Visualizações

9 de dez de 2012

Chapter 18


Stay Strong


                                                                         "This is critical"



-Hey, porque chegou essa hora, meu amor?_ ele perguntou, curioso.

Começava aí uma nova semana. Estavam no 3º tempo, esperando o professor de biologia. A menina havia acabado de chegar, o que preocupara Joe. Ela definitivamente não era o tipo que chegava atrasada.

-Esqueci de te avisar, desculpa_ fez uma careta, se encará-lo.
-Eu falei com o seu pai, ele me disse que não viria hoje. Só não falou o motivo_ deu de ombros.
-Falou com o meu pai?_ ela perguntou, surpresa e assustada.
-Sim..._ ele riu sem humor, confuso_ O que aconteceu?_ quis saber, agora mais certo do que nunca que sim, algo estava errado.
-O professor chegou_ ela disse. Não era boa quando se tratava em "fugir do assunto". Joe apenas a encarou com aquela expressão que dizia "E daí?"_ É melhor você sentar.
-Dems..._ ele chamou, sem entender o que se passava ali. Ela virou e por alguns segundos Joe a encarou profundamente, até que ela desviasse o olhar novamente, tentando esconder o rosto a qualquer custo_ Tudo bem, conversamos depois.

Bastou olhar bem dentro de seus olhos e não demorou muito para "entender" pelo menos alguma parte do que a importunava. Não era o que ele queria depois de uma semana tão boa e especial que passara com Demi. A anterior, quando muita coisa havia acontecido entre eles. Desde assuntos "mal resolvidos" até grandes avanços. Desde a noite em que passaram juntos, dormindo apenas abraçados, ambos se sentiam melhor sobre a relação deles. Como se isso fosse possível.
Muita coisa havia acontecido entre eles e as coisas caminhavam aos poucos, tornando-os mais íntimos e "preparados" para algo a mais. Joe já esperava que isso acontecesse, mas se surpreendeu com o fato de a menina ter agido tão naturalmente durante todos os momentos. Agora ele simplesmente não entendia porque havia alguma coisa errada.
Passou praticamente toda a aula olhando para a menina e, por mais que a preocupação invadisse seu corpo e mente, as lembranças de cada momento voltavam também.
Deveria trocar de sala, para o último tempo antes do intervalo e esperava falar com ela, mas Demi saiu antes dele e o menino entendeu que deveria deixá-la um pouco sozinha.

Me encontra no pátio,
Te amo,
Demi.

O bilhete caiu assim que Joe abriu o armário. O "te amo" significou muito, o suficiente para ele se acalmar e perceber que não havia sido culpa dele o que quer que tivesse acontecido.
Deixou seus cadernos da próxima aula ali e seguiu até o local marcado. Queria saber de uma vez por todas o que a estava importunando.
Encontrou-a de pé, entretida com o celular e os fones de ouvido.

-Também te amo_ ele sussurrou em seu ouvido, tirando um dos fones dela. A menina se assustou, mas logo virou com um meio sorriso no rosto, porém sincero_ Ei, o que aconteceu?_ deslizou o polegar pelo rosto dela, limpando a lágrima que caíra.
-Nada_ sussurrou, respirando fundo e secando os olhos_ Tá_ ela assentiu, rapidamente, sem que ele precisasse falar nada. Desde que a vira de manhã no colégio ele sabia que havia acontecido alguma coisa_ Não adianta eu tentar negar_ riu sem humor.
_Ah, não mesmo_ concordou_ Antes eu ia te importunar até saber o porquê de você ter chorado a noite toda_ ele disse. Ela ia perguntar, confusa, mas era mais que óbvio, ele tinha percebido ao encará-la, de manhã_ Mas agora eu vou te importunar até descobrir o que está te fazendo chorar agora_ avisou, segurando a mão dela.
-Vai me importunar mesmo?_ a menina levantou a cabeça, deixando que seus olhos se fixassem nos dele.

