Visualizações

2 de jul de 2012

Be Yourself- Chapter 53


Chapter 53- Take a rest...


Ela se levantou lenta e cuidadosamente, permanecendo com sua mão entrelaçada a minha. Fiz o mesmo que ela e me aproximei, ficando bem perto e olhando dentro de seus olhos. Seu olhar me passava tranquilidade, fazia com que eu me sentisse mais culpado ainda por tudo. Agora eu só queria que ela sentisse o meu amor, sem nenhum medo e receio, apenas desejo.


Juntei nossos lábios com calma, iniciando o beijo com um delicado selinho, que depois foi se aprofundando e ficando mais intenso. Segurei em sua cintura e com cuidado fomos andando- um pouco desajeitadamente- até dentro do quarto. Suas mãos bagunçavam meu cabelo enquanto eu acariciava sua nuca.
Era um beijo calmo, tranquilo, sem muita pressa. Aos poucos fomos chegando perto da cama e eu me sentei, trazendo-a junto a mim, fazendo com que prendesse suas pernas ao redor da minha cintura. 


Rapidamente virei ficando por cima dela.
Suas mãos foram até minha nuca, enquanto eu acariciava sua coxa. Ela acariciou meu rosto, de olhos fechados, quanto nos beijávamos. Fui lentamente subindo sua blusa e ela levou suas mãos até meu peito, me empurrando levemente para trás.

-Desculpa, eu... não to muito em clima, Joe- sussurrou, desviando o olhar.
Me afastei com cuidado, abaixando calmamente sua blusa. Me sentei a sua frente- ela ainda não olhava diretamente em meus olhos- e acariciei seu rosto, forçando um sorriso.

-Ta tudo bem entre a gente, não ta?- perguntei um pouco receoso.
-Não, não é isso- negou rapidamente.
-Olha pra mim- pedi calmo, ela logo obedeceu.
Seus olhos brilhavam, ela me encarava timidamente.
-Ta tudo ótimo entre a gente, eu juro- forçou um sorriso- Só... não sei.. eu acho que- suspirou- Não to muito disposta- sussurrou.
-Eu não quero que nada mude entre a gente por causa do que aconteceu- pedi- Não quero que fique me evitando achando que eu vou fazer alguma coisa...
-Ei, fica tranquilo- me interrompeu- Sei que não vai fazer nada- afirmou sorrindo- Também não vou te evitar. Não mudou nada entre a gente- garantiu, segurando minha mão.
-Então o fato de você não querer não tem nada haver com o que eu fiz?- perguntei para me certificar.
-Você não fez nada, esquece isso- pediu- E não, não tem nada haver- me puxou delicadamente para mais perto- E... não é só porque está tudo bem entre nós que eu não posso...
-Relaxa, Dems- Interrompi rindo, me inclinando para frente, depositando todo meu peso em minhas pernas apoiadas no colção e ficando levemente por cima dela.
Lhe dei um beijo no topo do nariz, fazendo com que ela sorrisse. Comecei a fazer cosquinha nela, enquanto Demi gargalhava e se remexia na cama.

-PARA JOE!- gritou rindo, tentando me empurrar.
Eu não parava. Minhas mãos freneticamente faziam cosquinha nela, nós dois ríamos juntos. Demi tantava me afastar, sempre falhando em suas tentativas. 
-Volta aqui!- corri atrás dela, quando finalmente conseguiu sair correndo.
-Ah!- gritou gargalhando- Me solta- ela se contorcia toda, por causa do que eu fazia.
-Shiii, meus pais vão acordar- sussurrei rindo, sem parar com as cócegas.
-Então para!- pediu, rindo cada vez mais.
-A sua risada é muito gostosa- disse em seu ouvido, abraçando-a por trás.
-Meu Deus! Joe, você quer me matar- disse colocando a mão sobre o peito, respirando com dificuldade e ainda rindo um pouco.
-Ei, calma- segurei em sua cintura, rindo.
-Eu preciso respirar- afirmou- Porque me encher de cócegas?- O.o
-Me pareceu uma boa ideia- dei de ombros.
-Olha isso- segurou minha mão e a puxou, apoiando delicadamente sobre seu peito, fazendo com que eu sentisse seu coração batendo rapidamente.
Fui me aproximando mais, colando mais nossos corpos, até encontrar um contato satisfaório, uma distância resoável. Prendi de forma delicada minha mão na minha camisa- que ela usava- precionando mais contra seu peito. Sua respiração foi alterada, dando lugar a longos suspiros, como se respirasse com certa dificuldade, procurando ar. Coloquei minha outra mão em seu ombro e, sem tirar minhas mãos de onde estavam, fui para trás dela, colando nossos corpos por trás e colocando minha cabeça entre seu pescoço e ombro. 


