Visualizações

26 de dez de 2012

All About December- Part 2 (mini-fic)


P.S.: A música faz referência à coisas que aconteceram no passado (flashbacks) e também a fatos anteriores, que estão no 'prólogo' ou na 'parte 1'. 

Remember December

-Posso entrar?_ ele perguntou, depois de permanecer parado em frente a porta do dormitório dela durante um bom tempo até que a menina assimilasse a ideia.
-Como entrou aqui?_ perguntou.
-Você não era a única a conhecer Miley_ ele riu sem humor e ela forçou um sorriso, dando espaço necessário para que Joe entrasse.
-Eu... preciso ir para o aeroporto_ disse_ Tenho alguns poucos minutos_ fez uma careta.
-Não vou demorar, eu prometo_ sorriu. A menina se sentou na cama e fez um sinal para que ele fizesse o mesmo.
-Eu não esperava te ver aqui_ ela disse, tímida. Não sabia desde quando ficava assim perto dele, mas provavelmente havia sido depois daquela noite.
-Soube que só iria para casa hoje e... é véspera de Natal, então_ ele deu de ombros, esticando a mão, mostrando o embrulho que ela não havia percebido_ Queria te dar seu presente.
-Wow, obrigada_ ela agradeceu, encarando-o por um segundo com um sorriso no rosto. Ao abrir o embrulho, Joe pegou a peça delicada da caixinha.
Demi virou-se de costas para ele, enquanto o menino colocava em seu pescoço o colar.
-Ficou lindo em você_ ele sorriu, fixando os olhos no pingente com forma de anjo.
-Isso é lindo_ ela sussurrou, impressionada_ Eu tenho algo para você_ ela disse empolgada_ Pretendia te entregar quando nos encontrássemos em casa, mas quando me disse que não iria voltar... eu achei que deveria guardar_ deu de ombros, caminhando até o armário_ Mas já que está aqui... Feliz Natal_ sorriu, entregando a ele uma grande embalagem, retangular.
-É grande_ ele riu, segurando-a e percebendo o quão pesada também era.
-Eu encomendei faz bastante tempo... não esperava trazer comigo para a viagem mas eu... no início pensei em te entregar aqui em Londres mesmo_ confessou_ Eu queria te dar algo que o fizesse lembrar de mim_ sussurrou envergonhada por falar aquilo_ E como me lembrava de você querer um desses... enfim, espero que goste.

A menina sorriu ao ver a felicidade estampada no rosto dele enquanto segurava a grande placa de metal. Era algo parecido com um painel, na verdade nem ela sabia ao certo o nome daquilo. Sua melhor amiga havia lhe dado a alguns anos atrás, com algumas fotos gravadas na placa de ferro e alguns dizeres... servia para colocar avisos ou coisas o tipo, mas Demi gostava de ver aquilo como algo a ser lembrado. Queria que ele lembrasse dela ao ver as inúmeras fotos deles juntos e o que estava escrito bem grande " Just mine" seguido de outras frases menores, espalhadas, como "forever" ou "I love you". Ela se lembrava da dificuldade ao escolher o que estaria escrito, já que palavras não seriam, nunca, suficientes para que ela expressasse o que sentia.

