoada depois. Ela não tinha muita escolha a não ser esperar para conversar com ele. Definitivamente ela não sabia o que se passava pela cabeça dele, mas duvidava se era o mesmo que ela pensava. Uma noite, ou algumas, não eram suficientes para suprir o amor que sentia.
~~~~~*~~~~~*~~~~*~~~~~
Joe preparava o café sorridente, pensando apenas na menina que estava no andar de cima a algum tempo. Seja lá o que tiver que acontecer nessa conversa, que mantenha os dois juntos, ele desejava. Não suportaria deixa-la e se perguntava o por quê de tamanha estranheza por parte dela. O que será que a incomodava? Será que Demi desejava o mesmo que ele? Ou será que tudo que dissera na noite passada não fora nada além de uma breve confusão? Tudo bem que ela afirmara querer aquilo, mas as palavras mais tocantes, aquelas que acenderam novamente o sentimento dele dentro do peito, as que fizeram seu coração saltar e criar esperanças, foram ditas enquanto Demi estava bêbada. Ela se lembrava mesmo de tudo que havia feito nesse período? Ou uma noite bastaria?
Ele sacudiu sua cabeça e terminou o que fazia. Não queria levar até o quarto porque isso só era romântico quando ela ainda estava deitada. Nesse momento, Demi já deveria ter acabado o banho_ demorado, por sinal_ e jájá desceria as escadas, linda como sempre.
Mas passaram-se alguns longos minutos até que Joe decidisse subir e ver o que havia acontecido. Pelo que se lembrava (e lembrava muito bem), Demi sempre fora rápida, às vezes mais rápida até do que ele. Além disso, ele imaginava que ela estaria ansiosa para vê-lo, assim como ele estava para tocá-la. Ou talvez a menina estivesse com receio sobre a conversa. Queria falar logo para ela que a queria novamente, de todas as formas, porém apenas para ele. Queria amá-la unicamente e deseja-la sempre. Queria vê-la sorrir especialmente para ele, beijá-la com carinho e sem medo algum de correr o risco de ser o último beijo.
Subiu aos degraus decidido e deparou-se com a menina sentada na beira da cama, encostada na parede. Ele sabia que ela chorava e via alguma coisa em suas mãos.
-Ei- ele chamou e a menina colocou com rapidez o objeto na escrivaninha, virando-se de costas para ele enquanto enxugava desajeitadamente as lágrimas.
-Eu já estava descendo- ela afirmou, respirando fundo.
-O que é isso?- Joe perguntou, se aproximando por trás para observar por cima do ombro dela o objeto que agora estava no mesmo lugar. Rapidamente ele soube do que se tratava.
-Porque deixa isso aqui?- a menina questionou.
Ele abriu um breve sorriso, mas depois perguntou a si mesmo se ela achara... ruim. Ele deixara o porta retrato ali porque não se permitia esquecer dela, nunca. Aquilo ali, ao seu lado, o lembrava do amor que ambos compartilharam durante tanto tempo, era a explicação para os pensamentos contínuos dele sobre ela, a saudade que batia ao observar uma única foto.
Mil lembranças estavam presas àquele simples e delicado porta retrato.
-Eu gosto de olhar para ele- respondeu simplesmente- Não gostou?
-Sim, eu...- ela parou, pensativa por um momento- estava pensando no que vai acontecer- deu de ombros.
-O que você quer que aconteça?- segurou sua mão calmamente, fazendo-a virar para encará-lo.
-Exatamente como nessa foto- ela disse.
-Se é isso o que quer... porque ficou triste ao encarar a fotografia?- perguntou carinhoso.
-Não fiquei triste- ela negou- Só confusa.
-Então o choro era porque....?
-Porque eu estou com medo. O que aconteceu entre a gente era tão... bonito. Eu não sei como desapareceu de uma hora para a outra, mas eu sinto falta. Eu ainda amo me sentir daquela forma- afirmou- Quando eu vi essa foto eu pensei que nada mais podia voltar a ser como antes.
-E porque não voltaria? Depois do que aconteceu ontem, eu...
-Você disse que iríamos conversar- ela lembrou, interrompendo-o- Isso não me pareceu um bom sinal.
-Só queria conversar com você porque não era uma decisão que eu tomaria sozinho, Demi- ele disse- Não podia começar a agir como se tudo voltasse a  ser como era. Eu precisava saber como você se sentia.
-Achou que eu não queria isso novamente?- ela perguntou, apontando para a foto- Esse amor, esses momentos? Essas lembranças de novo? É o que eu mais quero- garantiu.
-Não... eu só não tinha certeza. O que aconteceu ontem foi muito... vazio, em alguns sentidos- explicou- Você não sabia o que estava fazendo no começo e depois eu só... deixei que acontecesse. Pareceu só uma noite.
-Foi só uma noite pra você?
-Não foi sexo- ele disse, com a voz firme- E sim amor- afirmou, acariciando o rosto delicado da menina- Eu só não sabia se significava o mesmo pra você.
-Mas é claro que sim, eu te disse isso.
-Você disse quando estava bêbada.
-Não precisa ficar me lembrando disso- revirou os olhos- Eu te digo tudo de novo se você quiser, mais sóbria do que nunca, e mais certa do que nunca. Eu digo que eu te amo, que eu sempre te amei, sempre mesmo. Muito antes de qualquer coisa acontecer entre nós. E eu nunca deixei de te amar, nem um segundo sequer. Eu sei que muita coisa aconteceu mas eu sempre desejei que ao acordar, eu pudesse voltar para quando tudo ainda estava sob o meu controle. Quando eu tinha você pra mim. Depois do que aconteceu, eu não sabia se teria nada disso de novo, porque você não me disse nada. Só que... sentiu minha falta. Eu também senti, mas isso pode significar muitas coisas.
