Visualizações

15 de jun de 2012

Be Yourself- Chapter 44


Chapter 44- You're the one...



Joe on:
Tomamos um banho e descemos de mãos dadas, indo até a sala. Quase desequilibrando dos degraus, por causa das risadas, nem percebemos um movimento "diferente" pela casa. Na cozinha e na sala, não havia ninguém, apenas Frankie, com cara de sono, tomando seu café. Apesar de não termos aula hoje, não estava tão tarde assim. Além disso, eu podia ouvir algumas vozes vindas de lá de fora.

-O que ta acontecendo, em?- perguntei curioso, falando comigo mesmo.
-O aniversário do Nick, que eu acho que você esqueceu- Frankie disse, rindo.
-Esqueci mesmo! Caraca... eu não fazia ideia- passei uma das mãos pelo cabelo.
-Aniversário dele?- Demi perguntou, surpresa.
-Sim...- assenti- E eu acho que a família toda está aqui- comentei- Frankie, você TEM que dar um jeito de me ajudar. Arruma uma desculpa qualquer e diz que eu já volto. Mas tem que ser convincente. Enquanto isso eu vou comprar alguma coisa pra ele...- disse correndo até a mesinha, pegando a chave do carro.
-Fica tranquilo, já sei até o que vou falar- sorriu orgulhoso- Que você estava ocupado demais com a Demi e se esqueceu.
-NÃO!- Demi disse rapidamente.
-Ah, porque?- perguntou triste.
-Frankie, escuta- me aproximei, tomando cuidado para que ninguém me visse- Ele NÃO pode saber que eu me esqueci. Preciso de cobertura até voltar. Por favor. Se alguém perguntar por mim, pode dizer que eu to no quarto com a Demi, que você foi lá falar comigo, sei lá. Diz que eu to dormindo.
Demi me encarou de cara feia e eu ri, achando engraçada a cara dela.
-Ta legal...- concordou ele.
-Volto já- disse- Vem, Demi.
Segurei sua mão e sai correndo, a arrastando junto comigo. Ela tentou protestar, mas logo desistiu. Fomos cuidadosamente até a garagem. Passamos pelos fundos da casa, tendo uma visão- não muito boa- do jardim. Havia muita gente ali. Não só parentes, como amigos também. Alguns na piscina, outros jogando bola ou se agarrando em um canto. Como eu podia ter esquecido? Claro, Frankie estava certo, ocupei toda a minha cabeça com Demi. Entramos no carro, e eu saí em disparada, sem saber para onde ia.

-Joe... para onde nós vamos?- Demi perguntou.
-Sei lá... shopping eu acho. Qualquer lugar que venda um presente decente para o Nick...- respondi, atento ao trânsito.
-Olha como você me fez sair vestida! Aaaah...- resmungou, balançando a cabeça em reprovação.
-Aaaah, nem vem! Olha como EU estou!- disse, sorrindo.
Uma calça preta de ginástica, chinelos e uma blusa. 
-Mas você fica lindo de qualquer jeito- disse como se fosse óbvio- Já eu...
-Também, Demi- disse rindo- Você é linda naturalmente.
-Tudo bem....- deu um leve sorriso- Somos um lindo casal!- disse animada, com convicção.
Apenas ri de seu comentário.
-Lembra daquele trabalho?- esse assunto me veio na cabeça repentinamente.
-Trabalho....?!?!- pensou um pouco- Ah claro! É verdade! Eu apaguei tanta coisa da minha cabeça, que quando lembro daquela época... nem parece que éramos nós...
-Pior que é mesmo...- fiz careta- Tudo mudou, completamente- dei de ombros- Mas... o que vai dizer sobre mim?- quis saber, curioso.
-Você verá na hora- U.u
-Não, é que... eu nem sei o que falar...
-Fica tranquilo, ainda tem tempo. Até lá você consegue pensar em alguma coisa.... eu também não sei- rimos juntos.
Depois de alguns minutos de silêncio, Demi deu um "grito".
-O que houve?- perguntei assustado.
-Caraca, Joe... eu me esqueci completamente- colocou o rosto entre as mãos- Meu pai viaja hoje! Daqui a pouco ele deve estar saindo de casa.... Se eu não estiver lá ele me mata. Me deixa aqui, eu vou a pé- disse colocando a mão na maçaneta da porta.
-Eu te levo lá, a gente ta pertinho- segurei sua mão, a impedindo.
-Ta doido? Você ta com pressa! Compra o presente do Nick e depois a gente se fala- forçou um sorriso.
-Doida está você!- revirei os olhos.
Dei a volta no caminho com o carro, chegando rapidamente a casa de Demi. Tive que calá-la com um beijo, para que parasse de reclamar. Até que foi uma ótima ideia.

