Visualizações

5 de nov de 2012

Chapter 6


Stay Strong

                                                                       "Love is on its way..."



Joe estava de pé, em frente a uma mesa junto com seus amigos e Lucy. Eles não estavam próximos, já que ela conversava com uma amiga, mas Joe ria de algo que contavam.
Depois da conversa com Selena, Demi preferiu ir embora para casa, era realmente mais fácil do que encarar Joe e ter que explicar alguma coisa, coisas nas quais nem ela mesma sabia se podia acreditar. Agora ao ver Joe bem na sua frente, lembrou-se da noite de ontem, quando ele chamou por ela durante muito tempo_ ela ouvia pela sacada_ mas a menina não se deu o trabalho de responder. O que falaria?
Queria sim ter dito mais tempo para pensar, pensar se aquilo que veio em sua mente era uma completa maluquice, mas como sempre, seus pensamentos vagavam sem rumo algum.

-Joe..._ ela chamou, com um sussurro, por suas costas. Ele se virou e a encarou, surpreso, se aproximando.
-Bem..._ ele começou, com um sorriso distraído no rosto_ Agora você quer falar comigo?_ apesar de haver uma pontinha de frustração nessas palavras, ele fez soar como uma brincadeira, descontraído.
-Eu acho que... preciso falar com você, ou pelo menos dar alguma satisfação_ ela enfiou as mãos nos bolsos, sem saber muito bem o que falar.
-Você não me deve nada, Demi_ ele afirmou_ Só podia ter ao menos me respondido, sabia que eu não te forçaria a falar nada.
-Sim, eu sei_ garantiu_ Desculpa_ pediu, envergonhada por agir de forma tão ridícula_ Mas eu não conseguia falar com você.
-Demi, eu não estou entendendo mais nada_ disse agoniado_ Você me ignorou ontem o dia todo, depois... daquilo_ ele fez uma careta_ que você fez, disse, sei lá, eu não entendi...
-Eu..._ a menina fechou os olhos com força, pensando por uma última vez se era realmente isso que queria, se iria se arrepender.

Descruzou seus braços e levou as duas mãos até o rosto de Joe. Tudo foi muito rápido, ele nem mesmo pensou no que estava prestes a acontecer. Uma das mãos dela estava em seu cabelo e a outra acariciava sua bochecha enquanto Demi dava início a um beijo calmo e apaixonado. Joe correspondia, com as mãos em sua cintura, completamente perdido no momento, mas foi bem rápido. Ele não aprofundou o beijo, já que estava completamente confuso ali. Demi se sentia ridícula por fazer aquilo. Era algo um pouco a mais que um simples selinho. Porém não chegava a ser aquele beijo.
-Demi, o que ..._ ele a encarava confuso, assustado.
-Desculpa, eu..._ a menina saiu dali atordoada, deixando que algumas lágrimas descessem enquanto se sentava no chão do jardim.
***