Joe não sabia o que era, mas sentiu-se obrigado a abraçá-la e apenas não perguntar mais nada. Sentiu como se realmente tivesse acontecido alguma coisa séria, mas não algo que ela precisasse compartilhar, apenas uma necessidade de receber o carinho dele, como havia dito uma vez. Sua expressão era triste, magoada, com medo. Parecia sensível, vulnerável. Aquela pergunta bastou para que ele entendesse tudo isso.

-Não, não vou te importunar_ garantiu, falando baixinho e puxando-a para um abraço. O menino apoiou a mão na cabeça dela, deitando-a em seu peito. Enquanto suas mãos deslizavam por suas costas, a menina agradecia por ele não conseguir ver a expressão de dor se formando em seu rosto.
-Eu pedi que viesse aqui porque eu precisava ficar com você_ explicou, calma. Demi se afastou um poco, relutante, claro. Queria mais do que tudo ficar ali, nos braços dele, mas era necessário se desvincilhar naquele momento. Ela segurou a mão dele, sentando-se na grama.
Joe se aproximou, ficando atrás dela, agachado ali também_ Você não quer me falar o que te deixou assim?_ perguntou cauteloso,  apoiando suas mãos sobre os ombros dela. Um toque leve, mas que a fez se encolher um pouco, fechando os olhos.
-Eu não posso_ ela sussurrou_ Me desculpa falar assim_ pediu receosa_ Mas não me pergunta nada, por favor.
_Tudo bem_ sorriu carinhoso, beijando o topo da cabeça da menina. Ela queria ficar abraçada a ele, junto dele. Sentindo aquela proteção, porém agora encarava o nada, um pouco pensativa, tentando espantar tudo aquilo que a possuía.

Joe deslizou as mãos calmamente sobre as costas dela, fazendo a menina soltar a respiração com força, parecendo querer manter a calma por algum motivo. Ele começou a massagear sua nuca, no intuito de tranquiliza-la. Ambos sabiam que se era preciso uma coisa para deixar a menina calma era Joe. E se somente isso não funcionasse, em casos extremos era necessária a massagem divina que só ele conseguia fazer.

-Ai_ ela soltou um grito abafado, quase se torturando por ter deixado aquela dor aparecer para ele.
-Te machuquei?_ perguntou preocupado, parando a massagem, deslizando uma das mãos pelas costas dela.
-Não_ negou rapidamente_ Deve ter sido o fecho do sutiã_ deu de ombros, forçando um sorriso conforme virava a cabeça por cima do ombro para encará-lo. Joe retribuiu com um sorriso.
-Você quer ir lá pra casa?_ perguntou_ É melhor do que ficar aqui e ainda matar aula_ afirmou.
-Se não se importa eu prefiro ir para casa_ fez uma careta_ Meus pais pediram para que eu chegasse em casa o mais rápido possível_ disse simplesmente.
-Porque?_ quis saber curioso. A menina apenas deu de ombros, deixando transparecer que não sabia_ Você quer ir para casa, Dems?_ perguntou, sério.
-Sim, está tudo bem_ engoliu seco. Odiava mentir, odiava muito mais quando deveria mentir para ele. Agradeceu pelo fato de Joe não ter insistindo, até porque, provavelmente, ele sabia que ela não falava a verdade_ É claro que eu preferia ficar com você_ disse, tentando passar normalidade_ Mas podemos fazer alguma coisa à tarde_ sugeriu, na realidade, ela implorava para que ele a tirasse de casa a qualquer custo.
-Eu passo na sua casa mais para o final da tarde, então_ deu de ombros, sorrindo. Mesmo que ainda não acreditasse naquilo.

Quando a menina percebeu que ele continuaria com a massagem, apertou os olhos com força. Ela sabia que precisava daquilo, precisava de alguma coisa que a deixasse mais calma, porém, infelizmente, aquilo só a deixaria mais nervosa. E apenas aumentaria a dor.