-Depois a gente se fala- sorriu, me dando um selinho.
-Posso passar aqui pra te buscar depois?- perguntei.
Ela apenas assenti e saiu do carro antes que eu pudesse falar qualquer coisa. Fui rapidamente até o shopping, tentando manter o foco. Deixar de pensar em Demi era realmente impossível. 
Comprei um presente para Nick, a primeira coisa que eu vi- para não perder muito tempo- e continuei a andar, indo fazer uma coisa que me veio em mente.
----------------------------------------------------------------------

Demi on:
Saí do carro de Joe e fui direto ao encontro de meu pai. Nos despedimos rapidamente, por sorte ele já estava atrasado e não teve tempo para questionar onde eu havia passado a noite. Segui para o meu quarto, pensativa. Eu só queria dizer a Joe: "não, eu não vou a essa festa" mas sabia que, além de não ter coragem, ele daria um jeito de me convencer, ou talvez fosse capaz de até ficar aqui comigo. Coloquei uma roupa confortável, fui até o armário e peguei um dos presentes que minha mãe geralmente deixava para situações necessárias e me joguei na cama. 


Eu ainda estava abalada, não tinha como enganar ninguém. Era estranho, eu me sentia mal e maravilhosamente bem ao mesmo tempo. Tantas coisas aconteceram em um dia.... Em um momento eu só queria sumir e não ver mais o rosto de ninguém para o resto da vida. Depois, tudo aconteceu perfeitamente bem. A noite incrível e todo o resto relacionado a Joe. Eu consegui esquecer o que havia acontecido.


Durante esses dias, eu não tive tempo de pensar em nada, e agora tudo voltava em minha cabeça. Todas as palavras de Nick, o jeito como eu sempre agi e os olhares sobre mim. Tudo parecia tão errado, mas eu parecia errada ao mesmo tempo. De repente, bateu uma incrível vontade de chorar, colocar tudo aquilo para fora de alguma forma. Não era isso que eu queria, devia ser forte e aguentar, afinal, agora tudo estava bem. Mas depois de aguentar tanta coisa sem fazer nada, apenas... "deixar passar" eu sentia que era a hora de esquecer essa besteira de "está tudo bem agora" e desabafar do único jeito que eu achava bom. As lágrimas eram minha única opção agora, elas me ajudariam. 


Foi um sentimento, uma sensação estranha. Meu coração batia forte e parecia que meu corpo estava sendo "invadido" por uma espécie de "desespero". Tentei me controlar ao máximo, porém as vezes, tínhamos que fazer o que tínhamos vontade. E talvez eu realmente me sentisse melhor. Eu só queria... tirar um peso das minhas costas e me sentir melhor. Podendo realmente dizer "está tudo bem".


Peguei meu celular, que estava ao meu lado. Quase 1h já havia se passado, então disquei o número de Joe. Meus dedos tremiam e meu olhos ardiam. Eu não sabia explicar o porquê. Rapidamente ele atendeu, com sua voz doce, fazendo com que eu respirasse fundo tentando me acalmar.