-Você me criou um grande problema_ ele sentou-se ao seu lado, fitando o nada assim como ela, rindo sem humor. Ela sabia que sua namorada estava presenciando toda a cena, inclusive ele correspondendo ao beijo e provavelmente as coisas haviam ficado difíceis depois que ela saiu dali. Mas Joe não parecia ligar para isso, seu jeito era descontraído e por mais que ele risse o clima ainda era pesado.
-Desculpa_ ela sussurrou, sem encará-lo. Não conseguia olhar para aqueles olhos.
Joe se virou, ficando de frente para ela. Suas mãos foram até o rosto delicado e meigo da menina, enxugando algumas lágrimas enquanto voltava seus olhos para os dele, encarando-o profundamente.
-Eu não sei nem por onde começar as perguntas_ brincou_ Tem alguma coisa que você queira me contar... primeiro?_ ela riu entre as lágrimas.
-Fala sério, eu achei que você não fosse mais olhar na minha cara, talvez me achasse maluca... não achava que viria me procurar. E agora você ainda ri e brinca?_ ela teve que sorrir_ Surpreendente.
-Ah, achou mesmo que eu faria isso?_ riu_ É claro que eu viria te procurar, e não é só porque eu não estou entendendo nada_ deu de ombros enquanto ela ria.
-Desculpa, eu te coloquei em um problema grande com a Lucy_ fez careta, desviando o olhar.
-Não falei com ela ainda, eu estou te procurando a muito tempo_ riu sem humor_ Mas não dou menos de uma hora pra ela terminar comigo.
-Porque fez isso? Eu acabei com o seu namoro!_ bufou_ Me esquece, Joe_ resmungou chateada.
-Impossível te esquecer_ ele sorriu_ É sério, Dems... me explica, por favor. Qualquer coisa que sair da sua boca já vai ajudar.
-Porque acha que uma menina beija um menino?_ perguntou irônica, tentando ignorar a vergonha e tudo aquilo que a impedia de falar.
-Você..._ ele respirou fundo_ Desde quando, Demi?_ perguntou sem conseguir encará-la. Ótimo, porque ela também não conseguia.
-Eu acho que só demorei pra... aceitar isso_ deu de ombros.

"Lonely
I believe that you will find me
and together we will truly see
that love is on its way"
...

-Porque não tentou me dizer isso?
-Eu nunca teria coragem.
-Mas me beijou na frente da escola toda_ ele lembrou_ Isso é... estranho, Demi...Sabe, você... é minha melhor amiga a séculos...
-E você sempre vai me ver assim, eu entendo_ suspirou, se levantando_ Ta tudo bem, Joe_ forçou um sorriso_ Me desculpa mais uma vez e se eu puder fazer alguma coisa que salve o seu namoro, é só pedir.
A menina caminhou para longe, ainda assim relutante, secando as lágrimas.
-Ei, espera_ ele pediu, indo atrás dela e puxando-a delicadamente pela mão_ Eu quero falar com você, por favor, não vai embora_pediu.
-Não dá, Joe... é melhor eu ir, já fiz besteira demais pra um único dia. Eu não devia ter feito isso, nem falado com você_ disse, respirando fundo_ Eu não quero estragar tudo_ sussurrou, deixando o choro rolar.
-Você não estragou nada_ ele garantiu, calmamente_ Não chora, por favor_ pediu acariciando o rosto dela.

Demi permaneceu calada, apenas deixando que aquelas lágrimas caíssem por seu rosto. Esperava um abraço, queria seus braços ao redor dela, mas Joe apenas continuou a segurar suas mãos, acariciando-as. Ela tinha medo, porém agora não podia pôr em risco aquilo tudo que tinham, não podia nem pensar na possibilidade de perder Joe.
Se ela não tinha estragado nada, porque ele não estava abraçando-a agora mesmo? Sussurrando em seu ouvido que tudo ficaria bem? Era óbvio que o clima estava tenso entre eles, com motivos, claro, mas ela sabia que Joe tentava tranquilizá-la e mantinha a calma, acalmando-a.
 O sinal bateu e os dois continuavam ali, sem ao menos saber o que falar. Joe procurava as palavras certas, algo que parasse o choro da menina, aquilo que ele mais odiava ver, mas não tinha ideia do que fazer.

-Vai pra casa comigo, agora?_ pediu, um pouco apreensivo. Por mais bizarro que isso pudesse parecer, ele queria conversar com ela.
-Deixa pra lá, Joe, é melhor_ ela disse, se distanciando_ Esquece tudo isso_ pediu.
-Não_ ele sussurrou, angustiado. A menina virou-se_ Eu quero te ouvir, ouvir o que você tem pra me dizer_ explicou_ Se quiser a gente conversa aqui mesmo_ disse de forma engraçada, arrancando uma risada sincera da menina.
-Ér..._ ela suspirou pensativa_ Tudo bem_ se afastou um pouco, concordando receosa_ Vamos.