-Isso é... é fantástico_ disse depois de um tempo apreciando_ Eu amei_ afirmou com convicção, olhando-a e depois voltando o olhar para o magnífico presente.
-Quando você entrava no meu quarto... ficava tão fascinado com aquilo que eu achei legal te dar um..._ disse sorridente_ Me desculpa pelas fotos, ou... pelas coisas que eu escrevi_ pediu_ Faz tempo e...
-Não importa_ ele interrompeu_ Não podia ser melhor_ garantiu_ Muito obrigada, é lindo, tudo que está nele_ sorriu_Vou me lembrar de você sempre que olhar_ prometeu.
-É meio impossível não lembrar...._ ela riu_ Deixei um pouco claro demais que o presente era meu_ fez careta.
-Tem o seu jeitinho_ ele riu divertido_ É incrível_ disse mais uma vez_ E eu tenho uma coisinha pra você, além do colar_ disse.
-Outra coisa?_ perguntou surpresa.
-Sim_ assentiu_ Eu encomendei a muito tempo e... exagerei um pouco. Eu não sei como vai levai isso no avião_ fez uma careta, caminhando até a porta_ O moço teve bastante trabalho, mas...
Abriu-a e Demi observou o embrulho, maior do que Joe, parado bem ali.
-O que é isso?_ sorriu entusiasmada, correndo até chegar ao lado dele.
-Eu comprei com a intenção de não te deixar sozinha, quando seguíssemos... caminhos diferentes_ disse receoso_ Era para te proteger_ deu de ombros.
A menina sorriu para ele, o sorriso mais sincero que havia dado nesses últimos dias.
-Como... como eu abro isso?_ perguntou rindo.
-É só rasgar, não quebra_ avisou.

O urso era o maior que ela já vira em sua vida. Mais ou menos do tamanho dela e realmente não imaginava como levaria aquilo para casa. Só sabia que daria um jeito, sem deixá-lo durante um só segundo. Mas, ao observar atentamente, não era um urso qualquer. Era um panda, com fones de ouvido gigantes também e com um estilo muito, mais muito parecido com o da menina. Um urso personalizado, exatamente do jeito como ela era.

-Isso é... perfeito_ riu ao tocar cada detalhe do presente_ Eu nem sei como agradecer_ sussurrou, encantada.
-Não precisa agradecer_ sorriu_ Eu já vou te dar trabalho suficiente para levá-lo no avião... se quiser eu arranjo alguém para entregar lá_ ofereceu.
-Esse panda vai comigo, sentado ao meu lado, nem que eu tenha que parar o aeroporto para isso_ disse arrancando uma risada dele.
-Lembrei muito de você quando o vi pronto..._ deu de ombros_Não sei poque, mas lembrei_ brincou.
-É, não tem nada a ver comigo mesmo_ gargalhou.
-Eu acho que você tem que ir..._ Joe avisou, um pouco triste por vê-la partir... novamente_ Foi bom te ver...de novo_ riu sem humor.
-Obrigada mais uma vez_ ela disse, logo após ele agradecer também_ Eu amei, do fundo do coração. São os melhores presentes que eu podia receber nesse fim de ano_afirmou sincera.
-Feliz Natal_ ele se aproximou, sorrindo_ Manda um abraço para todos lá_ deu de ombros.
-Tudo bem, pode deixar. Nos vemos... em breve?_ ela perguntou.
-Quem sabe_ deu de ombros.

Ambos se aproximaram, prontos para um carinhoso abraço. Joe pegou seu presente e deixou o dormitório dela, respirando fundo e fechando os olhos, tentando descobrir um jeito de mandar tudo aquilo embora. Estava se virando bem sem ela... ou pelo menos mascarava bem a necessidade.
Demi permaneceu sentada em sua cama, abraçando as pernas com o grande urso ao seu lado. Passou as mãos pelos braços, sentindo ainda o toque dele ali.

-Agora somos só eu e você_ sussurrou deitando a cabeça no bichinho, que agora seria seu companheiro.
___________________________________________________________________

"I feel a separation coming on
Cause I know you want to be moving on
I wish it would snow tonight
You'd pull me in and avoid a fight
Cause i feel
A separation coming on"

Algumas horas depois....
Los Angeles.
Sentada no chão no quarto, sozinha, Demi encarava suas mãos, pensando na vida. Havia chegado a algumas horas e faltava pouco tempo para a noite de Natal. Sentira falta de todos que estavam no andar de baixo de sua casa, inclusive seus amigos mais próximos, que resolveram fazer uma surpresa. Era uma pena não tê-lo ali também. Queria fingir, como ele, que tudo estava bem, porém com toda certeza Joe era melhor nisso. Aquela noite, no banheiro, foi a prova de como ela era fraca em relação aos seus sentimentos.
Deveria descer, se divertir, esquecer um pouco tudo aquilo, mas era meio impossível quando se tinha um imenso urso ao seu lado, lembrando-a a cada segundo de milhões de coisas, das quais ela queria poder reviver.