-Oi, meu amor- ele disse.
-Joe...- pedi controlando minha voz- Você... pode vir aqui agora, por favor- pedi, me rendendo a algumas lágrimas.
Limpei-as rapidamente, fechando os olhos com força.
-Como... assim? O que houve- perguntou confuso.
-Me ajuda...- pedi, não conseguindo controlar minha voz falha.
Eu queria só Joe, meu amigo nessa hora. Alguém que pudesse me dar carinho, consolo. Um ombro amigo para chorar.
-Demi, o que aconteceu? Você ta bem?- ele estava claramente preocupado, até demais. ele estava muito preocupado, eu sentia isso em sua voz. Não queria causar isso nele, mas não dava para tranquilizar ninguém agora.
Não consegui responder. Apenas solucei por causa do choro, tentado não desabar em lágrimas alí.
-Calma, meu amor- pediu- Você ta em casa?
-Sim... só... vem aqui. Eu preciso de você- sussurrei.
-Eu já to indo, chego em segundos- disse.
-Tudo bem, eu te amo- sussurrei e desliguei o telefone.
Sentei em um canto do quarto. Eu tentei me controlar, para que não parecesse uma desesperada chorando horrores... mas não funcionou muito bem. 

----------------------------------------------------

Foram cerca de 5 minutos até que ele entrasse rapidamente no meu quarto. Me levantei rapidamente, correndo em sua direção. O abracei com tudo, como nunca havia abraçado antes.

-Demi, calma. O que ta acontecendo?- perguntou acariciando meu cabelo.
-Eu.. não sei- sussurrei.
Ele respirou fundo, me abraçando mais fortemente, preocupado.
-Aconteceu alguma coisa que te fez ficar assim?- questionou calmo.
-Eu acho que...Lembrar de tudo...- confessei.
-Ei, não se preocupa. Eu estou aqui- beijou minha testa.
Passei um tempo só chorando em seu colo. Deixando que minhas lágrimas escorressem por sua camisa. Em nenhum momento ele me soltou, ou deixou de acariciar minhas costas. 

-Senta aqui- se afastou um pouco, segurando minhas mãos e me puxando até um pufe no canto do quarto.
O obedeci, passando as mãos freneticamente nos olhos, tentando conter o choro em uma tentativa falhada. Me encolhi ali, abraçando as pernas e escondendo o rosto. Foram alguns minutos até que eu me "acalmasse" o suficiente para mater uma conversa e dar algumas explicações. Joe me esperou pacientemente enquanto eu tentava me recompor. O tempo todo, ele ficou acariciando minha mão, com a sua depositada sobre ela. Estava sentado no chão, bem na minha frente.