"I can be tough
I can be strong
But with you, it's not like that at all"


Os dois foram andando, o que dificultou muito as coisas. Porque ele não fora de carro, logo hoje? Demi e Joe não conseguiam trocar uma única palavra, o silêncio não podia ser pior. Andavam separados, mantendo uma grande distância.
 Joe estava pensativo, claro, não existia outra forma na qual ele poderia estar depois disso e ela não conseguia nem tentar adivinhar o que se passava por sua cabeça. Ela não tinha ao menos um palpite, pela primeira vez na vida não sabia dizer o que o melhor amigo pensava, até mesmo antes dele.
Já Demi controlava as lágrimas, respirando o mais fundo que conseguia. Estava nervosa, apreensiva, com medo do que pudesse acontecer. Não tinha a mínima ideia do que falaria para ele, nem de como ele reagiria a suas palavras.
Pela primeira vez ela se sentia uma estranha perto dele, era quase como se ele não estivesse ali. Ela não o sentia como antes, fazendo-a rir e brincando, era apenas um menino quieto e pensativo, pensando, provavelmente, no que fazer para não magoar a amiga maluca que revolveu beijá-lo. Patético.

"And I remember, all those crazy things you said
You left them riding through my head
You're always there, you're everywhere
But right now I wish you were here.
All those crazy things we did
Didn't think about it, just went with it
You're always there, you're everywhere
But right now I wish you were here"

***

-Eu vou beber uma água, você quer?_ ele ofereceu, indo até a cozinha.
-Não, obrigada_ agradeceu, como se nem se conhecessem direito_ Eu vou subindo... tudo bem?
-Claro, eu já vou.
Joe pegou rapidamente seu copo d'água e bebeu. Encheu outro e subiu a escada, assim como a menina havia feito.
-Eu trouxe pra você, de qualquer forma_ deu de ombros, entrando e se deparando com Demi sentada na cama, de cabeça baixa.
-Obrigada_ soltou com um baixo sussurro, enquanto ele se sentava ao seu lado.
Algum tempo se passou e por mais que Demi soubesse que deveria começar a conversa, ainda esperava que Joe falasse alguma coisa primeiro, e foi o que ele fez.
-Mas que saco!_ resmungou, jogando seu peso na cama, deitando, encarando o teto.
-O que houve?
_ O clima ta péssimo_ ele disse e ela teve que rir, se deitando ao lado dele.
-Eu sei que preciso te falar alguma coisa, mas eu não consigo_ suspirou_ Ta difícil até de olhar pra você_ confessou.

Joe se levantou e parou na beirada da cama, em frente a menina que continuava ali. Ele forçou um doce sorriso e estendeu uma de suas mãos. Demi, depois de o encarar confusa, segurou a mão do menino, hesitante, deixando-o sentá-la. Ao segurar sua mão ela sentiu tudo aquilo que pretendia evitar, mas nunca conseguia.