***
(flashback)
Los Angeles,
Noite de Natal, dois anos atrás.

-Tem certeza que seus pais não se importam se chegarmos mais tarde?_ ela perguntou, caminhando de mãos dadas junto a ele.
-Medo que o papai Noel venha te pegar?_ brincou, divertido.
-O papai Noel não pega ninguém, Joe. Só presentes_ deu de ombros.
-Você é um ótimo presente_ ele afirmou_ Eu adoraria ganhá-la_ sussurrou, fazendo-a rir.
-Só estou preocupada porque não quero perder a ceia, com todo mundo_ disse.
-Eu já avisei que chegaremos mais tarde, não se preocupe_ forçou um sorriso_ Agora que tal esquecer isso e apressar o passo? Está frio aqui_ apertou-a mais contra si, conforme abraçava a menina por trás.
-Está nevando, por isso está frio_ riu, sentindo aqueles braços ao seu redor.
-É aqui_ disse sorridente, parando em frente ao iluminado e enfeitado edifício.
-Um hotel?_ perguntou confusa_ Porque estamos aqui?
-Eles estão fazendo uma coisa legal nesse natal_ deu de ombros_ Reservei um quarto, queria passar uma parte dessa noite com você, só nós_ disse.
-Amei a ideia_ sorriu, feliz por ver tanta gente brincando com a neve, rindo e se divertindo naquela noite_ Também queria um tempo só para nós.
-Podemos nos divertir um pouco antes, que tal?_ sorriu travesso, formando uma bolinha com flocos de neve em suas mãos, pronto para tacar nela.
-Guerra de neve? Adoro_ ela fez o mesmo, bombardeando-o.

"Just prove that there is nothing left to try
Cause the true,
I'd rather we just both deny
You kiss me with those open eyes
It says so much
It's no surprise to you
But I've got something left inside"

________________________________________________
-Você é a pessoa mais linda que eu já vi, como isso é possível?_ acariciou o cabelo dela, sorrindo.
-Meu namorado é um mentiroso, legal_ riu, segurando a mão dele.
O fogo da lareira mantinha o casal aquecido e o tapete macio no chão, bem próximo do fogo, tornava tudo mais agradável.
-Eu te amo, muito, ouviu?_ ele beijou a bochecha dela, sussurrando em seu ouvido.
-Não, não ouvi_U.u brincou.
-Quer que eu grite?_ sugeriu_ Precisa mesmo disso?_ riram.
-Não precisa, eu também te amo_ sorriu, deitando a cabeça em seu peito_ Essa noite está se tornando a cada segundo mais perfeita_ sussurrou.
-Ainda temos tempo_ ele sorriu carinhoso, debruçando-se até ficar perto o suficiente dela para sentir sua respiração_ Que tal aproveitar a companhia um do outro, enquanto tempos privacidade?
-Estou a sua disposição_ ela brincou, provocando-o ao morder seu lábio inferior.

Joe beijou todo o corpo da menina carinhosamente, subindo de suas mãos até seu ombro. Como a menina já estava aquecida com o fogo, havia tirado os agasalhos e preferiu ficar apenas com o vestido de alça vermelho, acompanhado pela meia preta e as botas.
Deslizou rapidamente sua mão pelas costas dela, trazendo-a mais para perto antes de segurar o zíper do vestido.

