Visualizações

5 de jan de 2013

Chapter 30


Stay Strong


                                                              "That's when I look at you"




E o tão esperado aniversário de Demi tinha finalmente chegado. A menina estava bem animada, gostava de fazer festas, de comemorar. Mas bastava parar um pouco que seu coração estremecia, implorando por Joe. Respirou fundo algumas vezes e encarou o relógio. Faltava exatamente uma hora para que todos começassem a chegar e, quem sabe, ele também aparecesse por lá. Seria a única chance dela de concertar aquilo.
Joe pegou a pequena caixinha em cima da escrivaninha, mas parou antes de alcançar a porta. Não iria ser o primeiro a chegar. Aquilo apenas deixaria o clima pior ainda. Esperaria encher um pouco e então conseguiria curtir a festa como desejava. Sem mágoas, apenas alegria. No começo nem estava muito afim de ir, mas era bem melhor do que ficar em casa.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
Observou a grande quantidade de gente e também encarou Demi por um bom tempo, se dando conta de como ela estava linda. Caminhou calmamente até a porta, por um segundo desejando não precisar falar com ela. Mas era seu aniversário, deveria fazer tudo certo e já que ela o convidara, não ia estragar a noite da menina.
Conforme Joe se aproximava, Demi apenas o encarava da porta de sua casa, sozinha. Quem estava ali antes agora já tinha desaparecido e eram apenas eles. E aquele silêncio.

-Feliz aniversário_ ele forçou um sorriso, dando um breve abraço na menina. Ela não esperava aquela atitude, não agora.
-Obrigada_ sussurrou sorridente, ao receber a caixinha.
-Espero que goste_ deu de ombros_ Escolhi com carinho_ avisou, fazendo-a sorrir.
-Não acredito, é lindo_ ela voltou seus olhos para os dele, radiante.
-Você sabia que eu te daria isso_ acusou_ É previsível!
-Não, eu... não achava que me daria isso_ negou. Encarou o pingente em suas mãos, brilhando. Era um anjinho, muito lindo mesmo e ela não poderia ter outra reação. Só não imaginava que ele lhe daria isso.
Era uma tradição. Todo ano ele lhe dava um novo pingente para que colocasse na pulseira da amizade. Significava que não se separariam nunca, era como uma renovação do "contrato de amizade". Por isso ela não entendia.
-Eu coloco pra você_ ofereceu, a menina estendeu o pulso_ Eu achava que não usava mais_ comentou, referindo-se a pulseira.
-Não consigo tirar_ riu sem humor. Delicadamente, ele o colocou ali, junto aos outros_ Já estava achando que não viria_ ela disse, encarando o delicado presente.
-Você disse que gostaria que eu viesse_ sorriu e a menina assentiu.
-Eu... preciso conversar com você_ ela sussurrou, meio tímida, sem jeito.
-Demi, eu não quero estragar a minha noite nem a sua_ afirmou cauteloso_ Deixa como está, é melhor assim. É seu aniversário, aproveita_ forçou um sorriso e entrou na casa dela, deixando a menina ali, sem mais esperanças.

***
-Alô?_ ele disse relutante, bufando irritado ao encarar a janela e perceber que ainda era noite.
-Joe?_ a menina sussurrou, sua voz era quase inaudível.
-Eu mesmo_ murmurou_ Pelo amor de Deus, que horas são?_ perguntou_ Alguém deve ter morrido, né?_ soltou irônico.
-É a Demi_ a menina conseguiu dizer, logo depois de respirar bem fundo.
-5 da manhã?!_ ele bocejou sonolento_ O que aconteceu?_ esfregou os olhos.
-Eu... preciso de você_ ela não sabia como conseguira falar isso, não sabia o que falar.
-Precisa de mim?_ revirou os olhos, sem acreditar_ Olha, não tem como dizer que precisa de mim outra hora? Porque não liga pro seu amigo?_ sugeriu ciumento e cínico.
-Porque ele não é você_ afirmou entre as lágrimas. Joe sentou-se na cama e só nesse momento parou para prestar atenção na voz da menina.
-Demi, você está bem?_ perguntou. Mas o que ouviu foi apenas um barulho de choro, algo longe do telefone_ Demi_ chamou_ Você... o que houve?_ perguntou, agora preocupado.
-O meu pai_ sussurrou_ Ele... sofreu um acidente_ a menina desabou completamente e ao ouvir suas palavras ele já estava colocando uma roupa_ Vem pra cá, por favor_ pediu com a voz fraca.
-Onde você está?_ questionou nervoso.
-Hospital central.
-Eu chego em um segundo_ garantiu_ Fica calma.
***

