Visualizações

12 de jul de 2012

Be Yourself- Chapter 58


Chapter 58- Stay...?

-Porque... ah, era pra ser tão bom, tanto pra mim... quanto pra você, Joe. Mas eu sinto que nunca é... completo. Porque sempre depois que a gente transa eu venho com alguma coisa que atrapalha e você tem que vir até mim e ficar tentando me acalmar. Isso é ridículo, eu sinceramente não sei como você aguenta.
-Também acho ridículo, eu te disse isso- afirmei, parado ainda "longe" dela.
Ela me encarou confusa- Mas....
-Você acha que eu sempre vou te falar "ah, Demi, não chora" "não, para com isso, você está errada" ...- revirei os olhos- Mas sim, é ridículo- andei até ela- Você se importar com algo assim- continuei, forçando um sorriso- Não acho ridículo o fato de sempre acontecer alguma coisa depois que a gente transa, isso... sei lá, é estranho e horrível, mas não é culpa sua- garanti, rindo.
-Tudo bem, tudo bem- concordou rindo- Não é culpa minha, mas foi ridículo o que eu fiz.
-Não, não foi. Eu já te expliquei que eu entendo como se sentiu. E olha, eu não me importo, o que você fez não teria o mínimo significado pra mim se você não estivesse aqui chorando por causa isso.
-Eu sou tão idiota- resmungou triste, sentando na areia.
-Falar mal de si mesma não vai adiantar em nada- falei em tom despreocupado, indo até lá e me ajoelhando atrás dela.
-Eu sou tão burra.
-Para com isso, vai- pedi rindo, abraçando-a por trás- Eu já te falei que é besteira, não liga pra essas coisas, esquece isso, apaga da sua memória.
-Ta legal, você conseguiu- virou a cabeça para me encarar, ficando a centímetros de distância do meu rosto, forçando um leve sorriso.
-Pode me dar um beijo, por favor?- pedi, fazendo uma cara triste- E já que você mencionou, eu realmente não acho justo isso, você nem falou direito comigo, não me deu um beijo. Pois é Demi, deveria ser bom tanto pra mim quanto pra você- U.u
-Ó que drama- soltou uma gargalhada e me deu um selinho, que logo se transformou em um beijo cheio de amor e carinho.
-Banho de mar noturno?- sugeri, com um sorriso sapeca, ainda abraçando-a.
-Vamos nessa- sorriu empolgada e se levantou.
------------------------------------------