-Olha..._ ele se ajoelhou bem na sua frente, deixando-a sentada na beirada da cama_ Eu quero que você me fale tudo que tiver para dizer_ pediu com aquela voz rouca e baixa que Demi amava_ Tudo mesmo_ pediu, olhando dentro de seus olhos.
-Você vai me achar maluca... na verdade, eu sei que já me acha_ deu de ombros.
-Talvez só um pouquinho..._ ela riu junto a ele_ Não importa, eu quero ouvir do mesmo jeito_ ele segurou as mãos dela em seu colo_ Me diz o que você está sentindo.
-Joe, eu... acho isso muito estranho, assim como você_ começou_ Mas chegou uma hora que... eu não aguentei mais. Não aguentei te ver com a Lucy, não consegui mais ficar perto de você como antes.
-Porque isso aconteceu de uma hora para a outra, Dems?_ perguntou, acariciando a mão da menina com o polegar.
-Não foi de uma hora para a outra... é que... eu sempre levei o que eu sentia por você numa forma normal, achava que o amor que eu sentia por você era por causa da nossa amizade. Mas depois eu percebi que você não saía da minha cabeça. Eu pensava em você 24 horas por dia e no começo nem ligava muito, mas depois eu... fiquei meio dependente de você_ sussurrou.
-Não é porque a gente costuma ficar juntos 24 horas por dia?_ riu sem humor.
-Eu sei que você vai tentar encontrar mil e uma hipóteses pra me convencer de que o que eu sinto não passa de um engano, mas acredite, eu já tentei fazer isso e não deu certo_ fez uma careta, um pouco decepcionada.
-Não_ ele negou, rindo da cara fofa dela_ Não vou tentar te convencer de nada.
-Já é um bom começo_ ela sorriu_ Ou não... Joe, eu nunca senti isso antes, por isso é complicado. Eu demorei mas no final achei uma explicação. Eu nunca fui com a cara da Lucy, mas também nunca fui com a cara de nenhuma namorada ou ficante sua_ admitiu_ E eu acho que isso tinha um motivo. "Ciúmes de melhor amiga", isso era besteira. Eu sentia muito mais do que ciúmes, era quase... raiva disso.
-Você resolveu se afastar de mim?_ ele ergueu a sobrancelha.
-Não, é que... quando você ficava perto de mim era estranho. Quando eu ... descobri que sentia "isso" por você nada mais foi o mesmo. Eu tentei me convencer de que era besteira mas a Selena me provou que isso não era verdade. Eu também percebi que chorar por uma idiotice dessas não era comum_ riu sem humor, desviando o olhar.
-Chorar... pelo que?_ perguntou curioso.
Aí ela percebeu que falou demais. Muito mais do que devia. Joe tentava parecer normal, tranquilo, mas estava bem longe disso. Sua cabeça voava e seus pensamentos estavam completamente misturados ali dentro, porém ele tentava não demonstrar essa incerteza, não queria tornar tudo mais complicado para Demi.
-Eu ouvi uma conversa sua com a Lucy... quando você disse que não tinha chances de acontecer nada entre nós_ sussurrou, respirando fundo enquanto piscava os olhos freneticamente, contendo o choro. Ela não choraria. Não ali.
-Isso foi só pra ela não me encher mais_ ele disse rapidamente_ Não era verdade.
-Não mente, Joe... eu sinceramente prefiro que você diga a verdade à me iludir mais_ disse_ De qualquer forma, o que eu devo dizer é que... eu te amo. Não como eu sempre disse te amar durante esses anos, mas de outra forma. E... eu acho que como eu já disse tanta coisa, isso não vai fazer diferença. Eu não vivo sem você e sinceramente não seria nada se não fosse tudo o que você sempre fez por mim. É isso...eu me apaixonei pelo meu melhor amigo. Aquela típica história de amor_ revirou os olhos, um pouco chateada por ter que admitir isso.

"Young hearts
I believe that we are not far
From becoming who
we truly are
love is on its way"
...

-Me deixa pensar um pouco?_ ele pediu, olhando em seus olhos.
-Pensar?_ ela o encarou confusa_ Você não precisa pensar em nada, Joe...
-Por favor. Eu só preciso de um tempo pra colocar tudo no lugar e ... pensar um pouco no que fazer_ ele explicou_ Não é fácil_ confessou.
-Eu sei que não_ suspirou, triste_ Eu vou indo..._ tirou suas mãos da dele e se levantou, caminhando até a porta. Não conseguia mais nem olhar em seus olhos, pois sabia que desabaria ali agora mesmo.
Ele permaneceu calado, sem saber o que demonstrar a ela. Tinha medo de piorar as coisas, já que via o estado da menina. Era novamente aquilo que o matava por dentro. Demorou pouco para o choro de Demi vir de uma vez e ela sair "correndo" dali, um pouco apressada demais. Só queria ficar sozinha, pensando na grande besteira que tinha feito.
-Demi_ ele chamou, indo atrás dela. O que menos queria ver era a menina chorando por ele. Joe desceu os degraus da escada correndo, conseguindo, por sorte, encontrar Demi ainda ali na sala_ Desculpa_ pediu indo até ela_ Só ta tudo muito confuso_ tentou explicar, angustiado. Abraçou a menina, em um ato repentino. Não estava nem aí para aquela coisa que sentia, aqueles sentimentos confusos dentro dele. Demi precisava daquele abraço.