-Eu não tenho muito o que explicar, Joe...- disse manhosa- É que...me deu vontade de chorar de repente, como se eu precisasse de um jeito para colocar tudo para fora. Eu meio que.... sei lá, entrei em desespero sem um motivo real.
-Tudo bem- sua voz soava calma, doce- Não precisa me explicar nada.
-Eu... lembrei de como tudo era... mas principalmente do que aconteceu ontem, com o Nick- sussurrei.
-Tanta coisa já aconteceu depois disso, Demi- disse, calmo- Tanta coisa boa...
-Eu sei, Joe... E eu me culpo por estar assim com tantas coisas boas acontecendo... Mas simplesmente não da mais pra tentar esquecer, uma hora tudo acaba... voltando. Eu juro que se pudesse, só teria sorrisos no meu rosto, porque é o que eu mais quero agora. Quando eu olho pra você e penso em ... tudo- disse- Eu acho pura maluquice estar chorando agora- expliquei, triste.
-Tudo bem, eu entendo- garantiu- Você disse que queria conversar comigo aquele dia e eu prometi que quando estivéssemos em um lugar mais calmo você poderia colocar tudo para fora. Me desculpa, eu ... achei que estivesse tudo bem, não percebi mesmo que se sentia desse jeito.
-É eu.. não vou mentir. Consegui esquecer de tudo quando estava com você, eu nem sequer pensei nisso. Mas bastou um minuto sozinha pra isso acontecer. Eu não queria te encher, não depois de tanta coisa, depois de ter tantos motivos para ficar bem. Queria me poupar mesmo- afirmei- Só que... desde aquele dia, eu precisava conversar com alguém, mas lágrimas não faltaram- soltei uma risada sem humor, lembrando- Você é o único em que eu posso confiar. E eu sei que vai me fazer sentir melhor- disse envergonhada, ele sorriu de lado- Eu posso ter um milhão e meio de amigos, mas não conseguiria falar com ninguém que não fosse você...- respirei fundo.
-Você sabe que pode confiar em mim e contar comigo- acariciou meu braço, com uma carinha meiga- Não ache que vai me encher, eu estou aqui. Pode falar o que quiser- garantiu.
-Eu sei disso- garanti- Você é o melhor, Joe...
Sorri o encarando e ele beijou o topo da minha testa, com delicadeza.
-Você não deve levar em conta nada do que o Nick disse, Demi.
-Eu sempre liguei muito pra opinião dos outros, mas não foi só isso. Eu realmente não esperava que ele fosse fazer aquilo... mas.. todo mundo ficou me olhando... como se eu fosse uma estranha, aquelas risadas na minha cabeça- sussurrei- Eu não queria aquilo- limpei uma lágrima.
-Todos eles fizeram isso por pura... falta de consciência, Dems- disse, ele procurava as palavras certas- Você sabe como é a platéia para os populares, é ridículo, mas as pessoas parecem insistir em fazer papel de palhaços. Nada daquilo é verdade.
-É óbvio que você vai falar isso, Joe...- forcei um sorriso, falando calmamente.
-Não- discordou sério- Você sabe que eu não estou mentindo. Tudo o que eu falei lá e estou te falando agora é a mais pura verdade. Você não pode fazer as coisas só porque os outros querem. Eu me tornei seu amigo sabendo de tudo e sempre te achei incrível, isso não é segredo. Eu te admiro muito por tudo que você fez, é sério- ele falava docemente, mas muito sério- Nada do que ele disse vai mudar isso, nada vai te mudar- garantiu.
-Mesmo assim, eu enganei a todos, eu menti- falei angustiada.
-Isso é passado- disse- Eu já te disse que o importante foi você ter voltado atrás, acredita em mim- pediu.
-Você está certo- concordei- Eu acredito- forcei um pequeno sorriso.
-Escuta... O Nick.. tinha algum... motivo? Pra fazer aquilo? Porque... algum objetivo ele com certeza tinha- disse convicto.
-Sim, ele tinha- abaixei a cabeça, recuperando o ar- Eu não estou muito certo do objetivo ... mas o motivo...
Joe me encarou confuso, curioso. Ninguém sabia disso, até porque eu nunca estive preocupada em contar para ninguém. Eu nunca achei que, em algum dia, isso viria a ser um problema.
-Quando eu era uma... ninguém- fiz careta- O Nick pediu pra ficar comigo. Eu... sei lá, fiquei até feliz, obvio, um popular querendo ficar comigo? Isso parecia surreal. Mas eu fiquei na dúvida. Parecia... estranho demais. Então a gente marcou de se encontrar no parque. Nossa, ele foi muito simpático e doce comigo, mas.... tinha se aproximado tão.. rápido. No dia do nosso 'encontro', eu ouvi uma conversa dele com uns amiguinhos, foi aí que eu descobri que não passava de uma aposta. Eu fui no encontro, mesmo assim. Só que... eu decidi mudar.
-Eu... não sabia disso- disse surpreso- Como assim... mudar?
-Eu simplesmente tirei aquelas roupas "comuns" que eu usava, tirei o óculos e tudo mais. Coloquei uma roupa sexy e... fui. Quando ele me viu, eu acho que todas as intenções mudaram. Ele devia dar só 1 beijo, pra ganhar a maldita aposta. Nós conversamos e ... eu confesso que estava com medo dele. Depois da mudança, ele me olhava de outro jeito, uma coisa que estava me tirando do sério. No final... eu não fiquei com ele. Eu nem lembro o que falei direito, na hora eu só queria sair dali. E é claro que ele não desistiu- fechei os olhos, balançando a cabeça na tentativa de fazer aqueles pensamentos desaparecerem- Ele....ficou insistindo depois e...ficou com raiva....
-O que ele fez, Demi?- me encarou sério.
-Ah, Joe....- respirei fundo- Ele ficou me ... "perseguindo". Quero dizer, sempre ficava em cima de mim, tentando conseguir alguma coisa. Eu sinceramente acho que não era mais por causa da aposta. Eu sempre evitava, tentava sair de perto... aquele medo, aquela sensação estranha nunca sumiam. Até que um dia... ele me agarrou a força. Foi um beijo só. Eu consegui me soltar, mas... ele sempre tentava alguma coisa a mais. Ele tentou muitas vezes, até que eu.... sei lá eu ameacei contar a você, por algum motivo, não sei. Eu estava desesperada e só queria que ele me deixasse em paz. Foi aí que eu descobri que o Nick tem medo dos seus pais...- O.o- ele meio que "desistiu" na hora. Eu fiquei feliz porque tinha dado certo. Ele.. pareceu esquecer. Mas... quando eu comecei a ficar com vários meninos e principalmente por causa de você, ele veio me procurar de novo. Eu dei um belo fora nele, fiquei bem orgulhosa de mim mesma- soltei uma risada- não sei como fiz aquilo, aquela não era eu, não era o meu jeito. Ele ficou com muita raiva de mim e disse que teria volta. Foi o dia em que eu mais temi que ele fizesse alguma coisa. Muito tempo passou e eu achei que ele tinha esquecido. Só que.... eu achei errado.
-Você ta dizendo que ele fez aquilo por... vingança?- perguntou, atordoado- Porque você não me contou isso antes, Demi? Porque não disse que já tinha ficado com o Nick?
-Sim, foi por vingança- concordei- Eu não te contei porque não tinha importância. E eu nunca fiquei com o Nick, ele me beijou contra a minha vontade- disse um pouco nervosa, com medo de onde aquilo ia parar.
-É claro que tinha importância!- ele se levantou, andando pelo quarto- Não acha que eu tinha o direito de saber?- me encarou, desapontado- Você ficou com o meu irmão.. eu não fazia ideia disso!
-Eu não fiquei com ele!-retruquei.
-Então era por isso que você sempre ficava estranha perto do Nick? Por isso você não queria ir comigo lá pra casa?- perguntou, já certo da resposta- Você podia ter me contado, eu falaria com ele, porque escondeu isso de mim?
-Eu não escondi de propósito, Joe! Eu não achei que você fosse dar tanta importância- disse.
-Ah, claro que não!- disse irônico- Talvez se você tivesse me dito, nada disso tivesse acontecido, Demi!
-Quer dizer que foi bem feito pra mim? Porque eu não te contei? Foi culpa minha?- perguntei, incrédula.
O choro que antes havia cessado, voltou sem nenhuma piedade. Eu escondia essa história de todos, não como um segredo, mas como algo que eu não gostaria de contar por vontade própria. Tudo já estava tão confuso antes na minha cabeça e agora então, que Joe parecia chateado comigo, havia piorado. 