A menina não estava nem aí para o que Joe pensaria dela, não se importava em demostrar sua fraqueza naquele momento. Precisava dele ao seu lado e foi exatamente o que ela falou. Sabia que Joe nunca negaria isso a ela. Ele estaria sempre ali.
Seus olhos estavam completamente vermelhos e ela mal conseguia enxergar as coisas, já que sua visão estava embaçada por conta das lágrimas. Agora estava mais calma, já faziam mais de 3 horas que ela estava ali, naquele mesmo lugar desde que recebera a ligação, contando sobre o ocorrido. Havia tomado um calmante que uma enfermeira lhe dera, o que a ajudou na hora de comunicar ao menino.
Encolhida e abraçando as pernas, Demi sentia seu corpo trêmulo, sem vida, sem forças. Já havia se sentido assim muitas vezes, mas agora era completamente diferente. Ela estava desesperada e não sabia o que fazer ali sozinha.
Encarava a porta a cada segundo, na esperança de vê-lo e foi isso que logo aconteceu. Provavelmente Joe correra a mais de 100 km por hora para chegar tão rapidamente. Quando pisou na enorme sala de espera, seus olhos vagavam freneticamente, procurando por ela. Demi se levantou rapidamente, correndo até os braços dele antes de desabar ali.
-Dems_ ele sussurrou carinhosamente_ Vai ficar tudo bem_ afirmou.
-Só me abraça_ ela pediu, decidida, enterrando a cabeça no peito do menino.

"Everybody needs inspiration
Everybody needs a song
A beautiful melody
When the night's so long
Cause there is no guarantee
That this life is easy"

Por muito tempo eles continuaram assim, apenas juntos no meio da recepção do hospital. Joe estava preocupado com ela, mas agora sentia-se aliviado por tê-la em seus braços.

-Você é forte, é só mais uma coisa que está acontecendo e não vai te parar_ sussurrou, cuidadoso.
-Não pode acontecer nada com ele_ disse em meio aos soluços_ Eu não sei o que faria, eu....
-Não vai acontecer nada, acredita em mim_ pediu_ Vai ficar tudo bem.
-Eu não sei, Joe... foi grave e... eu não tenho notícias!_ exclamou, deixando as lágrimas descerem.
Era um misto de saudade e medo, desespero, o que ela sentia. Poder sentir-se protegida novamente, principalmente naquele momento, trazia a ela as melhores lembranças.
-Onde está sua mãe?_ ele perguntou ao vê-la mais calma, afagando os cabelos da menina.
-Viajando a trabalho_ sussurrou_ Não consegui ligar para ela, eu não tive coragem. A única coisa que eu consegui fazer foi ligar pra você_ deu de ombros_ Eu não sabia o que fazer.
-Calma_ pediu beijando o topo da cabeça dela_ Depois eu falo com ela, não se preocupa.

"When my world is falling apart
And there's no light to break up the dark
That's when I look at you
When the waves are flooding the shore and I
Can't find my way home anymore
That's when I look at you"

