Visualizações

31 de ago de 2012

Be Yourself- Chapter 83


Chapter 83- Later...

-Bom dia- sussurrei ao descer os degraus da escada. Fez-se um incomodo silêncio e eu respirei fundo para não começar a chorar ali mesmo. Eu havia me esquecido que ninguém ali falava comigo e agora nem mesmo Joe fazia isso.
-Demi, nós... resolvemos que é melhor ir embora amanhã. Eu conversei com o Joe e ele está certo... semana que vêm já começam as aulas então eu acho uma boa ideia- Nick explicou, com a voz firme- Tudo bem para você?
-Claro- afirmei, porém nem me dei ao trabalho de sorrir- Era o que eu queria mesmo- sussurrei, mas alto o suficiente para que ouvissem.

Eu sabia que Joe havia dado essa brilhante ideia por causa do que havia acontecido. Percebia isso quando o encarava e via através de seus olhos uma tristeza angustiante que me machucava. Mas eu que todos ali haviam concordado com essa decisão por conta de mim também. Eu estava sendo algo insuportável para eles e estragava a viagem cada dia mais, eu percebia isso e eles não tentavam esconder esse fato.
Não era difícil distinguir o que Joe sentia. Estava sentado_ um pouco afastado dos outros_ encarando a xícara com a cabeça baixa e girando-a distraidamente. Não havia me encarado uma vez sequer, mas mesmo assim eu rodeava seus olhos com os meus. 

-Eu... vou arrumar minhas malas- murmurei.
-Espera- a voz de Ashley quebrou o silêncio. Por um segundo agradeci mentalmente por isso, até pensar em qual seria a pergunta. Virei-me para encará-la e esperei que continuasse- Você não apareceu ontem na fogueira... Foi bem divertido.
-Aliás, nem o Joe apareceu- Miley concluiu, confusa, curiosa.
-É, eu... não estava muito afim de ir- fiz careta, disfarçando e implorando para que elas não persistissem no assunto.
-E você, Joe?- Ok, elas persistiram.
-Não fiz nada de muito interessante... aliás foi só uma grande perda de tempo- murmurou, ainda concentrado no leite-  Deveria ter ido à fogueira invés de correr atrás do que não vale a pena- subiu a cabeça e me encarou por um único segundo. Sua expressão era serena, porém percebi uma coisa cínica ali e nesse meio tempo seu olhar já me disse muito.
-Epa, epa... o que aconteceu?- Ashley se meteu- Pensando bem... vocês não estão se falando... desde ontem... à noite. O que rolou, hein?- sorriu maliciosamente.
-Obrigada, Joe. Era o que você queria?- perguntei sem conseguir me conter- Joga logo na cara, fala de uma vez pra todo mundo- minha voz já falhava e meus olhos estavam marejados.
-Iii caraca... o que houve com vocês?- foi o que quase todos perguntaram enquanto Joe levava a xícara para a pia.
-Vamos deixar eles conversarem, gente- acho que nunca havia ficado tão agradecida à Nick.
-Não precisam sair, eu vou subindo- Joe avisou, imparcial, se dirigindo até a escada- Não tenho o que conversar com ela. Acho que já disse tudo- concluiu, seguindo até seu quarto.
Ele subiu e eu apenas tentei manter o controle. Todos me encaravam como se eu fosse um bicho de sete cabeças no meio de uma sala. Eu não queria aqueles olhares aterrorizantes e curiosos sobre mim e naquele momento eu quase saí correndo.

-Meu Deus, o que houve?
-São bipolares, os dois- Liam respondeu Miley, brincando.
-Não brinca com isso, Liam- Nick alertou- Não leva a mal é que vocês estavam tão bem, Demi...
-Você sabe muito bem o que aconteceu, eu tenho certeza que o Joe te contou- murmurei de cara amarrada.
-Aí, Demi, mesmo que tenha acontecido alguma coisa entre vocês, isso não é culpa nossa, tá?!- Mikey disse cínico.
-Eu.. sei disso, Mikey- respondi confusa, um pouco incomodada.
-Então porque fica sendo grossa com a gente? Cara, assim você não vai perder só o Joe, Demi. E é tudo culpa sua. Porque vocês transaram e depois você simplesmente desperdiçou todas as chances que tinha!- disse um pouco irritado.
-O que?- o encarei surpresa, triste por ele ter dito aquilo, daquela forma- Como...?
-Como eu sei? Fácil- sorriu cinicamente- Você não tem ideia de como o Joe tá. Ele não dormiu a noite toda e as seis da manhã tava aqui, sozinho. Eu e o Nick descemos e ele nos contou o que aconteceu.
-Porque ta falando isso?
-Primeiro de tudo, o Joe não nos contou isso colocando a culpa em você, pelo contrário. Mas eu acho que ele é idiota demais em sempre te defender. Porque você não merece ele, Demi. O Joe já fez tanta coisa por você... e eu não preciso dizer porque você já sabe.
-Mikey, para- Nick pediu- Você ouviu o que o Joe...
-Eu não to nem aí pro que o Joe disse, Nick. A Demi já ultrapassou os limites. Isso ta ridículo. Na hora de brincar com ele, você ta aí. E depois?- continuou. Eu não tinha palavras para dizer e ao menos conseguia abrir a boca.
-E na hora de transar com ele você estava aqui- Miley completou.
-O que vocês...- Joe apareceu de repente na escada, descendo e vindo até nós.
-Não se mete, Joe- Mikey pediu.
-Mas é claro que eu me meto, o que ta acontecendo?- perguntou confuso. Eu estava completamente sem reação.
-O Mikey....- Nick ia falando quando eu tomei coragem para sair dali.
-Obrigada, Joe- disse cinicamente, abaixando a cabeça e saindo dali, descontroladamente.
-Mas...- foi tudo que eu ouvi ele dizer antes de me jogar na cama e começar a chorar.