-Não foi o que eu disse- avisou- Você podia ter confiado em mim, nunca passou pela sua cabeça que seria justo que eu soubesse?
-Joe...- sussurrei, sem conseguir mais argumentos. Eu não estava preparada para uma "discussão" sobre esse assunto, não agora. Meus olhos se encheram de lágrimas e ele parou um segundo para me encarar.
-Ta tudo bem, esquece isso, me desculpa- pediu nervoso, se aproximando- Isso não importa agora. Eu vim aqui para te ajudar- acariciou meu rosto.
Eu sabia que ele havia entendido que eu só precisava de um amigo agora.
-Olha pra mim- pediu- Se é por causa do seu passado, coloca na sua cabeça que graças a ele, você é quem é hoje. Eu me orgulho disso, de você- forçou um sorriso, sem tirar suas mãos do meu rosto- Quanto ao que o Nick disse ontem... você sabe que ele só fez por vingança, de propósito. Não quer dizer que ele pense assim, eu e você sabemos que ele estava errado.
-Tudo bem, sim... - assenti- Mas e a vontade de chorar que nunca passa?- o encarei, triste.
-Olha, eu odeio te ver assim, sabe disso. Quando você chora eu me sinto culpado mesmo quando a culpa não é minha. Porque eu me sinto incapaz, por te ver chorar e não poder fazer nada. Mas dessa vez, eu tenho que passar por cima disso tudo- sorriu- e te dar um conselho. Chora sim- o encarei confusa- Nessas horas, desabafar é bom. E chorar é uma ótima saída. Você vai se sentir melhor depois, não precisa ter medo de colocar o que você sente para fora, você não está sozinha- sorriu.
-Eu nunca achei que fosse ouvir você me mandando chorar- fiz uma careta estranha.
-Eu só to falando que....se você quiser conversar, eu estou aqui- olhou em meus olhos- Mas eu sei que você só quer... se livrar disso tudo. E o que estiver ao meu alcance, eu farei.
Forcei um sorriso para ele. Por mais que eu só quisesse chorar agora, ele merecia um sorriso meu, e sincero. Segurei suas mãos e me levantei, ficando de frente para ele. Lentamente fui me aproximando e descansei minha cabeça em seu peito.

