Visualizações

31 de ago de 2012

Be Yourself- Chapter 84


Chapter 84- Bye...

Dentro do carro eu apenas olhava a paisagem passando rapidamente sob meu olhar, sem me impedir de pensar no que me importunava. As preocupações eram infinitas e eu não conseguia tirá-las dos meus pensamentos. Mas acima de tudo eu me sentia triste e desorientada.

Já estávamos próximos de L.A e, por mais que eu soubesse que só faltavam alguns minutos, sentia como se fosse uma eternidade. Eu nunca quis tanto chegar em casa. No começo achei que viajar no mesmo carro que Miley e Liam seria divertido e me ajudaria a esquecer um pouco sobre a vida, mas não era bem assim. Eles riam, conversavam e quando saímos de lá até tentavam fazer com que eu falasse algo, porém depois de um tempo, meus olhos não desgrudavam da estrada e eu não conseguia pensar em mais nada, não prestava atenção às coisas ao meu redor e eles acabaram desistindo. Eu estava concentrada nos prédios e carros que passavam ao meu lado e não ouvia uma palavra do que os dois falavam.
Joe havia pedido a Miley que eu fosse com eles e ela aceitou. Não sei se ele explicou a ela o que havia acontecido de forma que ela me perdoasse, podia também ser pena, mas eu estava me sentindo confortável e eles não me ignoravam mais. Era obvio que Joe não iria no mesmo carro que eu e por um momento foi o que eu mais desejei.

-Demi, você vai ficar em casa?- Miley perguntou- Sua mãe não estava viajando?
-Sim... a ideia era ficar na casa do Joe, mas... pode me deixar em um outro lugar? É um pouco mais distante do que a minha casa...
-Sem problemas, só me diz onde é- sorriu- Deixamos suas malas na sua casa depois, eu tenho a chave- sugeriu.
Concordei com um sorriso e seguimos viagem. Era uma boa ideia, à princípio.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
-Tem certeza que vai ficar bem?- perguntou Liam, preocupado- Quem mora aqui?
-Vou sim- forcei um sorriso, agradecida, saindo do carro- É um amigo meu, parceiro do ballet.
-Demi, você conhece esse cara a menos de um mês. Só se viram uma vez, eu acho- Miley supôs.
-Não tem problema, Miley, sério- garanti, tentando mater a firmeza- Eu liguei para ele antes de sairmos...
-Bom, você sabe o que faz- deu de ombros.
-O Joe não vai gostar de saber disso...- Liam cantarolou.
-Ele só saberá se alguém contar. Aliás, o Joe não tem mais nada haver com a minha vida. O que eu faço ou deixo de fazer é problema meu.
-Demi, você sabe muito bem que ele vai perguntar sobre você. Pode ter sido estranho esse último dia lá, e por mais que não tenham se falado, ele se importa.
-Deixa pra lá, Liam. Eles vão se resolver- Miley disse- Nós estamos indo, qualquer coisa é só ligar- sorriu.
-Obrigada.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
Joe on:

-VOCÊ FEZ O QUE?
-Deixei ela na casa do parceiro lá do ballet, Joe- Liam disse com a maior tranquilidade possível.
-E você diz isso assim? Ta maluco?
-Eu hein, a menina que pediu!- tentou se defender.
-Ah, se ela pedir pra você se tacar debaixo de um trem você vai?- sorri cinicamente.
-Escuta, eu não tenho culpa- revirou os olhos- Vai você buscar ela- sugeriu.
-Não vou buscá-la- disse me jogando no sofá- Só espero que ele não seja um maníaco.
-Joe, a Demi já é bem grandinha, ela sabe se cuidar. Além disso, para de se preocupar. Eu sei que é complicado mas se você quer mostrar a ela que realmente acabou, é melhor deixá-la.
Ele estava certo. Quando mais eu me preocupasse pior seria e mais tempo ela demoraria para entender que acabou. Mais tempo também eu demoraria para me convencer de que seria assim.
-Ah, porque a vida é complicada?- suspirei, perguntando a mim mesmo, mas sem esperar que a resposta chegasse.
-Porque a Demi é complicada- Liam riu sem humor, se sentando ao meu lado- Escuta, porque nós não vamos a uma boate?
-Não to afim.
-Eu posso ligar para alguma amiga e vocês....
-Que espécie de pessoa você acha que eu sou?- ele riu com a minha cara- Acho que nunca mais vou a boates pra esquecer da vida.
-E que outro jeito você encontra para "esquecer da vida"?
-Eu não sei. Mas garotas e bebida não estão envolvidos. É muita burrice cometer o mesmo erro duas vezes- levei a mão ao cabelo.
-Agora você não está com a Demi, Joe. Não tem porque se preocupar- afirmou- E eu cuido de você, não te deixo beber muito.
-Cara, isso foi muito gay. Se a Miley sabe disso....
-Ingrato você- sorriu ironicamente.
-Só não quero fazer nada hoje. Acho que vou dormir, sei lá- dei de ombros.
-Não pretende falar com a Demi tão cedo, não é?
-Como tem tanta certeza?
-Eu sei que se você fizer isso vai ceder e tudo vai começar de novo- garantiu.
-Pelo menos eu não sou o único a pensar isso- ri sem humor- Mas uma hora a gente vai ter que conversar. Eu parei de falar com ela de uma hora para outra... Não sei como isso vai ficar.

