Visualizações

17 de nov de 2012

Chapter 12


Stay Strong

                                                                                     "Who says?"



Joe chegou em casa tentando se livrar daquilo que ocupava sua cabeça. Sabia que deveria ficar lá com Demi, mas também duvidava de como ficariam as coisas por lá se ele não parasse um pouco para colocar as ideias no lugar.
O dilema era o seguinte: não podia contar nada aos pais de Demi, muito mesmo agora que as coisas lá estavam péssimas dessa forma_ isso só pioraria a situação. Mas seu coração não conseguia fingir que nada daquilo tinha acontecido. Ele não conseguia esquecer.
Da outra vez havia sido a mesma coisa. O choque e a surpresa foram os mesmos, mas o fato de a menina ter garantido que só fizera uma única vez e jurava não fazer mais, o deixara mais calmo. Agora era como se ele quisesse acreditar novamente nela, e até acreditava, mas tinha medo de que isso se tornasse algo mais sério e ameaçador. Não era nenhum expert no assunto, mas sabia que se não controlada, poderia evoluir até não ter mais jeito. Daí ele nem queria imaginar o que poderia acontecer.
Gostaria de poder voltar até ela e dizer novamente aquele simples e milagroso: "Vai ficar tudo bem", dizer até que suas palavras se tornassem realidade. Mas a verdade era que não sabia como lidar com a menina. Pela primeira vez em sua vida, sentia-se mais abalado do que ela. Quando pensava em sua expressão ao ser deixada, uma dor no peito aparecia e ele se arrependia. Das palavras grossas, da expressão seca, de ter ido daquela forma. Ele precisava pensar, apesar de saber que no fim, não chegaria a nenhuma conclusão; e ela precisava descansar, se acalmar, e como Joe tinha receio de que sua presença_ apesar de acalmá-la_ a deixasse mais nervosa e culpada, preferira dar um tempo a menina.
Já ela, queria Joe ao seu lado, isso era óbvio. Ficara frustrada com a saída repentina dele, mas entendia seu lado. Ela também ainda estava em choque pelo que havia feito. Realmente não pensara antes de fazer aquilo. Depois da conversa com Lucy, não conseguiu se controlar e já saiu da casa de Joe aos prantos. Essa menina não deveria causar esse impacto em Demi, mas ela sentia que precisava desabafar com alguém... ou de alguma forma. E foi o que ela fez.
Agora, deitada na cama, refletia sobre o ato desesperado e equivocado. Não lembrava de se sentir tão vulnerável ou sensível como nesse momento. Tão carente.
A primeira coisa que veio em sua cabeça foi ligar e implorar para que ele voltasse, para tentar ao menos entender o que estava acontecendo, porque Joe estava tão incomodado. Por impulso, discou o número.
Chamou algumas vezes, antes de cair na caixa postal. Não quis deixar recado, esperava que ele retornasse a ligação quando visse. Precisava dele mais do que nunca agora.
As poucas palavras que foram ditas por ele voltaram à sua mente algumas vezes, até que ela decidiu fechar os olhos e respirar algumas vezes. Foi pouco até pegar no sono. Um cochilo que não durou muito, ela não conseguira dormir profundamente, não com tantas coisas em sua cabeça.
Acordou claramente mais calma, com a consciência menos pesada. Até encarar o visor do celular. Nenhuma chamada.
O que estava acontecendo? O que era aquilo? Uma espécie de briga, coisa do tipo? Ele não parecia irritado, nem decepcionado. Apenas... nervoso, disso ela sabia.

***

-Já vou_ gritou, pouco preocupada se a pessoa do outro lado da porta ouvira.

Andou preguiçosamente até sua mão encontrar a maçaneta. Apesar de colocar em sua cabeça que era quase impossível ser Joe, a menina ainda tinha aquela coisinha dentro de si, esperança. O que, no fundo, funcionava. Sussurrou um "Oi" confuso e inesperado, enquanto sorria largamente. Seu coração batia forte e ela descartou qualquer possibilidade de ele estar chateado ou tê-la abandonado ao ver o sorriso se formando em seus lábios.

-Oi, meu amor_ se aproximou com calma, segurou a nuca da menina e juntou seus lábios. Como ambos sentiam falta disso, como apenas algumas horas causavam tanto desconforto.

Demi deixou que suas mãos tocassem o rosto macio de Joe, aproveitando cada segundo daquele suave e delicado beijo.