-Obrigada, eu te amo- disse com toda a sinceridade possível, soluçando em seu peito. Dessa vez era um 'eu te amo' diferente. Era algo que nunca acabaria, ele sempre seria o melhor e o único a conseguir me fazer sentir assim.
-Eu também te amo, Dems- vinha de um amigo, meu melhor amigo.
------------------------------------------




Continua...
OOOi! :) Bom, gostaram? :P Obrigada, galerinha, amo vocês <3 Vamos comentar muito, ta? *-*
Obs: Olha gente, eu fiz uma BIG shit aqui no outro capítulo. Eu já escrevi outros e quando voltei naquele pra aumentar acabei me perdendo e escrevendo o que não devia! :s Quase me matei, mas enfim... eu já dei um jeito de concertar e tudo está certinho. Vocês devem saber do que eu estou falando, mas apenas esperem e entenderão melhor. Não tem NADA errado no último capítulo! :)


Jemi, a história inesquecível -> Awn você apareceu, amore! haha obrigada! *-*
Bruna -> Awwwn hahahaha que fofa :3 Obrigada! Twitter? Claro, viciada número 1! haha @WithJemiJonato ;) Fala lá comigo, só avisa que é você porque se não eu me perco hehe :P Beijos :)
Sahmara -> Awn haha obrigada! :)
Carol -> Minha linda *-* Hehehe hummm você é boa com suposições... suas teorias são interessantes.. hahaha te amo, linda! Obrigada por tudo, beijos <3 
Luanna -> Own obrigada :)
Isabbela -> Hey, obrigada :P 
Stephanie -> Controle sua curiosidade por favor U-u hehe obrigada :P
Bia -> BIA BABY que perfeita :P Haha essas teorias da Carol.. hummm... haha obrigada, linda! Te amo, fala comigo no twitter :) Beijocas <3
Demistar -> Haha vai sim! Obrigada! Beijoooos :*)


Valeu, gente! Amo vocês! :) Comentem!! *o*


12 comentários:

  1. Finalmente descobri porque o Nick tem essa implicância com a Dems,fiquei com tanta dó dela nesse capitulo :(((((( mas ainda bem que temos o Joe pra consolar ela né,sempre sempre o lindo do Joe HAHAHAH :3
    Também sou super viciada no twitter shaushaushua to te seguindo lá ;*
    Posta maaaaaaaais :D

    ResponderExcluir
  2. UHULLL PUDIM AMOR DA MINHA BIDA COMO VC TA?! Assim eu me impressiono com a sua capacidade de criatividade MUIIITO SERIO MESMO !!!! Ownt vc n sabe como sou feliz por ter você ! E nossa o capitulo foi demais essa história do Nick côn. A demi meu Deusssss !! Own será q o Nick já gostou de verdade da Demi ?! O.o meu deus quem fez isso foi a serena foi? O JOE já ficou com a selenose ? Ahhhhh vou pirar !! POSTAAAAAA LOGOOOOOOOOO
    AMOOOOOOO VOCÊ MUIITO MUIITO

    ResponderExcluir
  3. aaaaaaaaaaaaaaaaa amei amei , quando e que vai ter os personagem novos , vc poderia botar na festa do nick pra dá uma apimentada em ? rsrs posta logo

    ResponderExcluir
  4. gente cada dia que passa eu me apaixono mais anida por essa fic muito linda mesmo , e verdade quando vai entrar novos personagem na drama eu quero logo realmente vai deixar a fic com mais drama eu quero joe morrendo de ciúmes demi .. bom eu sei se eu devo dá opinião mais assim porque quando vc fala que a demi está vestida voce não bota uma foto tipo mostrando como ela vai está foto da festa sei la eu acho que ficaria legal .. ah pelo amor de deus não bota o wilmer para fazer ciúmes em joe não o wilmer não kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk bjs bjs *_*

    ResponderExcluir
  5. Hey, sou sua nova seguidora ! Estou amando a fic, super linda, fofa e muito emocionante!
    E posta logo,viu ! Estou doida para saber quem vai fazer ciúmes no Joe,tenho meus palpites *_*

    Kisses

    lovejemistory.blogspot.com

    Divulga ?