-Vamos, então_ ela disse com naturalidade, apoiando suas mãos sobre as dele, impedindo-o de continuar ou movê-las.
-Porque você está tão nervosa, Dems?_ ele questionou_ Está tensa e suas mãos estão suando frio_ disse_ O que houve?_ ela percebia claramente a séria preocupação dele, mas não queria aumentá-la ou dar motivos para que ele se preocupasse mais.

Joe a virou para encará-la e sim, ela estava muito nervosa. Sua boca se abriu, mas nenhuma palavra escapou. Então com calma, ela se aconchegou mais, se aproximou, sentindo os braços fortes do menino abraçando-a. Ele depositou beijos na testa dela, em sua bochecha e deixou que Demi fechasse os olhos e respirasse fundo enquanto ele mexia em seu cabelo. Finalmente ela havia conseguido a calma que tanto procurara.
Ele segurava sua mão, acariciando-a, enquanto a menina sentia seus dedos entrelaçados. Com a cabeça deitada no peito dele, Demi sentiu-se protegida, livre de todos os males que a perturbavam.
Permaneceram assim durante mais tempo do que imaginavam. A menina agradeceu mais uma vez mentalmente por ele ser assim tão paciente com ela. Ambos ficaram ali durante mais de uma hora, tempo suficiente para que o intervalo acabasse. E durante esse período, ele não fizera nada além de dar a ela carinho, proteção, nada além de acariciá-la ou beijar sua testa. Não existia o "casal" ali, apenas a amizade, mais uma vez. Decidiram que era a hora de ir embora, e por mais que aquilo assustasse Demi, a menina apenas tentou agir com calma.
Ao se levantar, Joe segurou sua mão para ajudá-la, mas foi surpreendido por mais um gemido de dor vindo dela.

-Demi, você se machucou?_ perguntou, apoiando sua mão na cintura dela. Ela temia que ele perguntasse isso, temia ter que mentir mais uma vez.
-Deve ser por causa de uma má posição que eu dormi ou alguma coisa na coluna, nada para se preocupar_ ela afirmou. Ele apenas assentiu e abraçou-a mais uma vez com cuidado.
Caminharam até a casa da menina juntos. Joe tinha seu braço envolvendo o pescoço dela e as mãos deles permaneciam unidas.
-Qualquer coisa já sabe, basta me chamar_ ele sussurrou em seu ouvido_ Passo aqui mais tarde_ afastou-se para encará-la_ Tem certeza que quer ficar aqui?
-Sim, é melhor não desobedecer meus pais_ afirmou_ Nos vemos mais tarde, eu te amo_ sorriu.
-Também te amo, princesa_ acariciou o rosto dela com o polegar.

Fecharam a despedida com um breve selinho e cada um seguiu para sua casa. Demi, com medo, apreensiva pelo que estava por vir e Joe, preocupado com ela.
A menina chegou em casa e subiu para o quarto o mais rápido que pode. Não deixaria que seus pais a vissem chorando, não novamente, porque não queria nem imaginar o que fariam, não queria imaginar que podia ser pior.
***


-Meu Deus, que susto!_ ela quase gritou, levando a mão ao coração quando Joe apareceu repentinamente no seu quarto, abraçando-a por trás_Porque não me avisou que vinha?_ perguntou. Ops, talvez dessa vez o nervosismo tivesse ficado mais visível. Não podia cometer esses deslizes.
-Queria fazer uma surpresa!_ sorriu alegre_ E que ótima surpresa que eu recebi_ sussurrou, malicioso. Ah, só porque a menina havia acabado de sair do banho e estava enrolada na toalha_ Mas você pareceu não gostar_ disse triste.
-Imagina, é claro que eu amei_ ela sorriu. A essa altura já tinha se virado de frente para ele, não queria correr riscos_ Só... podia ter me avisado, mas amei a surpresa!_ riu nervosa.
-Desde quando você fica tão nervosa quando está comigo, hein?_ brincou.
-Desde sempre, sabe disso_ disfarçou.
-Está melhor?_ ele perguntou. A menina apenas assentiu_ Eu tenho uma notícia não muito boa_ ele fez uma careta_ Não tenho planos para nós.
-A gente pode... sei lá, ficar por aqui mesmo. Meus pais saíram..._ deu de ombros.
-É uma boa ideia_ sorriu. Joe se aproximou, segurando na cintura dela e fixou seus olhos nos lábios da menina_ Tem certeza de que está bem?
-Pode me beijar_ ela gargalhou, entendendo o porquê da pergunta.