-Não esperava te ver aqui...- comentou, puxando-o para dentro de casa.
-Ué, esqueceu do nosso cinema?_ Joe perguntou, com toda certeza ela havia esquecido, seu rosto revelava isso. Mas também não imaginava que ele se lembrasse e nem que ainda quisesse aquilo_ Se você não quiser, nós podemos ficar por aqui mesmo... vendo um filme, ou qualquer coisa. Se quiser ficar sozinha também..._ deu de ombros.
-Não, quero que fique comigo_ ela garantiu com aquele sorriso sincero_ É que eu achei que não fôssemos mais... achei que tivesse deixado pra lá.
-Eu não esqueci...._ disse_ Desculpa, tá?_ fez uma careta, sentando-se no sofá e levando a menina até seu colo_ Eu não queria ter te deixado aqui_ admitiu_ Você deve ter pensado... muita coisa_ riu sem humor_ Mas nada é verdade, ok? Eu te amo, muito. E não, não fiquei chateado nem nada, isso é ridículo, eu não tenho esse direito. Tenho o direito de me preocupar e foi o que aconteceu, eu só queria um tempo_ explicou.
-Ta tudo bem, de verdade_ sorriu_ Eu fiquei... com medo de você ficar magoado comigo. No fundo eu sabia que não tinha motivos e que você não estava, mas foi complicado... entender.
-Como você está?_ colocou uma mecha do cabelo da menina para trás da orelha.
-Bem, muito melhor agora_ sussurrou_ Eu só precisava de um abraço seu_ se encolheu em seus braços enquanto ele a abraçava.
-Ficaria assim para sempre, mas vamos perder a sessão_ ele riu_ Sei que demora para se arrumar...
-Opsss, eu já volto_ deu um beijinho estalado na bochecha de Joe.

***

Joe aguentou quanto tempo conseguiu. E não foi tanto tempo assim. Depois de quase vinte minutos ele subiu a escada. Não ouvira sequer um barulho desde que Demi subira e já fazia algum tempo. Se ela não estivesse pronta, provavelmente estaria nos últimos detalhes. O menino queria vê-la se arrumar.
Entrou silenciosamente no quarto. Observou atentamente à menina. Seus olhos foram direto para ela. Para sua surpresa, Demi não estava pronta. Longe disso.
Em frente ao espelho, apenas de lingerie_ novamente_ ela se olhava de todos os ângulos possíveis, tentando encontrar algum defeito naquele corpo emoldurado, perfeito. Joe via isso. Via também que a expressão em seu rosto era de desgosto. Ele não demorou muito para se aproximar delicadamente e abraçá-la por trás.

"You made me insecure
Told me I wasn't good enough
But who are you to judge
When you're a diamond in the rough
I'm sure you got some things
You'd like to change about yourself"

Demi não sabia que ele estava ali, mas não teve muita reação ao sentí-lo perto. Ela abaixou levemente a cabeça, envergonhada. Pelo que estava fazendo, principalmente. Mas Joe apenas sorriu e encarou aquele reflexo no grande espelho.

-Ta vendo essa menina ali?_ perguntou, depositando a cabeça entre o pescoço e o ombro de Demi. Apontou para sua imagem, fazendo-a olhar. A menina apenas assentiu_ É a menina mais linda que eu já vi_ garantiu_ em toda a minha vida.

Acariciou a barriga destampada da menina e beijou delicadamente seu ombro. Demi se encolheu um pouco com o toque, mas a sensação era incrível; uma leveza, algo confortável.

-Você não vai acreditar nisso, eu sei_ ele deu de ombros_ Mas deveria, porque eu não minto para você. Demi, você é perfeita.

-Ninguém é perfeito, muito menos eu. Às vezes eu tenho certeza de que você é, mas não eu_ bufou.

"Who says you're not perfect?
Who says you're not worth it?
Who says you're the only one that's hurting?
Trust me
That's the price of beauty
Who says you're not pretty?
Who says you're not beautiful?
Who says?"

-Quem disse que você não é perfeita? Sim, você é_ reafirmou_ Com todas as suas imperfeições. Elas te fazem perfeita. Mas sendo sincero, eu não vejo imperfeição nenhuma aqui. Você é linda, gostosa, você é tudo que uma menina quer ser_ riu junto com ela_ E tudo que um menino quer_ sussurrou de forma mais sensual em seu ouvido_ Mas não é por isso que eu estou com você_ piscou. Ela gargalhou.