Caminharam juntos até algumas poltronas que ali estavam e ele se sentou, colocando a menina em seu colo.
-Ele... estava bêbado e bateu em outro carro. O moço não se machucou, mas o meu pai..._ ela não conseguiu terminar, apenas segurou a blusa de Joe e deixou que as lágrimas caíssem.
-Ele vai ficar bem_ afirmou suavemente_ Você é que não pode ficar assim_ se afastou um pouco, encarando a menina.
-Como não? Meu pai está lá dentro, há horas sendo operado e eu nem sei o que fazer_ disse alterada_ O que quer que eu faça? Eu sei que ele não é o melhor pai do mundo, mas...
-Você o ama_ o menino completou_ E ele também te ama, eu sei_ forçou um sorriso_ Só quero que você se acalme_ pediu_ Não vai conseguir resolver nada assim.
-Não está fácil_ ele percebia como ela começava a tremer e estava cada vez mais complicado manter a calma ou conter as lágrimas.
-Eu sei disso_ sussurrou carinhoso_ Mas você vai conseguir_ afirmou_ Queria te deixar mais calma_ ele disse, agoniado por vê-la daquela forma.
-O efeito dos calmantes deve estar passando_ deu de ombros_ Não sei se vou conseguir_ juntou forças para dizer aquilo à ele.
-Pois eu tenho certeza_ acariciou o rosto da menina_ Estarei aqui com você, tá? É só mais uma que você vai superar, não importa o que aconteça_ sentiu a menina pressionar mais ainda seu corpo contra o dele_ Vamos superar juntos.
-Obrigada, eu..._ ela suspirou_ Não sei o que faria se você não tivesse vindo_ confessou, com a voz falha.

"When I look at you
I see forgiveness
I see the truth
You love me for who I am
Like the stars hold the moon
Right there where they belong and I know
I'm not alone"

-Eu viria, você sabe disso_ o menino beijou a testa dela_ Nunca te deixaria sozinha.
Demi jogou seus braços ao redor do menino e o abraçou, com a maior força que conseguiu.
-Eu estou com medo_ admitiu_ Medo de pensar no que pode acontecer, não consigo tirar essas coisas da minha cabeça.
Ele percebia como ela ficava ainda mais agoniada quando encarava o relógio e se dava conta do tempo que já havia esperado. E conforme os ponteiros se movimentavam, seu nervosismo parecia aumentar.
-Então eu vou te dizer o que vai acontecer_ ele segurou o rosto dela com as mãos, secando as lágrimas_ Daqui a pouquinho o seu pai vai estar no quarto e você junto a ele. Vai levá-lo para casa e dar um novo começo a tudo isso.
-Eu sempre quis pensar nas coisas da forma que você faz_ ela disse_ Mas já que eu não consigo, pelo menos tenho você para me fazer acreditar que tudo vai dar certo. Eu... juro que já teria desistido a muito tempo.
-Eu nunca vou deixar você desistir_ garantiu_ Nem hoje, nem nunca. Eu tenho certeza que você e seu pai, a sua família toda, vão deixar de lado tudo que já aconteceu e recomeçar.
Demi assentiu e deitou sua cabeça no peito dele, fechando os olhos com calma. Joe acariciava o cabelo da menina, dando apenas carinho e proteção a ela. Dando aquilo que a menina precisava naquele momento. Um colo.

"You appear just like a dream to me
Just like kaleidoscope colors that
Cover me
All I need
Every breath, that I breathe
Don't you know?
You're beautiful"


-Eu vou pegar uma água para você_ ele disse, pronto para se levantar.
-Não, eu não quero água_ ela negou rapidamente, impedindo-o de se movimentar_ Fica aqui_ pediu, nervosa.
-Ei, fica tranquila_ ele se levantou, mas logo acariciou o rosto da menina_ Eu já volto, tá? É rapidinho_ prometeu com um sorriso no rosto.

A menina assentiu relutante, e enquanto Joe ia até o bebedouro, encontrou com um médico que tinha uma pauta nas mãos. Explicou a ele o ocorrido e aproveitou para perguntar sobre o pai de Demi. Por mais que tivesse obtido uma ótima resposta para sua pergunta, ele preferiu não contar a ela. Sentia que deveria entrar naquele quarto antes e ver o que a aguardaria.

"When the waves are flooding the shore
And I cant find my way home anymore
Thats when 
 I look at you"


-Aqui_ entregou o copo à menina.
Observou como ela segurou o copo com as mãos trêmulas, tanto que Joe teve que ajudá-la a segurá-lo.
-Você demorou..._ comentou.
-Eu... falei com o seu pai_ ele disse.
-Como?_ a menina parou imediatamente_ Porque não me disse que ele estava bem?
-Porque eu queria vê-lo antes que você entrasse lá_ afirmou calmo.
-Com que direito? Ele é meu pai e não seu_ ela disse nervosa_ Eu tenho o direito de vê-lo! Eu não acredito que me deixou aqui, sabendo como eu estava e foi falar com ele!
-Quarto 407_ ele disse apenas_ Vai lá, ele está louco para te ver_ forçou um sorriso, ignorando tudo aquilo que ela falara e se sentou.