----------------------------------------------------------------
-Obrigada por me deixar ficar aqui, Lucas- agradeci forçando um sorriso- Meus pais viajaram e eu...
-Não precisa explicar, Demi- disse docemente, se aproximando- Eu queria mesmo passar um tempo com você...
-Isso...é bom- tentei parecer confiante. Ótima hora para ele e suas "segundas intenções" ¬¬
Nos beijamos logo depois que ele me encarou com aquele sorriso malicioso. O que eu queria agora era um simples abraço, ou que me deixassem sozinha. Porém estava com a pessoa errada.
Ele não perdia tempo e foi preciso que fôssemos para a cama para que eu descobrisse esse detalhe. Seus beijos eram impiedosos e ele não queria saber de nada, além de arrancar a roupa_dele e minha_ e "se aproveitar", já que eu estava indefesa o suficiente para que ele percebesse.
---------------------------------------------------------------------

Joe on:
Resolvi colocar uma roupa adequada e dar uma corrida por aí. Precisava esfriar a cabeça e me desligar um pouco do mundo. Na volta para casa comprei um café no Starbucks e ao sair de lá vi Demi na porta da casa de alguém que eu não conhecia, mas ficava a alguns metros da minha casa, ela estava acompanhada de um menino. 

Demorei um pouco para me lembrar onde Liam havia me dito que deixara ela. Claro, como esquecer? Na casa do tal "parceiro de ballet". No começo eu estava apreensivo por não saber quem era ele direito. Ela mal o conhecia e isso me incomodava. Porém depois tive de que convencer de que era puro ciúmes, era inevitável. 

Já estava ficando tarde e a noite caía ao mesmo tempo que eu os encarava de longe. Aquele menino não me causava boas sensações, alguma coisa nele me incomodava,mas ignorar era o que eu devia fazer, era pura besteira do meu coração o que eu sentia quando o olhava. A proximidade entre os dois fazia com que meu sangue fervesse a cabeça e nunca pensei que sentiria algo assim. Parecia estranho, mas eu nunca havia sentido ciúmes de Demi, até porque sabia que ela me amava, era mais por pura confiança. Coisa que agora não existia mais. Eu não confiava em mim mesmo e nem em meus sentimentos, não confiava também naquele cara.

Estava prestes a sair dali quando vi os dois se beijando. Me incomodava de qualquer forma_independente de como fosse o beijo_ mas não foi um qualquer. Ele a puxava para perto e eu estava bem atento, admito. Observei enquanto ela correspondia com desejo, se deixando levar. Ótimo, ela já havia superado, agora mesmo que eu não tinha com o que me preocupar.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
-Ei, Frankie, quer jogar bola comigo?- perguntei assim que coloquei o pé dentro de casa. Quanto menos tempo desocupado, menos tempo para pensar.
-Essa fala não é minha?- ergueu a sobrancelha, surpreso. Não pude evitar de rir.
-Deu vontade de jogar- dei de ombros, mentindo, claro.
-Ta bem- sorriu sapeca e correu para pegar a bola. Pelo menos eu tinha quem me mantivesse ocupado.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

-Demiiiii- ouvi Frankie gritar enquanto soltava de repente a bola, deixando-a cair no chão e fitando-a atrás de mim. Ótimo.
Revirei os olhos, como eu tinha sorte. Tentei evitar de pensar nela e agora a própria estava ali, a centímetros de mim. Frankie correu até ela e lhe deu um abraço. O que eu podia fazer se ela encantava a todos?
-Oi, lindo- ela sorriu, mexendo no cabelo dele.
Peguei a bola e me virei enquanto brincava distraidamente com ela em minhas mãos.
-Oi, Joe- ela levantou os olhos, levando-os até os meus. Forçou um sorriso.
-Oi, Demi- correspondi, desviando o olhar.
-Então, quer dizer que seu irmão resolveu brincar com você hoje, hein?!- ela disse docemente para Frankie. Me conhecia o suficiente para saber que eu não estaria brincando com ele, não naquele momento.
-É, não sei o que deu nele- sorriu, dando de ombros-Joga com a gente, Demi?
-Claro, eu adoraria- sorriu.