(...)

Mas não permaneci assim por muito tempo. Ainda enxugando as lágrimas, peguei minhas malas em um canto do quarto e coloquei-a em cima da cama. Depois comecei a jogar de qualquer forma todas as minhas roupas lá. Guardei tudo que me deu vontade e depois de um demorado banho, peguei meu celular e segui até a varanda.
No caminho, percebi um barulho de pessoas conversando, vindo do quarto de Joe. Me aproximei, com cuidado e ouvi Joe, Nick, Liam e Mikey. Joe parecia irritado e discutia com Mikey.

-Mas porque fez isso? Eu te pedi que não falasse nada!- Joe gritou.
-E daí, Joe? Você mesmo quase abriu a boca no café.
-Mas você viu como ela ficou? Porque acha que eu fui embora?
-Foi ela que te contou? Veio aqui chorando e você abraçou ela? Esqueceu de tudo e bancou o burro de novo?
-Não, ela não veio aqui porque nós não estamos nos falando. Não percebe isso?
-O que eu percebo é um cara completamente idiota. Você não ve? Acha que deve ficar defendendo ela sempre?
-Você não precisava jogar na cara, Mikey! Eu disse que não queria que ninguém soubesse!
-Joe, estamos entre amigos, pelo menos seus amigos. E eles tem o direito de saber o que acontece.
-Sim, eu concordo. O problema é que eu não transei sozinho, né, Mikey? Isso é a minha vida e a dela! Se eu te contei, era porque acreditava que não falaria sobre o assunto! Você viu o que você fez?
-Ó, ela saiu chorando. Grande coisa. Ela faz isso quase toda hora- revirou os olhos.
-Escuta, sou eu e a Demi. É a nossa vida e você não tem nada haver com isso, pelo menos não se for pra ficar falando por aí. Além disso, mesmo que você se meta na minha vida, não tem o direito de fazer isso com ela.
-Porque você defende ela assim, Joe?
-Eu achei que você gostasse da Demi, Mikey. Porque falar aquilo para ela?
-Eu me irritei com isso, Joe. Com o fato de ela nunca se decidir. Você não me respondeu.
-Eu a defendo porque você está errado. Não é porque tudo isso aconteceu que eu vou tratá-la mal. Mikey, isso sim é idiotice.
-Quer que eu peça desculpas a ela? Ou vai consolá-la?
-Você pode parar com isso, por favor? Esse seu sarcasmo já perdeu a graça a muito tempo.
-Aí, gente- Nick se meteu- Parem com isso. O que aconteceu aconteceu e já passou. Agora é melhor deixar como ta porque depois tudo se resolve. Não vale a pena brigar por isso. Joe, o Mikey agiu de um modo horrível, mas queria te defender. E Mikey, você sabe que a Demi é importante para ele. Então por favor, PAREM- exigiu.
-Tudo bem, desculpa, cara- Mikey disse e eles fizeram um toque de mão- Eu me desculpo com ela e com você também. Eu vacilei, não vou me meter na vida de vocês!
-Relaxa, cara, ta beleza- Joe disse.

--------------------------------------------------
Minhas mãos estavam presas na maçaneta da porta enquanto eu criava coragem para sair daquele quarto e conversar com Joe. Ou nem precisava ser uma conversa, eu só queria saber porque ele não falava mais comigo e o que significou aquilo que ele havia dito mais cedo. Quando ele foi embora na noite passada_ madrugada_ eu havia entendido que as coisas ficariam complicadas entre nós, sabia que sofreria. Mas não tinha passado pela minha cabeça que Joe poderia estar tão mal como Mikey dissera e também a possibilidade de ele não falar mais comigo me apavorou.
Não sei o que estava pensando, mas com certeza não esperava que fôssemos pular de "amizade colorida" para inimigos. Porém também me achava uma idiota por pensar que daria para voltar para a amizade depois do que eu disse ontem a ele.