Ele riu junto a ela. Demi parecia melhor agora. Então selaram os lábios, de forma um pouco descontrolada. Não podiam mentir, os dois estavam loucos por aquilo. Aquilo e muito mais.
Segurando sua nuca, o menino a trouxe para mais perto. Demi deixou seus braços caídos ao redor do pescoço dele e virou sua cabeça para trás, levemente, sentindo os beijos que ele depositava em sua nuca. Beijos que aumentavam a ansiedade dentro dela. E o nervosismo também, mas... por outro motivo.

-Talvez eu tenha sim alguns planos_ sussurrou, sorrindo conforme voltava seus lábios para os dela.
Joe andou com a menina até que esbarrassem em uma parede. Demi sentiu o frio percorrer seu corpo, mas logo isso foi substituído pelo calor que subia a cada novo toque. Suas costas entraram em contato com a fria parede, o que a fez separar o beijo. Respirou fundo e colocou uma das mãos na nuca dele, juntando seus lábios novamente.
Segurando o rosto da menina entre suas mãos, ele colou seu corpo com o dela, não deixando distância alguma ali. Uma de suas pernas estava entre as dela, tamanha proximidade. Deixou que suas línguas brincassem um pouco, antes de deslizar suas mãos até o quadril dela. Apoiou-as ali e levou novamente seus lábios ao contato do pescoço dela, encaixando seu rosto ali. Enquanto ele respirava, a menina sentia aquela sensação estranha subindo dentro dela, seu estômago revirando, o desejo aumentando. Desejava aquilo mais do que um dia achou que desejaria. Por um instante, desejou também que ele não parasse.

"There's a storm coming up
And I gotta prepare myself
'Cause this feeling's getting
Stronger everyday
Something's creeping inside
Everything is about to change
Gotta face the fact that
I can't walk away"

O bafo quente antes sentido por ela devido a respiração acelerada dele foi levado, dando lugar a leves mordidas na orelha. Dessa vez, mordidas diferentes das outras, os beijos também eram mais exagerados, nada que diminuísse o amor entre eles.

"This is critical
I'm feeling helpless
So hysterical
And this can't be healthy"

Ela se lembrou da frase dita por ele a alguns poucos segundos e foi tomada por um medo tremendo ao dar conta do que aconteceria ali. Ela ainda desejava, queria, e desejava também que não fosse necessário parar.
Sentiu-se horrível por isso, por ter que fazer isso. Tinha suas razões, tinha um único medo. Não queria deixá-lo chateado e definitivamente não tinha ideia do que faria agora, não mesmo. Mas desfrutar do momento já não dava mais.

"It's so critical 
So stuck on you"

-Joe..._ela sussurrou em meio aos beijos que ele dava, descendo cada vez mais.
-Hum?_ ele murmurou. Não queria parar e sabia que ela também não.

Quando seus lábios chegaram na borda da toalha, Demi já sentia o pano querendo se desfazer. O pânico já a invadia nesse momento e a culpa tomava conta da menina. Foi no momento em que Joe segurou a barra lateral da toalha, na parte de baixo, que ela decidiu que não dava mais.

-Para, por favor_ pediu, assustada por conseguir pronunciar aquelas palavras. Assustada por não querer pronunciá-las e ao mesmo tempo por como havia soado aquilo. Tinha medo em sua voz, desejo, culpa e nervosismo ao mesmo tempo.

Ele apenas puxou a barra para baixo, fazendo com que Demi acabasse totalmente com o momento, empurrando-o para trás.