-Vou ter um pouco de trabalho para me livrar disso tudo_ ele brincou, mordiscando a orelha dela.
-Desde quando um obstáculo te para?_ ouviu a gargalhada do menino enquanto sussurrava_ Achei que gostasse de desafios_ sorriu.
-Sabe, eu me enganei com você_ deu de ombros_ Quase virei seu inimigo no começo, achei que havia me antecipado ao dizer você era do tipo "inocente", mas no final eu descobri que por trás dessa pose de durona e "sabe tudo", você é a pessoa  mais sensível que eu conheço.
-Você provavelmente é o único que conhece esse meu "lado"_ riu sem humor_ Não sou safada como chegou a pensar, mas gosto de ser assim com você. É mais divertido_ ambos riram antes de outro caloroso beijo.
-Eu gosto muito desse seu lado_ sorriu_Mas também gosto de como ainda fica vermelhinha algumas vezes_ acariciou a bochecha dela.
-Já está falando demais, Jonas_ provocou_ Não temos a vida toda, uma ceia de natal nos espera.
-Eu passaria cada momento da minha vida com você_ beijou seu pescoço, puxando o zíper para baixo com delicadeza.

Joe inclinou-se mais um pouco, até que ficasse sentado de frente para ela, com as pernas ao redor das dela. Puxou-a pela nuca, fazendo as mãos da menina ficarem  apoiadas no peito dele e seus rostos mais próximos. Demi deslizou seus dedos por dentro da camisa dele, sentindo sua pele em contato com a dela.
-Está calor aqui, não acha?_ brincou, sorrindo ao tirar a blusa do menino.
Logo após tirar o vestido vermelho, ele distribuiu beijos por todo o tronco dela, acariciando sua cintura.
Não tinham pressa alguma, por mais que precisassem chegar na casa dele antes da meia-noite. O que importava naquela noite definitivamente não era o que poderia acontecer naquele tapete e sim o amor que existia ali, a presença um do outro, sem se preocupar com o desejo que sentiam. Não era a hora.
Demi se livrou das botas e logo ajudou o menino com a longa meia calça. Joe agora a tinha em seus braços, apenas de lingerie, somente para ele.
Encarando-a, ele percebeu a respiração acelerada e como o peito dela subia e descia. Seus lábios estavam inchados por causa dos beijos e seus braços ao redor do pescoço dele. Ela parecia mais vulnerável do que nunca e ele se sentiu no dever de protegê-la naquela noite. Fazê-la se sentir amada.
Pressionando sua cintura com as mãos, ele apenas trazia seu corpo para mais perto do dela, beijando-a e acariciando-a.
Sussurrou algumas palavras em seu ouvido, fazendo-a sorrir intensamente. Logo a menina pode sentir os braços fortes ao seu redor e ao virar a cabeça por cima do ombro, seus olhos se fixaram nos dele. Ambos tinham olhares apaixonados e um brilho especial naquele momento. Sub a luz do fogo que os esquentava, eles sentiam um ao outro, sentiam algo que ia muito além da presença.
No silêncio daquela noite fria de dezembro, Joe e Demi ouviam seus corações batendo fortemente um pelo outro, suas peles juntas, os lábios unidos.
Ela estava sentada no colo dele enquanto o menino a abraçava por trás, beijando seu pescoço suavemente. Mais uma noite perfeita que ambos haviam passado naquele mês que trazia tantas lembranças. Uma noite onde o contato físico entre eles não era por pura necessidade ou desejo, e sim por amor.

"You said you wouldn't let them change your mind
Cause when we're together fire melts the ice
Our hearts are both on overdrive
Come with me, let's run tonight
Don't let these memories you left behind"

(fim do flashback)

Joe encarou o presente preso na parede de seu quarto, sorrindo com as lembranças daquele natal, daquela noite, daquele tempo onde nada os impediria de seguir em frente. Como tudo havia mudado tão rapidamente? Sem que nenhum dos dois percebesse?
Porque deixara que as brigas e motivos que ela arranjava atrapalhassem alguma coisa? Porque ele havia deixado isso rolar durante tanto tempo ao invés de perceber que ela escondia dele aquela decisão?