Eu aposto que se estivéssemos juntos ela não jogaria. Mesmo que fôssemos amigos ela não aceitaria brincar conosco. Porque fazer isso agora? Revirei os olhos e ela pareceu perceber minha expressão frustrada, mas não ligou.

Durante toda a brincadeira ela manteve seu foco em Frankie. Conseguimos nos divertir sem problema algum, porém nós dois sabíamos que era tudo por ele. Quando saiu para beber água, nos deixando sozinhos, não consegui abrir minha boca para falar nada.

-Achei que Frankie estivesse na casa de algum amigo... ou parente...- comentou, quebrando o silêncio e me deixando surpreso. Ela havia começado bem a conversa.
-Ele estava. Chegou hoje- respondi educadamente- Acho que prefere à mim do que nossa avó- ri sem humor.
-Com certeza- assentiu, permanecendo calada depois.
-E sua mãe não voltou ainda, não é?- perguntei, depois de um tempo.
-É...- deu um longo suspiro- Mas pode contar a ela se quiser, que eu fiquei em casa sozinha... nos entendemos depois.
-Sabe que não vou contar- disse simplesmente- Mas achei que ficaria na casa do Lucas- disse distraidamente, tentando demostrar desinteresse.
-Eu...- ela pareceu surpresa, mas não por eu saber e sim por tocar no assunto. Procurava as palavras mas não saia nada de sua boca- Não, eu... vou dormir em casa mesmo- disse, parecendo nervosa de repente- Saudades de casa- sorriu para disfarçar.
-Acha mesmo que eu não te conheço, não é?- perguntei enquanto girava a bola em minhas mãos, revezando de uma para a outra, encarando-a.
-O que você....
-Voltei- Frankie a interrompeu, sorridente e saltitante. Aquele menino chegava nas horas certas às vezes.
-Só estava esperando que voltasse mesmo- Demi se curvou, ficando próxima e da altura dele- Preciso ir, meu amor- fez uma careta.
-Já? Mas porque não fica aqui com o Joe?- perguntou inocente. Ele também atrapalhava algumas vezes. Demi me encarou por alguns segundos, como se me pedisse ajuda, sem saber o que responder- Você sempre fica aqui...- ele continuou.
-A Demi tem que arrumar as malas, chegamos de viagem agora pouco- falei, forçando um sorriso.
-Já tem muito tempo... você já arrumou suas coisas, já passeou, já dormiu, já brincou comigo, já...
-Tudo bem, já entendi- ri, fazendo um gesto para que ele parasse- Ela teve que resolver algumas coisas e só está voltando para casa agora, Frankie- disse. Porque mesmo eu estava dando satisfações ao meu irmão menor?
-Isso mesmo- ela concordou, forçando um sorriso- Outro dia nós brincamos mais, tá?-ele assentiu.
-Bem, vamos entrando- apoiei minha mão no ombro de Frankie, tentando levá-lo para dentro. Ele deu um abraço e um beijo em Demi. Depois o encaminhei calmamente em direção à casa.
-Vocês não vão se despedir?- perguntou.
-Já nos despedimos- ela riu confusa.
-Mas foi só um "tchau"- fez aspas com as mãos- Geralmente vocês ficam horas se...
-Frankie, eu acho melhor você ir para casa- disse interrompendo-o, fazendo Demi rir.

Ele virou a cabeça para cima, para me ver melhor. Sua expressão era séria e eu sabia o que aquele olhar significava. Ele não sairia dali até que nos despedíssemos da maneira que ele desafiava. Mas nunca que eu faria isso, não para agradar meu irmão caçula.
Revirei os olhos e caminhei até Demi, lhe dando um rápido abraço. Forçamos um sorriso, mas logo desviamos os olhares e ambos ficamos um pouco desconfortáveis, claro. O que eu desejava era um beijo.

-Mas...
-Mas está na hora de nós irmos- completei, empurrando-o para casa.
-Tudo bem- bufou, se conformando- Tchau, Demi!- acenou sorridente, ela correspondeu.
Sussurrei um "tchau" e ela sorriu, se virando.