Deslizei minha mão que antes estava em seu peito até sua nuca, fazendo um carinho confortante. Ela fechou os olhos e suspirou profundamente quando voltei minhas mãos para onde estavam antes, porém dessa vez mais na direção de seu seio. 
O envolvi com minha mão, de forma calma e carinhosa. Deslizei minha mão, fazendo carinho com meus dedos e pressionando mais. Tanto minha mão quanto nossos corpos. Deixei que minhas mãos passassem freneticamente pelo seu tronco, beijando seu pescoço. Ela segurou meu braço, de forma calma, mas não com a intenção de tirar minha mão dali. 


Minha mão se voltou para seu pescoço novamente, sempre deslizando por seu corpo e com rapidez eu a virei, fazendo com que ficasse de frente para mim e nossos olhares se encontrassem. Juntei nossos lábios, com muito amor e calma. 


Depositei uma de minhas mãos em seu quadril, de forma inocente, apenas trazendo-a mais para perto de mim. Minha outra mão em sua nuca, fazia um carinho em seu rosto com o polegar. Nossas respirações estavam ambas falhadas, alteradas. Colamos nossas testas, afim de respirar.
-Agora que já está mais calma, acho que podemos continuar- sorri travesso. Ela me encarou arregalando os olhos e saiu correndo novamente.
-Fique onde está, Jonas!- gritou de cima da cama- Eu tenho uma arma e não tenho medo de usá-la- ela se referia a seu sapato.
-Eu não tenho medo disso- revirei os olhos.
-Já viu o tamanho dos saltos?- disse- Pode ser perigoso- avisou.
-Eu mereço- a encarei rindo e pulei na cama, abraçando-a. Logo caímos os dois, rindo como loucos.
-Seu idiota- me deu um tapa de leve, enquanto gargalhava.
-Não sou idiota- sussurrei enquanto dava beijinhos em seu pescoço- Você é muito chatinha, sabia?- perguntei, ela riu.
-Você é irritante- me empurrou de leve.
Foi suficiente para que caíssemos os dois no chão. Já que estávamos bem na beirada do colchão, não foi difícil. Ela caiu por cima de mim, logicamente amorteci sua queda. Éramos dois gargalhando, como nunca antes.