Ela gostava da forma como ele mudava repentinamente o clima, deixando tudo sempre mais agradável.

-Você consegue colocar a auto-estima de qualquer um lá em cima_ ela disse, se encolhendo mais naqueles braços.
-Você é linda, Demi. E eu só quero que você enxergue isso_ pediu_ As suas qualidades são inúmeras, nem que eu ficasse a vida toda aqui falando seria suficiente. O seu jeito, o seu sorriso, o seu corpo_ deu ênfase_ Tudo é incrivelmente tentador_ riram_ A sua beleza é exterior e interior, a gente não encontra isso todo dia, meu amor.

"It's such a funny thing
How nothing's funny when it's you
You tell 'em what you mean
But they keep whiting out the truth"

-A gente também não encontra alguém como você todos os dias_ sussurrou_ Sinceramente? A única coisa da qual eu tenho certeza é que eu sou a pessoa mais sortuda do mundo por ter você comigo.
-Eu te amo muito_ beijou-lhe no pescoço_ Tem uma única razão pela qual eu te amo tanto, eu posso resumir tudo dizendo que você é uma garota incrível, maravilhosa, fantástica. E eu quero conseguir fazer com que você se sinta bem, porque não existem motivos para você se... castigar tanto.
-Obrigada_ ela sussurrou, virando-se para abraçá-lo, escondendo seu rosto em seu peito.

"It's like a work of art
That never gets to see the light
Keep you beneath the stars
Won't let you touch the sky"

-A melhor coisa que eu fiz na minha vida foi conhecer você_ ele disse_E eu vou fazer isso valer a pena. Sempre.

Joe segurou a cintura da menina, deixando seus dedos deslizarem pela pele dela. Queria sentí-la, admirá-la, beijá-la. Seus lábios se juntaram intensamente, sem mais delongas. Sorriam entre o beijo, um sorriso apaixonado de ambas as partes. Joe e Demi não conseguiam esconder o que sentiam um pelo outro, mas também não precisavam.
Quando deu conta de si, a menina já tinha seu corpo contra a parede gelada, pressionado por Joe. Aos poucos, ela percebia como as coisas entre eles estavam mais íntimas, como o desejo crescia a cada momento, como era diferente de quando o que tinham era apenas aquela amizade. Era como de manhã, na cozinha de Joe; só que dessa vez ela não estava completamente vestida, o que causava certo receio de sua parte, já que sentia o toque de Joe por todo seu corpo, em contato com sua pele.
O menino deslizava sua mão pela lateral do corpo de Demi enquanto beijava calmamente o pescoço dela. Sua vontade era tirar de uma vez aquilo que ela vestia, ele não podia negar, mas devia se controlar, apesar da ideia ser bem tentadora.
Tudo acontecia muito calmamente, suas línguas brincavam juntas até ele decidir segurá-la e levantá-la. Dessa forma, suas pernas ficaram presas na cintura do menino, enquanto suas mãos continuavam depositadas nas coxas dela.
Demi podia até sentir seu estômago revirando de ansiedade, sua respiração completamente descontrolada. Aquilo era novo para ela, nenhum relacionamento havia chegado nem perto disso que vinha acontecendo entre eles. Mas o que ela podia fazer? Mentir pra que? Ela amava a sensação.
Joe também estava ansioso, por tudo que poderia acontecer. Ele já havia ficado com muitas, isso era certo, também havia feito coisas que iam muito além de alguns beijos, mas agora era completamente diferente. Demi não era uma daquelas ficantes para jogar fora depois, e nem uma namorada qualquer; era sua princesa, sua melhor amiga, sua Demi; o que definitivamente tornava tudo mais... interessante.
Beijos a parte, o carinho que ela fazia era reconfortante. Aos poucos, ela ia se acostumando como ele, deixando que suas mãos percorressem o cabelo de Joe, seu rosto, sua nuca. Deixando-se levar. Isso era bom.
Ela juntou seus lábios com entusiasmo, apertando levemente o braço do menino, que, por sua parte, correspondia juntando mais seus corpos. Direcionou calmamente seu rosto para o pescoço dela, dando algumas mordidas ali.