Continua...
Bom... deu a louca na escritora! hahaha é o que estão pensando? É quase isso... Na verdade deu a louca mesmo, mas existe um motivo... enfim, comentem muito, tá? Por favor... me digam o que estão achando... deem opiniões, tudo bem?Já já eu volto aqui para dar um aviso e eu peço que leiam. É coisa pequena e eu vou escrever agora mesmo, então por favor, entrem aqui para ler porque é algo que vocês precisam saber. Esses dois capítulos ficaram enormes e eu estou feliz por isso... hehe *-* Por isso eu não postei junto, para não ficar um post gigantesco...Obrigada por tudo e eu amo vocês <3

Beijemis, Bruna <3

9 comentários:

  1. NOSSSSSSSSSSSSSA !!!!M QRU JEMI JUNTOS DE NOVO =] MEU CORAÇÃO TA CHORANDO =[[[

    POSTA LOGOOO

    ResponderExcluir
  2. IDOHFUOWERYRWEOUWEROTHUEIORTWEORFHWJFSLFSDKFJWOEIRUQWOERUQWEPORUIWQEOPFJSKDLFHFOWEPRUWPER MENINA POSTA TUDO HOJE POR FAVOR?????????????????????????????

    ResponderExcluir
  3. A DOR NO CORAÇÃO CONTINUUUUAAAA!!!! :((((
    CHORANDO ETERNAMENTE COM ESSA SITUAÇÃO!!
    E CHORANDO PQ A FIC VAI ACABAAAAAAAAAAAAAAAAAAR!!!
    :(((
    ENFIM... vou dormir com o coração doendo de novo, e sonhar com Jemi voltando!! :)

    POOOOOOOOOOOOOOSTA LOGO TÁ?!
    BJS!! :**

    ResponderExcluir
  4. Ah não. Poxa, fiquei muito triste com esses dois capítulos. Eles nao voltaram e agora nem se falam mais :/
    O Joe tinha razão de ficar chatiado, mas ele nao precisava ter tido aquilo pra ela no café. E nem o Mikey tbm. Quase chorei quando jogou tudo aquilo na cara dela. Tudo bem q tinha um fundo de verdade naquilo tudo, mas era pra ele ter deixado o Joe se resolver com ela. :/ Nao gostei tbm da Demi ter ido pra casa do Lucas. Nada a ver. Foi outra burrada q ela fez.
    Bom Bruna, os caps foram divinamente divinos, só nao foram tão bom pq Jemi estão brigados, mas assim nao perdem a sua perfeição <33
    posta logo os próximos capítulos, estou esperando ansiosamente a volta de Jemi
    Te amo linda sz
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  5. amei 2 caps, mais foi triste...
    me doeu o coração por eles não estarem se falando direito. Tadinha da Demi... o mikey nao precisava ter falado com ela daquele jeito.
    Demi ficando com o Lucas...fala sério!!! muita burrice dela.

    To loka pra Jemi voltar.. ta muito triste...

    Posta maisssssssssss

    ResponderExcluir
  6. Pudiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim **--**
    Deus que saudades de voce s2
    Nao nao andei comentando pq nem tempo pra respiraar tive direito, provas e provas alias eu tenho aula agora mas acordei tarde e vou perder a primeira aula, e a primeira coisa que pensei foi em vir aqui e fiquei O.O
    Meu Deus sua fic ta perfeita, jemi se amando, brigas , jemi 'parando de se falar" NOSSA
    ...
    A unica coisa que nao gostei foi da Demi ter feito coisinhas com aquele doidinho : ((((
    Nao queria mesmo mas... acontece!
    AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH O QUE VAI ACONTECER TEM QUE POSTAR HOJE SE NAO EU LHE PERTUBO O DIA TODIIIIIIIIIIIIIIIINHO
    ..
    te amo s2

    ResponderExcluir
  7. AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA *O* que TRÁGICO............pqp pq o joe tinha q ter visto? nao..nao..nao... isso ta errado kkk ( ¬¬) pois é. juro kk FRANKIE JUNTE OS DOIS.. RÁPIDO! eu acredito em voce! kkk ta perfeito..to morrendo... posta LOGO bjs :)

    ResponderExcluir
  8. Brunaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! <3
    Meu Deus, os capítulos foram mega tristes de se ler! :( Pelo menos para mim, foram assim! O Mikey falando daquele jeito com a Demi foi horrível, mas o Joe meio que defendendo-a foi lindo! *-* AAAAAAAAAAAAAAAAAA eu não queria que eles ficassem assim! :( Os dois se amam, mas continuam brigando! Quando isso vai acabar?? Não aguento mais essas brigas deles! :( Apenas chateada porque a Demi ficou com o sem sal do Lucas! Não gostei disso também! u_u
    Estou em lágrimas porque a fic vai acabar! :'( Espero que o final seja lindo e que as próximas fics sejam perfeitas como essa! <3
    Posta logo! ;)

    Beijos, te amo muito! <3

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3