Ela enterrou sua cabeça no peito do menino e o abraçou, da forma mais forte que conseguira. Em sua cabeça ela só pensava que poderia ser a última vez. Enquanto ele acariciava seu cabelo e pedia que se acalmasse, Demi sentia aquele calor, carinho, tudo aquilo crescendo dentro dela.

-Só por favor, não esquece que eu não sou nada sem você_ pediu respirando fundo e saindo dali o mais rápido possível, deixando Joe paralisado, completamente sem reação. Ele só tinha uma opção para não magoá-la, mas de qualquer forma, sabia que passaria a note toda em claro, pensando sobre tudo aquilo.

"So, hold on another day
cause love is on its way
you'll find it's going to be okay
cause love is on its way
it's alright
you'll find
a brighter day
cause love is on its way"
...

Continua...
Oi! :) Bom... definitivamente não ficou como eu queria. Quando eu escrevi esse capítulo eu achei que estava ótimo, mas agora, relendo, eu percebi que podia ter feito melhor :/ Mas enfim... gente, é o seguinte: Quem me segue no twitter provavelmente viu que eu estava triste por conta dos comentários, mas além disso, eu disse que só postaria com 10 comentários. Mas eu não fiz isso. Tive oito comentários e resolvi postar por causa das pessoas que comentam sempre e gostam realmente da história. Não acho justo. Eu podia ter postado ontem, podia ter postado no mesmo dia do capítulo anterior, mas sinceramente, se vocês não colaborarem não tem como! :( Eu vou pedir mais uma vez, que os 20 comentários de antes apareçam novamente, por favor! Me desculpem, mas eu estou decepcionada :/ 
De qualquer forma, eu espero que tenham gostado! Pode não ter ficado muito bom_ na minha opinião_ mas eu estou fazendo os maiores capítulos que consigo e o meu melhor também. Bom, já é um beijo, já é um começo.
10 comentários para matarem a curiosidade e descobrirem o que vai acontecer, vamos combinar assim? Por favor :) Amo vocês! <3

Obrigada!
Mil beijocas,
Bruna *.*

16 comentários:

  1. Mds ta lindo, to super curiosa pro proximo. POSTA LOGO

    ResponderExcluir
  2. Sou uma leiora nova a a a a a.
    ano sua historia kra, vc escreve muito bem.
    Posta logo, beijos <3

    ResponderExcluir
  3. Heyyyyyy Brunaaaaaaa, my babyyyy ♥
    Nem acredito que eles se beijaram YAY *-*
    Ate que enfim a Demi se declarou pro Joe.
    Amei esse capitulo, foi uns dos melhores capitulos da fic. AMEI ♥
    Se vc fizer melhor do que isso, eu acho que eu morro com tanta perfeiçao :D
    To muito curiosa pra saber o que o Joe vai fazer, ele ficou muito confuso :$ Mas eu acho que ele ama a Demi assim como ela ama ele. Espero que a Lucy termine mesmo com ele, para o caminho ficar livre pra Demi :)
    Espero sinceramente que as pessoas comentem muito nesse capitulo, porque sinceramente vc merece muito mais do que 10 comentarios, muito mais do que 20...
    Enfim, posta logo. Curiosidade/ansiedade a flor da pele agora para o prox capitulo.
    Te amo demais ♥ . Obrigada por me aguentar falando besteira lá no twitter rs
    Milhões de beijos pra você ;**

    ResponderExcluir
  4. ameiiiii ....Posta Logo vamo povo comenta quero ver oq acontece

    ResponderExcluir
  5. woeirhjweioprjpowejroweirnjowepjroqwer aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa por favor posta logo, tá perfeito.
    PS: faça o Joe ficar com ela senão eu começo uma terceira guerra.
    Beijooooooooooooooooooooooooooooooooos.