Respirei fundo pela última vez e saí a sua procura. 

(...)

-Alguém viu o Joe por ai?- perguntei um pouco receosa às meninas que estavam na sala conversando e assistindo tv. Eu queria estar ali com elas, mas sabia que se elas me respondessem já seria grande avanço.
-Ele foi dar uma volta na praia- Vanessa disse.
-Nesse frio?
-É... mas eu te garanto que o tempo não é o que preocupa ele.

Encerramos o assunto ali e eu sabia que se tratava de mim. Será que todos sabiam que ele estava assim tão mal e eu não? 

Fui cabisbaixa até a praia, procurando por ele atentamente. Por algum motivo, a conversa entre Joe e Mikey me veio a mente. Eu não me lembrava de cada detalhe mas quando Joe dissera que não estávamos nos falando percebi que algo estava acontecendo, algo errado que eu não sabia explicar. Eu não estava por dentro da situação.

Se Joe havia decidido não falar mais comigo, ele não deu a entender ontem. Claro, ele estava chateado quando subiu para seu quarto mas eu achei que seguiríamos em frente com o que vinha acontecendo antes. Iludida eu.
Ao pensar por outro lado, ele havia me defendido e eu havia achado fofo ele discutir daquela forma com Mikey por mim. Agora eu nem me importava mais com o que havia ouvido, mas sim com Joe. Queria saber o que aconteceu.
-Ér... Joe- chamei um pouco baixo demais e até achei estranho ele ter ouvido. Estava sentado na areia desenhando alguma coisa com a ponta dos dedos, distraidamente.
Ele não virou a cabeça para me encarar, mas parou o que fazia.
-Oi, Demi- disse um pouco impaciente, sério.
-Eu queria falar com você- juntei todas as minhas forças para que isso saísse da minha boca.
-Não temos nada para conversar- afirmou.
-Porque não quer falar comigo?- questionei magoada e preocupada.
-Na verdade eu quero- corrigiu- Quero te pedir desculpas pelo que o Mikey disse hoje mais cedo, ignora- disse.
-Eu... já esqueci, não tem importância mais- sussurrei- Mas não foi por isso que eu vim aqui.
-Demi, eu não quero falar com você sobre mais nada- disse sério- Não me leva a mal, mas eu acho que não tem mais o que ser dito, nada vai mudar. Além disso eu não acho que seja uma boa ideia.
-É isso então? Você não vai mais falar comigo?- perguntei angustiada- Quando foi que você resolveu que seria assim, Joe?
-A gente pode conversar quando voltarmos pra L.A? Eu acho que agora não vai levar em nada- deu de ombros.
-Qual a diferença? Nós voltamos amanhã!
-A diferença é que talvez amanhã eu tenha coragem de te falar coisas que hoje não sairiam da minha boca por medo de te machucar.
Fiquei calada por um tempo, tentando processar o que ouvira. Quando ele havia tomado essa decisão? E isso queria dizer que amanhã ele não teria mais medo de me machucar?
-O que quer dizer com isso?- perguntei com o tom de voz baixo, receosa, não sabendo ao certo se queria a resposta.
-Que ainda é cedo. Demi... EU desisti, tá? É simples. Se você quer conversar, espere até eu me convencer de que não há volta.
-Não há volta?- me aproximei um pouco.
-Era aí que eu queria chegar- sussurrou- Se você vier com essa de "seja meu amigo" "ainda pode ter volta" eu acho que vou acabar caindo. Mas amanhã eu já vou ter na minha cabeça que foi tudo perda de tempo.
-Tudo foi perda de tempo pra você?
-Foi pra você, Demi?- me encarou, franzindo o cenho.
-É claro que não- neguei.
-Porque não foi você quem foi enrolada.
-Eu não te enrolei, Joe. Só pedi um...
-Tempo para pensar?- completou, com um sorriso triste- Você poderia pensar durante os próximos cinquenta anos se deixasse. Você não consegue se decidir, Demi. E eu cansei disso.
-Mas e tudo? Tudo que aconteceu enquanto estávamos aqui?
-Se refere à....
-A amizade- conclui- Isso que nós tivemos.
-Conversamos depois- disse simplesmente, se levantando, tirando a areia das mãos e seguindo em frente.
 
Continua...


Um comentário:

  1. ain tadinho do Joe, cara vou chorar :'(
    não acredito que isso ta acontecendo! eles tem que voltar logo :(
    tava perfeito

    posta logoo

    beijos

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3