-Ai, ta gelada- resmungou.
-Vem cá que eu te esquento- sorri e ela se aproximou rindo, jogando os braços ao redor do meu pescoço.
-Obrigada, tá?- sussurrou em meu ouvido, com seu rosto escondido em meu pescoço.
-Eu te amo, tá?- acariciei seu cabelo, depositando um beijo ali.
-Como você consegue, hein, Joe?- perguntou. Eu sentia muita curiosidade em sua voz.
-Consigo o que?- perguntei rindo, sem entender.
-Você... você é incrível... nenhuma pessoa na face da Terra é mais fofa e carinhosa que você- disse em meu ouvido- Eu juro que nunca vi ninguém tão paciente assim... e olha que você só tem 18 anos! Como pode? Geralmente pessoas da sua idade são idiotas, não estão nem aí pra nada...
-E tratam uma garota como um nada?- arrisquei, completando o que ela falava.
-Exatamente...
-Eu só... sei lá... tento te dar o meu melhor, te tratar como você merece- afirmei- Você é um anjo, Dems... Eu to falando sério- me afastei acariciando seu rosto.
-Você definitivamente me surpreendeu, Joe- sorriu de lado- Eu me sinto tão bem com você... você me faz sentir tão bem.
-Você também me surpreendeu- afirmei, sorrindo- Mais ainda por ter confiado tanto em mim... mesmo me conhecendo.
-Eu te amooooooo- disse sorrindo, me abraçando e prendendo suas pernas em minha cintura.
Sorri e lhe dei um selinho, segurando inocentemente em suas coxas.
-É tão bom ficar aqui... a noite está deliciosa- comentei.
-Sabe, eu... sempre odiei praias...- disse, rindo sem humor.
-Porque?
-Sei lá... não me sentia bem com um biquíni, em um lugar com tanta gente me olhando...- deu de ombros.
-Que bom que você mudou de ideia, né?!- sorri, fazendo com que ela risse- Fala sério, você de biquíni é a visão do paraíso!
-Idiota- me deu um leve tapa, rindo.
-Não, mas agora é sério... você sempre pareceu tão confiante...- comentei confuso- Demi... agora que eu te conheço tão bem assim... como conseguiu? Quer dizer, não é fácil uma pessoa como você fingir ser alguém tão diferente.
-Alguém como... eu?- me encarou com um pequeno sorriso.
-Ah, você sabe- disse- Tão tímida, quieta, no seu canto... você tem vergonha até de mim- ela riu- É difícil imaginar como você conseguia, e também é complicado... porque eu sei muito bem o que aqueles garotos falavam para você.
-Ciúmes agora?- sugeriu sorridente.
-Não, boba- neguei, rindo- Mas... eu simplesmente não posso fingir que nunca ouvi nada- disse.
-O que a gente não faz por amor, não é, Joe?- perguntou com um sorriso tímido, encantador.
-Você não fez tudo isso porque me amava- respondi confiante.
-Não foi só por causa disso, mas foi por você que eu continuei... com tudo aquilo por tanto tempo...
-Foi por causa disso que você disse que não queria mais nada comigo?- ergui a sobrancelha.
-Uma burrada, né?- fez careta, eu ri- Eu achei que fosse funcionar...
-Não importa- disse- Estamos juntos agora e dessa vez é definitivamente real- garanti.
-Sabe o que é estranho?- perguntou, enquanto eu a encarava, curioso- Pensar que você se apaixonou por quem eu sou de verdade.
-Mas é claro que eu me apaixonei por quem você realmente é, Demi- respondi confuso.
-Não, é que... eu mudei tanto durante os últimos anos, para chamar a sua atenção e tudo bem, eu consegui. Mas no final...- riu sem humor- Acabou que nada disso valeu a pena. Foi um começo pro que nós temos agora, mas... sei lá...
-Você sabe que eu sempre gostei de você, Dems- disse- Eu já te falei isso. Eu não te via como eu vejo hoje, mas foi lá que eu comecei a descobrir o que eu sentia por você.
-Sim, eu sei... valeu a pena por esse lado- riu- Só que... talvez eu pudesse ter me poupado se fosse diferente.
-Não importa mais, Demi- acariciei seu rosto- O que existe entre nós tem uma relação muito forte com tudo que já aconteceu, e talvez, se tivesse sido diferente, nós não estivéssemos aqui.
-Você está certo...- suspirou, encostando sua cabeça em meu peito- É que eu tenho essa mania horrível de sempre pensar em como tudo poderia ter sido- deu de ombros.
-O nosso passado... Apesar de você querer... "esquecer"- disse- Significa muito. Não sei se é para você como é pra mim, mas sinceramente, eu não mudaria nada que aconteceu entre a gente.
-Eu também não. Independente de me sentir um lixo as vezes- riu sem humor- Era tudo tão bom quando eu estava com você...
-Tudo que eu passei com você, todos os momentos, vão sempre estar guardados bem aqui, no meu coração, tá?- ela se afastou e me encarou, com uma carinha linda e um sorrisinho fofo- Eu nunca vou esquecer nenhum momento, tudo foi incrível.
-Também nunca esquecerei, tá?- sorrimos juntos e selamos nossos lábios.
-----------------------------------------------------------------

-Bom... acho que chegou a hora do boa noite...- comentei tirando meu braço de seu pescoço, segurando suas mãos e ficando de frente para ela.
Faziam algumas horas desde que havíamos saído da praia. Depois do banho de mar noturno a noite começou a ficar realmente fria e então decidimos voltar para casa. Claro que não podia ter sido assim tão fácil. Andamos durante uns 40 minutos antes de percebemos que estávamos completamente errados, na direção errada. As conversas, risos, histórias, fizeram com que nos perdêssemos sem nem mesmo nos darmos conta disso. Mais 1hora e cerca de uns 50 minutos andando e chegamos em casa.

-Eu... posso te pedir uma coisa?- perguntou um pouco tímida, sorrindo.
-O que?- sorri, curioso, enquanto balançava distraidamente nossas mãos, unidas.
-Fica aqui essa noite?- perguntou, fazendo uma careta engraçada.
-Eu... claro que eu fico, meu amor- sorri, ainda bem surpreso pela pergunta.
-Obrigada- forçou um lindo sorriso, desviando o olhar.
Soltou uma de suas mãos da minha, me puxando na direção de sua casa.
-Maaaas- a puxei de volta, sorrindo- Antes vai ter que me responder- ela me encarou confusa- Porque quer que eu fique?
-Eu... não sei muito bem- abaixou a cabeça- Acho que fiquei meio sensível de umas horas para cá... estou me sentindo meio carente...- sussurrou, voltando seu olhar para o meu.
-Awn- acariciei seu rosto, sorrindo- Eu fico sim- lhe dei um rápido, porém carinhoso, abraço- Só preciso buscar uma roupa seca e tomar um banho- fiz careta.
-Isso não é problema- sorriu- Tenho roupa sua aqui e você pode tomar um banho- afirmou.
-São 2:30 da manhã...- comentei- Não vai atrapalhar? Sei lá, os seus...
- Meus pais não estão em casa, não vai incomodar- me interrompeu, rindo.
-Se é assim, vamos lá- caminhamos juntos até seu quarto.
-----------------------------------------------------------------------------------