-Eu senti falta de te ter comigo, Demi- ele disse- Não de transar com você quando eu quero, ou melhor, não só disso- eles gargalharam juntos- Eu queria poder ficar abraçado com você e acima de tudo, eu queria que você sentisse o mesmo por mim. Quando eu te ouvi dizer todas aquelas coisas, eu tive medo. Medo de não conseguir resistir e depois me arrepender. Porque se alguma coisa tivesse acontecido enquanto você não sabia do que falava, eu não suportaria ter que te olhar depois e dizer a mim mesmo que não passou daquilo. Ouvir você dizendo que me amava, que sentia minha falta e que era impossível viver sem mim foi duro demais, mas perfeito ao mesmo tempo. Eu queria que fosse verdade, mesmo sabendo que você estava fora de si, eu queria acreditar. Porque naquele momento, a minha vontade era te dizer que eu te amo, sinto a sua falta e não consigo mais viver sem você.
-Então...- ela sorriu em meio às lágrimas.
-Ainda chorando?- ele fez uma carinha fofa- Mas porque?
-Por tudo que me disse, por saber que o que eu sinto é o mesmo que você sente- sussurrou- Ta tudo bem entre a gente?- questionou.
-Melhor do que nunca- garantiu sorrindo- E não chora mais, por favor. Eu te amo muito, Demi- ele se aproximou, selando seus lábios com calma.
Era uma calma boa, um sentimento que parecia maravilhoso. Que era maravilhoso. Agora era diferente de como fora ontem e também de como sempre fora. Era melhor, porque ambos sentiam que era um novo começo, porém dessa vez, fariam certo.
Joe e Demi sorriram juntos, matando as saudades que antes matava a eles. Sentiram um ao outro da maneira mais pura e inocente, apenas através de um simples contato que era capaz de levá-los a outro mundo. O menino segurou sua nuca, trazendo-a mais para perto. Nunca parecia suficiente, ele queria ter certeza de que a partir de agora, Demi era inteiramente dele. Ela não pertencia a mais ninguém, somente a ele. E o mesmo acontecia com seu coração.
Calmamente, ele deitou o corpo da menina no colchão, sorrindo brevemente. Demi acariciou o rosto dele, fazendo-o beijá-la de forma mais lenta e apaixonada.
Ele depositou alguns beijinhos em seu pescoço e a menina sussurrou “eu te amo” no ouvido de Joe.
-Você aceita ser minha namorada... de novo?- questionou, afastando-se com calma.
-É claro que sim- a menina sorriu e se jogou nos braços dele e beijou todo o seu rosto, enquanto Joe apenas ria, divertido.
-Então, namorada- ele roubou-lhe um selinho- Planos para hoje?- perguntou.
-Talvez eu tenha...- ela sorriu maliciosa, beijando-o intensamente.

The End *-*

Bom, quem postou esse capítulo foi uma pessoinha irritante chamada Stephanie, mas agradeçam a ela porque esta coisa está me ajudando com ideias. Enfim... haha desculpem pela demora e eu sei que não ficou muito bom, mas foi o que deu pra fazer. Não queria deixar vocês sem post por muito tempo. Eu ainda estou viajando e não sei quando vou escrever a 2ª temporada, mas ok, espero que tenham gostado :)
Marquem o "eu li" e comentem muito \o
Vou ver se posto outra mini-fic depois :)

Mil beijocas,
Brubs <3 Amo vocês.







14 comentários:

  1. Perfeito, linda a mini fic

    Possta logo

    ResponderExcluir
  2. Awnnn que lindo! ;)
    Tbm quero um amor desse. Snif... Acho que tô carente... Rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha bom, estou carente também... lol obrigada, baby!

      Excluir
  3. oown amei mesmo ,muito lindo *u*


    Nenem me ajuda,como faço para por o "Deixe sua opinião?" Obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Ownt obrigada!!! :D
    Claro, meu amor, vamos lá... primeiro entra em "design", depois "layout". Clica para editar as "postagens do blog" e na janelinha que abrir, você vai ver "opções da página de postagem" e debaixo disso tem "reações". Onde está escrito isso, você pode mudar e escrever o que quiser, tipo eu, que escrevi esse "deixe sua opinião". Aí depois você vai escrever as reações que quer , separando cada uma delas por vírgulas. Não coloca muitas nem escreve coisas muito grandes, e não esquece de selecionar aquele quadradinho antes de "reações", pra funcionar. Depois é só salvar :) Qualquer dúvida, pergunta aqui que eu te ajudo, sem problema nenhum. Se quiser me procurar no twitter, é só me chamar (@withjemijonato). Espero que tenha ajudado, linda <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Brubs ... você é MUUUITO fofa,amo amo,amo sua fic

      Excluir
    2. Owwwnt amor, que nada! haha obrigada, love! <333 Sempre que precisar, é só chamar ;)

      Excluir
  5. Já disse que amo a suas mini fics? *--* Pois é eu AMO muuito <333
    Muito obrigada por escrever fics tão perfeitas pra tirar a gnt do tedio.
    Ficou tudo perfeito msm meu amor :D
    E obrigada a Stephanie por ter postado o cap pra gnt ;)
    Mil beijos :***
    Posta quando der !!
    Love ya <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwn linda, obrigada, de verdade! Eu quis postar alguma coisa só pra não ficar longe muito tempo... e ah, a Stephanie roubou o pc de mim e ficou "posso postar? posso postar? deixa eu postar?..." enfim hahaha Beijocas, linda <3 te amo <3

      Excluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3