-Sua desastrata- disse- Ta vendo o que você fez?
-Bobo- me deu língua- Foi culpa sua!
-Claro, porque eu amo me estabacar no chão, Demi. Eu e ele somos íntimos, não sabia?- perguntei irônico, ela riu.
-Eu também caí, se você não percebeu!- disse obviamente.
-Mas caiu em cima de mim- afirmei- Eu acho que não levanto daqui nunca mais.
-Deixa de ser dramático- murmurou- Foi só uma quedinha. Vai dizer que nunca caiu da cama enquanto dormia?
-Não- O.o- Muito menos com uma mulher em cima de mim, me batendo e me empurrando- resmunguei.
-Para de reclamar...- revirou os olhos.
-Para de ser folgada- a encarei, enquanto ela ria.
-Ah, quer que eu saia?- perguntou, prendendo o riso- Ta legal...
-Escuta, eu já estou todo quebrado- disse- Ficar quebrado e sozinho não é legal.
-Então quer que eu fique?- sorriu travessa.
-Quero que me ajude a levantar- disse obviamente, ela me encarou decepcionada.
Rímos os dois e logo eu levantei.
-Estou cansada- suspirou, deitando na cama.
-Estou cansado e quebrado- sorri cinicamente.
-Vem cá, seu chato- estendeu a mão, me chamando.
-Sua linda- me aproximei, segurando sua nuca e lhe dando um beijo.
Ela sorriu e eu me sentei ao seu lado, segurando-a em meu colo.
-Sabe, isso está virando rotinha- comentou- Há duas noites que a gente não dorme- levantou uma das sobrancelhas.
-Desculpa, mas é você quem acorda no meio da noite- disse.
-É, realmente fui eu que levantei pra tomar banho as 2 da manhã- revirou os olhos.
-O que você queria que eu fizesse? Você não olhava na minha cara nem falava comigo. Eu estava me sentindo super mal por ter feito aquilo com você, porque percebi que você estava mal- expliquei.
-Uau, você demorou a perceber- O.o
-Demorei a perceber a burrada que eu tava fazendo- concertei- Além disso, você não estava dormindo- afirmei.
-Como pode ter tanta certeza?- perguntou curiosa, com um leve sorriso desafiador no rosto.
-Sei lá, eu apenas sabia- dei de ombros.
-Ta, eu não estava dormindo- se deu por vencida- Mas porque fingiu que não sabia?
-Entendi que não queria falar comigo- disse- Eu resolvi levantar e esfriar a cabeça. Talvez você só quisesse ficar sozinha- dei de ombros.
-Eu te amo- sussurrou de um jeitinho fofo, me dando um beijo na bochecha. Sorri.
-Mas vem cá, se eu não tivesse levantado, o que a senhorita faria?
-Eu acho que ficaria ali, fingindo, até você dormir- disse pensativa.
-Era uma boa ideia- disse- Você está com sono?- perguntei acariciando sua bochecha.
-Eu estava, desde hoje de manhã. Acho que foi porque não dormi muito na última noite- me lançou um olhar engraçado, eu ri- Mas... eu não consegui dormir.
-E agora?
-Bom, depois do ataque que eu sofri- sorriu- O sono sumiu, acho que despertei.
Sorri para ela e lhe dei um selinho. Me ajeitei na cama, fazendo com que sua cabeça ficasse deitada em meu colo e o resto de seu corpo encolhido nas cobertas da cama. Ela depositou as mãos em minhas pernas e fechou os olhos, com um sorriso no rosto enquanto eu brincava com seu cabelo.

-Descança um pouquinho, meu amor- sussurrei.
Com os olhos ainda fechados, ela sorriu mais uma vez. Aos poucos foi se acalmando e logo adormeceu em meu colo.


Continua...
Oieee :) Como vocês estão? :DDD Bom, aí está! Comentem muuuuito e eu fiquei muito feliz com os comentários! *o* hehe amo vocês <3 Depois eu respondo os comentários ou falo com vocês no próximo capítulo! \o


Beijemis, Bruna *-*



9 comentários:

  1. PRIMERA :DDDD
    To aqui de repouso e nada melhor do ler suas historias, quando vi o capitulo novo tipo surtei kkk tá cada dia mais perfeito ~comoconsegue?~ e vc tá melhor? tá tudo bem?
    Posta logo
    bjs
    ASS: Cami

    ResponderExcluir
  2. tá cada vez melhor
    posta por favor!!!

    ResponderExcluir
  3. nossa que lindoooooooo amei :) posta logo

    ResponderExcluir
  4. *.* que lindo esses dois!!!
    amando cada vez mais essa fic!!
    de vdd, é muito perfeita!!!
    adoro o detalhismo que vc tem em descrever as cenas é simplesmente perfeito!!
    Parabéns!! :)
    posta logo tá?!
    bjinhos =**

    ResponderExcluir
  5. aw que capitulo lindo :3
    Posta mais :)

    ResponderExcluir
  6. Brunaaaaaaaaaaaa! <3
    Vou ser breve hoje porque não estou muito bem. O capítulo foi lindo, perfeito e mega fofo! O Joe e a Demi caindo da cama foi muito engraçado. Já te falei que amo a fic né? Pois é, eu amo cada dia mais. <3
    Só quero saber quando o Joe vai contar sobre a Selena. Apenas isso me deixa curiosa no momento! hahahaha :D
    Posta logo!

    Beijos, te amo demais tá? <3

    ResponderExcluir
  7. eles podem ate ficar triste um com outro mais sempre o amor vai falar mais alto :) eu estou amando a sua fic parabéns

    ResponderExcluir
  8. ahhhhhhhhhhhhhhh que lindo eles são perfeitos juntos :) posta logo

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3