    ResponderExcluir
  6. Hey pudimm
    Amei o capitulo como sobre ne?! Acho que eu "falar" , escrever pra vc já ta meio rotineiro ne?! Kk
    Mas é a verdade
    Foi boa Demi beijar o Joe na frente da namorada dele ! Te amo garota
    Nossa ela se declarou total ne ?! Kk linda
    So mais uma coisa ... Quem pensa demais pode acabar perdendo , cuidado José kk
    Posta logo meu pudim

    ResponderExcluir
  7. Ficou perfeito
    AAAAAA continua please õ/õ/õ/õ/

    Comentem Povo, vamos lá run'



    Bjs Maria

    ResponderExcluir
  8. Ta lindo. Acho tão fofo da parte da Demi. Sério to amando. Mas ei, não fica desesperada por conta dos comentários... No meu eu tenho só 2 em cada capitulo. É mal eu sei. Mas daqui a pouco tem mais. É isso. To amando, beijos

    ResponderExcluir
  9. WOW!!!! Que capítulo maravilhoso é esse?? MDS, tá lindo!perfeito!!! Ameeeeeei. Ansiosa para próximo cap. Bjoooooo ;* <3333

    ResponderExcluir
  10. Brunaaaa, my love! <3
    OMG acho que passei metade do capítulo chorando! :( Essa conversa foi demais para o meu simples coração! :( O que o Joe vai fazer? Estou com medo! Espero que ele termine com a Lucy logo porque já não aguento mais essa menina! u.u Hahaha o capítulo foi perfeito, maravilhoso, lindo e ainda teve beijo! AAAAAAA posso morrer?
    Posta logo!
    Beijo, te amo demais! <3

    ResponderExcluir
  11. Olá!!! :))
    OMG! :O
    Sabe fiquei me perguntando se foi assim com o Joe e com a Demi, lembrei da entrevista pra Teen Vougue e tals... :/ meu coração tá apertado e eu tô morrendo de curiosidade!!!! :X
    Fic, perfeita, capítulo perfeito, autora perfeita! u.u
    Fica triste não baby, vc escreve super bem e tem talento de sobra!! :DD
    Posta logo linda!
    Bjs! :**

    ResponderExcluir
  12. omg eu acho não tenho certeza que o joe ama a demi
    na mesma forma que a demi ama o joe.
    ta perfeito linda
    posta logo
    bjs .

    ResponderExcluir
  13. OMG A DEMI BEIJO O JOE NA FRENTE DE TODO MUNDO SOCORRO QUE OUSADIA JDSUAIFJAGHDPAUAIL E ELE AINDA CORRESPONDEU TIPO <33333 TA QUE NÃO FOI UM BEIJÃO MAS OMG FOI MEU CAPÍTULO FAVORITO ATÉ AGORA!!!!
    AINDA BEM QUE ELA SE ABRIU PRO JOE E DEIXOU AS COISAS BEM CLARAS SÓ ESPERO QUE AGORA ELE CRIE CORAGEM E PEDE ELA EM NAMORO LOGO SHUAGJAGUI -Q
    POSTA MAIS PLEASE QUE EU TO MORRENDO DE CURIOSIDADE PRA SABER O QUE VAI ACONTECER! :D

    ResponderExcluir
  14. SUA LINDA POSTA MAAAAAAAAAAAAAAAAIS

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3