-Assim nós vamos mesmo perder a sessão_ ela riu, sussurrando em seu ouvido.
-A sessão é o que menos me importa agora_ disse da mesma forma_ Podemos fazer outras coisas...
-Puxa vida, que pena!_ ela disse cínica_ Eu estou super animada para ver o filme!_ se afastou com tranquilidade, indo até o closet. Simplesmente como se nada tivesse acontecido.
-Ah, você nem sabe qual é o filme!_ disse derrotado, virando-se para ela.
-Isso é o de menos_ deu de ombros.
-Você é muito boba, sério_ riram juntos, enquanto a menina recebia um último beijo no pescoço_ Se arruma, então_ sorriu.
***

Continua...
Muahahahaha enganei vocês? Acharam que seria hot?! hehehe opssss :P Awwwwn 13 comment's! Gente, eu fiquei tão feliz *-* Muito obrigada, de verdade! Eu vi que teve uma pessoinha que disse que achou o blog pela indicação do blog da Sammy! So... thanks, Sammy! Você é incrível, meu amor! Obrigada a todos que já indicaram o blog também, amo vocês, muito obrigada mesmo! \O Continuem comentando, tá? Eu estou ainda com algumas dificuldades pra escrever :/ but eu vou fazer o meu melhor! ;)

Mil beijos,
Amo vocês!
Bruna <3



10 comentários:

  1. AAAAhhhhhh...
    gente, o clima esquentou ~abana~ hahahaha...
    ai, que lindo tudo o que o Joe disse pra ela :D
    fofura level master!
    Olha, se eu fosse a Demi nem estaria lembrando de cinema sabia?! kkkkkkkk ~abafa~
    Awn, amore, nem precisa agradecer, fico feliz que minha indicação trouxe mais leitoras pra essa fic incrível ;)
    Posta logo hein?! :**
    BJS! :**

    ResponderExcluir
  2. Amei o capítulo!!! Posta logo tá?! Bjo bjo <3

    ResponderExcluir
  3. omg,que perfeitooooooooooooooooooooo,
    eu jurava que seria hot esse capitulo
    kkkkkkkk´k
    ta perfeito
    bjs linda <3

    ResponderExcluir
  4. Amei a música desse capítulo, seleninha :3333
    pfvr quero um namorado igual ao Joe u_u a parte que eu mais amei foi quando a demi tava se olhando no espelho e ele chegou abraçando ela por trás e falando que ela é linda, to imaginando a cena aqui, coisa mais pfta <333333
    achei que ia rolar um hot ali SHAUIHDJADFIOA a demi ainda é virgem né?
    Necessito de mais capítulos sos!!!!!!
    posta mais por favorrrr :D

    ResponderExcluir
  5. OMG!!! Q P.E.R.F.E.I.T.O aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah
    Pooooostaaaa!

    ResponderExcluir
  6. Brunaaa, meu amor! <3
    O M G!!!! Que capítulo PERFEITO foi esse? I can't breathe! O Joe é definitivamente a pessoa mais cute, adorável, linda ever! <3 Sério, estou duvidando da existência dele! hahaha :D Wow, eu jurava que fosse rolar algo a mais ali, but ok! .-. hahaha o clima esquentou MUITO!
    Babe, eu sei que ainda não falei com você, mas é tudo por falta de tempo porque a minha vida tá de cabeça pra baixo! Literalmente! :( Mas, vou consegui, ok?!
    Posta logo!
    Beijo, te amo! <3

    ResponderExcluir
  7. Heeeeeeeey õ/
    OMG ficou perfeito o capitulo
    Posta logooo please



    Bjs Maria

    ResponderExcluir
  8. Heeeeeyyyyyyyyyy Brunaaa, my baby
    Meu Deus vc quase me enganou, achei que teria um hot kkkk sua malvada
    Mas a coisa esquentou hein entre o Joe e a Demi kkk
    Cada vez você me surpreende mais com seus capitulos perfeitos. Eu sei que eu já devia está acostumada, pq eu acompanho seu blog ha um tempo, mas eu não estou. Sempre quando vem um capitulo novo eu fico "OMG, OMG QUE PERFEITO *----*" kkk
    E eu realmente não sei como você consegue, mas continue assim, pq eu simplesmente amooooo <33333333
    Posta Logoooo amore!!!!
    Amo você baby <3
    Beijos ;**

    ResponderExcluir
  9. Ah esqueci de dizer que AMEI a musica que você escolheu pra esse capitulo *--*
    Eu amo "Who Says" da Sel e eu acho q combinou com o capitulo. :D
    Pefeitooo *-*
    Beijos ;*

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3