-Demi..._ ele a encarou confuso. Em seus olhos era claro o desejo que percorria seu corpo.
-Eu mandei parar_ dessa vez sua voz estava mais séria e o nervoso já queria fazê-la chorar. Ela parecia com raiva, mas tudo era resultado do medo.
-Desculpa, eu..._ ele tentou se aproximar novamente, mas ela o impediu.
-Vai embora, Joe, por favor_ não era porque ela havia dito "por favor" que aquilo havia soado como um pedido, pelo contrário, era uma ordem.

Demi abaixou a cabeça, atordoada e caminhou até acama, mantendo distância. Sentou-se na beirada enquanto o menino permanecia ali, parado, sem entender nada. Podia compreender que ela não queria, por mais que isso o deixasse um pouco irritado. Não pelo fato de não estar preparada, mas porque era difícil se controlar ali, ela não tinha culpa, ele sabia. Mas não conseguia entender porque ela estava o tratando dessa forma.
-O que acont..._ ele ia se sentar, ainda receoso, mas percebeu que não deveria.
-Eu mandei você sair! Me deixa em paz_ exigiu, gritando agora.
-Dá pra você parar de gritar?!?!_ ele perguntou irritado, ainda confuso_ O que eu fiz pra você dar esse escândalo?
-Não saiu ainda, isso que você fez. Eu pedi que parasse, você não parou. Pedi que saísse e ainda está aqui. Vai fazer o que? Me obrigar a transar com você?_ ela perguntou com lágrimas nos olhos. Lágrimas que ele ainda não podia ver, mas que já se formavam.
-Eu sinceramente não sei o que aconteceu com você_ ele disse chocado com o que ouvira_ Mas dessa vez eu não estou nem um pouco afim de ouvir_ afirmou, dando as costas e saindo dali o mais rápido possível, sem olhar para trás.

As palavras rudes haviam doido nele, porém muito mais nela, que teve que pronunciá-las. Poderia sim resolver isso tranquilamente, mas estava com medo, ou melhor, apavorada e nervosa. Nada que prestasse sairia da sua boca nesse estado e agora, jogada na cama, ainda enrolada na toalha, ela soluçava, por ter dito aquilo para ele, logo para ele, daquela maneira e por não ter ideia de como concertar isso. O único jeito era tendo uma conversa com ele e explicando tudo, mas não sentia como se pudesse fazer isso.
Deixou que as lágrimas tomassem conta de seus olhos novamente. Tinha perdido a conta de quantas vezes havia chorado hoje e tinha o pressentimento de que isso pioraria daqui pra frente.

"This is critical"

Continua...
Oi, minha gente! \o/ bom, primeiro, vocês vão  pensar uma coisa, mas provavelmente estarão errados... ;) Gostaram? Eu quero mesmo voltar a postar regularmente para vocês, mas sem os comentários isso fica impossível! :( Ainda faltam alguns capítulos para que vocês descubram o real motivo disso tudo que a Demi fez, e para que descubram, basta comentar, ok? :) 
Então, gente, vocês talvez tenham percebido_ou não_ que agora tem uma barrinha ali em cima com as fics, projetos e logo  eu colocarei um link para mini-fic, então quem quiser, é só dar uma olhadinha :) Ah, tudo graças a Sammy! haha <3
Outraaaa coisa! Eu tinha planos de escrever uma mini-fic para vocês e deveria ser o mais rápido possível, vão entender porquê depois e eu sinceramente não sei o que deu em mim, mas consegui escrevê-la em um único dia. E realmente gostei muito, acho que irá agradar! :D Avisando, pretendo escrever váááárias mini-fic, porque eu realmente gostei disso :P hehehe então é isso...vamos comentar MUITO e dependendo da quantidade de comentários eu posto o próximo capítulo. Não sei quando exatamente eu vou postar essa mini-fic, mas provavelmente será logo logo ;)
Ah, não vou responder aos comentários dessa vez, mas eu agradeço do fundo do coração! <3
E ops, acho que enganei vocês novamente com o hot, certo? LOL muahahahahahahaha
Mil beijos, amo vocês,
Bruna <3

22 comentários:

  1. Hey meu pudim :) como vc ta ein ?!
    Primeiro eu quero pedir desculpas a voce , faz um tempinho que eu nao venho comentando ne ?! E sinceramente me desculpa mesmo um dos motivos é que eu fiquei em recuperação em um matéria por causa de meio pontoe e o viAdo do professor nao me deu pra me passar , e desde que saiu o resultado so faço estudar , mas sempre que tenho um tempinho nao importa o menor que seja venho aqui da uma olhadora mas nunca consigo comentar desculpa mesmo :(
    Bom falando agora da fic , como eu posso dizer ?! Esta simplesmente perfeita , maravilhosa ! Coitada da Demi sofre tanto com esse pais dela a sua sorte é ter Joe , ela ficou assim pq ospais dela bateram nela foi ?! Ela deve ta sofrendo tanto e o Joe tbm ne ?! Pq apesar de tudo ele nao sabe o que aconteceu assim nao tendo como ajudar ela !! Ta me deixando muito curiosa! Posta logo pudim <3 bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heeey, amor! Eu estou bem, e você, linda? Que saudades! :( awn, nada de desculpas, pudim, tudo bem! :D Awwwwn obrigada, meu amor!!! Bom, eu não posso dizer o porquê, se não perde a graça... haha talvez vocês estejam certos e talvez errados... ;) Vou postar, baby! <3

      Excluir
  2. Bem na minha opinião ... ela está assim pq os pais a agrediram , tipo , não imagino muito como , talvez estivessem brigando e ela se meteu , eu não sei , mas eu acho que ela foi agredida. e tudo isso acabou que ela descontou no joe , por medo de contar a ele ... SÓ ESPERO QUE NÃO DEMORE MUITO A ISSO TUDO SE RESOLVER , é triste ver jemi separados =///

    posssta logooo , Brubs =)

    bjsssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso dizer ljcefsigwuwbbfp hehehe calma... não vai demorar muito não! :) É triste mesmo! :( Vou postar, meu amor! :D

      Excluir
  3. mano,eu tô tipo "ç.ç" aqui dfjhfjdhfd esse capítulo foi tipo muito perfeito...sério o.o por favor continua logo que vou morrer de curiosidade!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ownt *-* Obrigada, meu amor! :D Já já eu posto! Não morra haha :P

      Excluir
  4. Ok, eu realmente necessito do próximo capítulo Bru! E concordo com os comentários alí de cima, ela sofre muito com esses problemas dos pais dela!!! E eu to super curiosa do por que eles bateram nela... Se bateram e qual o motivo! Enfim. Posta logo, bjoooo <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awn linda! <3 Sofre mesmo, né?! :/ Eu pensei bem nisso quando comecei a escrever essa fic e por isso avisei que nem era uma fic muito "contente" :( Mas... tudo se resolve! Você vai descobrir... no próximo capítulo! :) Beijinhos, vou postar! :)

      Excluir
  5. Aconteceu alguma coisa muito seria para a Demi fazer isso né? Joe ficou confuso (é eu também haha), Demi tem que falar logo para ele oque ta acontecendo com ela. Enfim, ta lindo!
    Posta quando der, beijos ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza aconteceu :/ Ela vai falar... quando estiver pronta! Awn obrigada! Vou postar! :D

      Excluir
  6. o.m.g,estou imaginando o monte de coisas que aconteceu com a demi
    Mais eu realmente não sei o que dizer.
    Mais o capítulo tá perfeito.
    Posta logo linda
    Quero saber logo o que Aconteceu bjs.<3<3<3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha essa era a intenção do suspense... haha Obrigada, linda! *-* Você vai saber... ;) Beijocas! <3

      Excluir
  7. Porra ta me dando um enfarte ter que esperar! Hahahahaha por favor posta rápido!!!! Amo muito seu blog. Anciosa pra descubrir o q acontece com a Dems

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha desculpa :/ Mas é que eu estou tentando mesmo escrever bastante e o mais rápido possível... em breve vem mini-fic pra vocês... enfim, desculpa mesmo :/ Mas com esses comentários eu vou postar mais rapidamente! ;) Awn obrigada, mesmo! :333 Vai descobrir ;) haha :)