Demi on:
-A senhorita pode me dizer porque está tão... carente?- perguntou enquanto saía do banheiro e caminhava até mim, na cama.
-Sinceramente?- me aconcheguei em seus braços, quando ele se sentou ao meu lado, me abraçando- Eu não sei muito bem... eu queria ficar com você- respondi- Estava me sentindo meio vulnerável... não sei ao certo- fiz careta.
-Eu faço isso passar rapidinho- sorriu e me deu um beijo estalado na bochecha.
Passaram-se alguns minutos. Tudo parecia calmo, tranquilo. O silêncio era preenchido apenas por palavras carinhosas que vinham de Joe. Seu toque era macio e sua pele quente, em contato com a minha. Nossas mãos entrelaçadas faziam com que eu me sentisse calma, despreocupada e seus braços ao meu redor transpassavam segurança, proteção.

-Amanhã é praticamente nosso último dia de aula nessa semana, né?- perguntei depois de um tempo, afim de puxar assunto.
-Sim...não temos aula no resto da semana, e depois da próxima semana, que é a última... férias- sorriu- O que significa.. viagem- depositou um beijo em meu pescoço.
-Isso é bom... essa semana também é a festa da Ashley...- comentei- Boates não são legais- fiz careta.
-Você vai se divertir- garantiu, rindo.
-Só porque você estará lá- U.u
-Que linda- riu e me deu um selinho.
A noite foi normal. Mas claro, ao mesmo tempo diferente, porque Joe estava alí. Dormimos abraçados e passamos a maior parte do tempo conversando. Tiveram beijos e tudo mais, porém foi tranquilo e calmo. Ele sempre me fazia rir e eu me sentia cada vez mais protegida por ele. 

-Eu te amo- sussurrou, colocando uma mecha de cabelo minha para trás.
-Eu também amo você- sorri com o rosto próximo do seu, apoiando a mão em sua nuca.

Continua...
Oi :) Gostaram? :D Bom, MUITO obrigada pelos comentários, eu fiquei muito feliz, de verdade! *o* Vamos continuar comentando, tá? Eu li todos os comentários e amo vocês, muito <3 <3 


Beijemis, Bruna *-*

6 comentários:

  1. awwwwwww morri de tanta fofura com essa capitulo <33333333333333 ain que lindos esses dois hsauhsau
    Mais tipo a Demi não vai perguntar nada pro Joe sobre a Selena? porque se não me engano tem um capitulo que ela escuta a selena falando pro Joe não contar nada pra ela não é? ou eu to enganada?
    Posta maaaaaaaaaaais :D

    ResponderExcluir
  2. awonn gente que lindo isso deles né eu adoreiiiiiiiiii mesmo está demais sim claro que gostamos heheeh posta por favor logo :) <3 :)

    ResponderExcluir
  3. aaaaaaaaaaaaaa que lindos ele nossa que coisa cute :) eu amei posta logo por favor :)

    ResponderExcluir
  4. que lindos esses dois!! *.*
    amei o capítulo, amei o Joe nesse capítulo, assim como em todos os outros... pq ele é um fofo!! *--------*
    PERFEITO COMO SEMPRE!
    status: esperando o próximo capítulo :)
    bjos =**

    ResponderExcluir
  5. Voltei kkkkkkkkk Linda, tem selinho pra ti no meu blog http://jemi-everlasting.blogspot.com.br/2012/07/selinhos-capitulo-28.html =D

    ResponderExcluir
  6. Brunaaaaaaa! <3
    "Awwww" foi tudo que eu disse durante praticamente todo o capítulo. hahaha Sério, foi perfeito! Mas, quando não é? :D Foi muito lindo, o Joe sempre fofo e mega apaixonado e a Demi carente. haha Nem sei o que falar porque estou in love! *_*
    A viagem está chegando! \O/ Ebaaa! haha :D Caramba, eu não lembrava que ainda tem a festa da Ashley! :( God, como eu pude esquecer?! :O E o Nick e a Selena?
    Posta logo! <3
    Beijos, te amo! <3

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3