A menina respirou fundo e virou as costas, sem falar mais nada. Foi até o quarto o mais rápido que pode. Estava ansiosa para falar com ele, mas não sabia nem como começar uma conversa.
No final das contas foi mais fácil do que ela imaginara. Não imaginava poder encontrar com seu pai novamente desse jeito, completamente sóbrio e consciente do que dizia e fazia. Mas o pior de tudo foi que ele se lembrava de tudo que já havia feito a ela. E se arrependia profundamente.
Era tudo por causa da bebida, ela sabia. E não o culpava, nunca fizera isso. Apenas sentiu um alívio ao ouvir da boca dele que pararia de beber a partir daquele momento.
A conversa durou muito, até horas. E ela saiu daquele quarto com uma coisa na cabeça. Saiu a procura de Joe.

Continua...
Hey, bebês! Grande, né? Entãããão... o que será que vai acontecer? :P Comentem, tá? <3 Nem esperei por mais comentários porque eu mesma não gostei do último capítulo :/
Ah, eu AMO essa música <333 Espero que tenham gostado... :)

Ei, entrem nesse blog lindo aqui, ok?! *-* FBI Special Agent

Mil beijocas,
Bruna <3

10 comentários:

  1. essa música,combinou perfeitamente com o capitulo.
    ta muito perfeito,espero que tudo se resolva entre a família da demi,e que tudo fique bem.
    ta tudo perfeitooo mesmo,
    posta logooooo minha linda,
    beijos <>

    ResponderExcluir
  2. POSTAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir
  3. oie! :D
    tadinha da Demi :c]ainda bem que o Joe tava do lado dela, achei lindo tudo o que ele disse pra ela *.*... será que agora eles se acertam? espero que sim, porque quero vê-los juntos *.* Acho que ela vai contar pra ele que quer dar uma segunda chance... espero estar certa! hehehe Brubs, meu amor, desculpa de novo pelo comentário, mas ultimamente não tenho estado bem, ler tem sido meu único refúgio e agradeço quando entro no blog e tem capítulo atualizado, principalmente da sua fic, pelo menos saio do mundo real! :S enfim... posta logo, tá?!
    Bjs, meu bem! :**

    ResponderExcluir
  4. A cada capitulo voce me consegue surpreender, a cada capitulo voce escreve melhor, maravilhosamente *_* estou extremamente curiosa para saber o que a Demi vai fazer :O posta rápido Bruna :)

    By: JUPereira

    ResponderExcluir
  5. aaaaaaah eu amo essa música <3 e combinou tão perfeitamente com o capítulo!
    Achei tão fofo o Joe ir lá no hospital dar suporte pra Demi aw, tudo o que ele disse pra ela foi essencial. Só acho que a Demi tem que dar outra chance pra ele u_u passou da hora hsauihdiuagsfuoasi
    Posta maaaais!

    ResponderExcluir
  6. Hey! Tem selinho pra você no meu blog!
    wouldntchangeathingjemi.blogspot.com.br/2013/01/prologo.html

    ResponderExcluir
  7. divulga?? tipo por favor!! http://fanficsdejemi.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Selinho pra você > http://umalovaticparasempre.blogspot.com.br/2013/01/selinho.html

    ResponderExcluir
  9. Brunaaaaa!
    PERFEITO! <3 Apenas, perfeito! <3 Quase morri e chorei junto com a Demi, mas ainda bem que o Joe apareceu e conseguiu confortá-la! Espero que eles fiquem juntos logo! Não quero mais esperar! :( Baby, meus comentários estão sendo mega curtos e sei lá... :/ me desculpa mesmo!
    Posta logo!
    Beijos, te amo demais!<3

    ResponderExcluir
  10. Heey, um selo para voce. Parabens, voce merece!
    http://needyounowjemi.blogspot.jp/2013/01/selo-e-divulgacao.html
    Xoxo.

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3