      Excluir
  8. :OOOOO #chocada
    o capítulo tá demais e, MEU DEUS, o que aconteceu com a Demi???
    o Joe vai ficar com raiva dela pela discussão??
    ela anda quebrando a promessa ou os pais dela estão batendo nela???
    ou os dois??? :/
    moooooooooooooooooooooooorta de curiosidade aqui Brunaaaaa!!!! :SSS
    agora, mini fics??? eu li isso mesmo??? AAAAAAAAAHHHHHHHHHHH *-* amei a notícia!!! e olha, cuidade... escrever mini fics vicia u.u mas sabe, espero que vc vicie mesmo e nos dê uma overdose de mini fics fantásticas que eu sei que serão!!! MEGA ANSIOSA PRA LER! :DD
    ah, quando precisar de mim é só chamar ;) hehehe...

    deixa eu aproveitar e dizer que tem um selinho esperando por vc lá no meu blog: http://jemimylife.blogspot.com.br/2012/12/selinho.html espero que goste amor! <333
    posta logo meu bem!
    bjs! :***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha calma, calma, você vai descobrir no próximo capítulo... infelizmente ainda não é nesse :/ Ele ficou magoado... mas, vamos ver :) Ah, uma coisa... quando eu li o seu comentário eu fiquei quebrando a cabeça... que promessa, amor? Eu juro que não me lembro... sei lá, não entendi jcbwuocbobvjupw haha fica tranquila, que curiosa você também me deixa U.u muahahaha Siiiiim, mini-fics *-* Eu amei escrever essa que vou postar, mas cara, eu AMEI! haha só que eu tive muitas ideias e ta complicado de ajeitar tudo, escrever, enfim... vou dar um jeito porque eu gostei muito \O Obrigada de novo, linda, pelo selinho, por tudo! :DDDD Você é um amor! <3 Beijos, linda! <3

      Excluir
  9. Hey Bruna lindaaaaa <3
    OMG que capitulo tenso :/ O que tá acontecendo com a Demi??? Na minha opinião os pais dela bateram nela e ela não quis contar ao Joe pra não deixa-lo preocupado ou algo assim.
    Fiquei muito triste com a discussão deles :( Acho que a Demi pegou pesado com o Joe, e eu acho que dessa vez ele ficou magoado de verdade com ela. Mas o capitulo ficou perfeitoooo *-* como sempre Brubs.
    Muito curiosa para o prox capitulo !!!!!
    Amei essa historia de mini fics *-* Vc já tinha dito isso no twitter e eu fiquei muito animada pra ler :D
    Posta Logo, pf!!!!
    Beijos ;****

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heeey Bia lindaaaaa *-* Tenso, né? Eu não posso dizer ainda o que aconteceu.... :/ Mas vocês já tem vários chutes aí... haha É, magoado ele ficou :/ Obrigada, meu amor!!! Awn eu acho que vocês vão gostar da mini-fic, espero! E vou escrever outras... :P Obrigada por tudo, meu amor! Vou postar! Beijocas! <3 Love you!

      Excluir
  10. To achando que a Demi ta estranha assim porque os pais dela devem ter feito algo,ter agredido ela ou sei lá, só sei que é horrível ver ela assim :'( se não for por esse motivo deve ter sido por um motivo beeeeem maior porque pra ela agir assim com o Joe né? tadinho! E ele nem tem culpa de nada (eu acho)
    To curiosa pra saber o que aconteceu!
    Posta maaais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hum... talvez você esteja certa, talvez não muahahaha você verá... :P Pois é, pena dele, né?! :/ Vou postar! :D

      Excluir
  11. OMG! :O tadinha da Dems... Eu acho que ela foi agredida pelos pais ou algo do tipo... Nossa que peninha dela :( espero que tudo fique bem...
    Posta logo!
    Beijos!
    Thaís

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No final tudo fica bem... :) Vou postar, amore! Beijocas! *-*

      Excluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3