"Don't surrender
Please remember december
We were so in love back then
Now you're listening
To what they say
Don't go that way
Remember december
Please remember"

Fechou os olhos e respirou fundo, lembrando-se dela, de todos os outros momentos que haviam passado assim, apenas se apaixonando cada vez mais. Ajeitou a cabeça no travesseiro e encarou a janela, recordando-se de como a separação havia chegado assim, de uma hora para a outra. Como ele havia sido estúpido ao deixar que ela partisse! Não poderia culpá-la por um medo que sentira, nem por querer, mesmo que da forma errada, poupá-los de mais sofrimento.
Queria tê-la consigo novamente, passar mais aquele dia com ela. Pensou em como ela deveria estar se divertindo, como provavelmente tinha um sorriso no rosto ao festejar a data com todos que ela tanto amava.
Mal ele sabia que a menina permanecia no quarto, trancada sozinha, encarando o relógio, lembrando-se que nessa exata hora, meia-noite, naqueles anos que se passaram, ambos  estavam sentados em uma mesma mesa, com suas mãos entrelaçadas, ouvindo histórias engraçadas junto à família.
Ela encarou o urso e forçou um pequeno sorriso, depois rindo ao lembrar de como fora complicado trazê-lo consigo. Mas se tinha uma coisa que havia prometido a si mesma, era que Joe permaneceria com ela, sempre. Não importava quantas fossem as dificuldades ou obstáculos. Afinal, ele gostava de desafios, certo?

"I remember us together
With a promise of forever
We can do this
Fight the pressure
Please remember december"

Continua...
Oi! Gostaram: Awn fiquei tão feliz porque vocês gostaram dessa mini-fic *-* Bom, comentem muito, tá? Vocês me pediram para postar as duas ( stay strong e all about december) então estão tendo um trabalho em dobro comentando... como só falta mais 1 parte, vou continuar postando a 'stay strong' quando acabar essa, tá?! :) COMENTEM!! 

Amo vocês,
Mil beijocas,
Bruna <3

7 comentários:

  1. Essa min fic é perfeita! Posta mais

    ResponderExcluir
  2. o que capitulo mais lindooooo, de verdade.
    :-)
    posta logooo,beijos.

    ResponderExcluir
  3. amor, posso ser sincera?
    não entendi muito bem a fic, sou lerda .-.
    kfdjgçldksjfklgjdçslfkjg
    pq assim, até a parte em que eles brigam e se separam eu entendi, mas depois quando eles se encontram em Londres, embaralhou tudo na minha cabeça :S eles mantiveram contato nesse tempo? como eles sabiam onde se encontrar, ou foi coincidência? pq eles agiram tão naturalmente pra quem não se via há tempos... enfim... tirando essa leve confusão na minha cabeça, eu estou amando a fic, muito bem escrita e diferente de tudo que vc já escreveu, achei interessante :)
    desculpa não ter comentado antes, mas fui escravizada desde a véspera de Natal e só fui ter uma folguinha hoje :S
    mas estou de volta! \o/
    uhuhuhuhuhuh
    posta logo, amor!
    bjs! :***

    ResponderExcluir
  4. Amei a MiniFic assim como amo tudo que vc escreve :)
    Te vi na twitticam kkkk vc e suas amigas são muito engraçadas LOL
    Posta Logo aah e posta a Fic por favor necessito dela
    Bjs Lívia :**

    ResponderExcluir
  5. Hey baby! <3
    Estou simplesmente apaixonada por essa mini-fic! Meu Deus, como você consegue escrever histórias PERFEITAS? Espero que o Joe e a Demi se resolvam logo! :)
    Posta logo!
    Beijo! Te amo, baby! <3

    ResponderExcluir
  6. Amei! posta looogooo!!

    atualizei o meu blog, passa la e da uma olhada rs..
    e se der divulga please!
    http://ahistoria4ever.blogspot.jp/

    xoxo

    ResponderExcluir
  7. O capítulo ficou lindo! Adorei a ideia dos presentes deles, quero o urso da demi pra mim shauhsaushau
    que triste eles ficarem separados :l to ansiosa pra última parte da mini-fic!
    Posta mais :D

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3