    ResponderExcluir
  6. AAAAAAAAAAAAAA que cute o capitulo *-* AWN! o joe é tao fofo! POXA... o nick é do mal .. #xatiada :( kkk POSTA LOGO! bjs!

    ResponderExcluir
  7. eu posso respirar com esse cap ? meu muito perfeito eu estou louca pra ler o proximo por favor posta logo eu quero ler mais rapido possivel , sim e louca pra ver o ciúmes de joe hehheheh e

    ResponderExcluir
  8. awn... dá dó vendo a Demi toda frágil assim!!
    ainda bem que ela tem o Joe pra cuidar dela :)
    e por falar nisso qndo o Joe vai assumir isso como algo sério?
    tipo, namoro?
    posta logo hein?!
    bjinhos =**

    ResponderExcluir
  9. Brunaaa, my love! <3
    O capítulo foi PERFEITO como sempre e mega fofo apesar dessa mini discussão do Joe com a Demi. Cai para trás quando li sobre o Nick! :O Que safado! Mas, concordo em partes com o Joseph, ela tinha que ter contado. Mas, sei lá... aff estou confusa! :( E agora? O que vai acontecer com o Nick? Ele ainda vai aprontar mais alguma coisa? Não, né? Pelo amor de Deus!
    Minhas teorias são interessantes! Hahahahahahaha Que bom que gostou, foi o eu consegui raciocinar no dia. :/ Aquela que eu te contei no twitter foi meio louca. Eu estava tendo desenvolver, mas não ia ficar boa, ia ser muita loucura! :/ Hahaha Mas, como você sempre me surpreende vou começar a me preparar para o próximo capítulo, já que eu te perturbo tanto! :( Mas, o que eu realmente quero saber é: Quando o Joe vai pedir a Demi em namoro? Hahaha isso vai demorar? Ele só vai pedir quando o novo personagem aparecer e ele ficar ciúmes, não é? Ai vou morrer, são muitas perguntas! D: Quero respostas para todos o mais rápido possível, pfvr! haha
    Posta logo! ;)

    Beijos, te amo anjo! <3

    ResponderExcluir
  10. Nossa por essa do nick eu nao esperava :o realmente nao
    poxa coitada da demi
    adorei nao demora pra posta hein agr q eu comecei a comentar nao vou parar mais entao se vc demorar pra postar eu vou puxar tua orelha virtualmente kkkkkkk (nao se assuste sou maluca mas sou do bem )
    ahh por favor eu sou nova nesse lance de blog e fic entao se vc puder divulgar e ir lá dá uma força vai ser de otimo agrado aq ó
    http://herewegoagainjemifics.blogspot.com.br/

    bjo mas pooooooooooooooooooosta

    ResponderExcluir
  11. BRUNAAAAAAAAAA MY BABY
    MEU DEUS QUE CAPITULO MAIS PERFEITOOO, MAS ISSO JÁ NÃO É NOVIDADE NENHUMA, PORQUE TODOS OS SEUS CAPITULOS SAO PERFEITOS.
    O JOE COMO SEMPRE MUITO ATENCIOSO COM A DEMI.
    FIQUEI PASMA COM ESSA HISTORIA DO NICK, QUE SAFADO. EU ACHO QUE A DEMI DEVIA TER CONTAFO PRO JOE LOGO, TINHA EVITADO ESSA PEQUENA DISCURSÃO ENTRE ELES E PODIA TER EVITADO AQUELA HUMILHAÇÃO DA DEMI EU ACHO.
    SERÁ QUE A SELENA JÁ FICOU COM O JOE?? SERÁ QUE FOI A SELENA QUE CONTOU PRO NICK??
    POR FAVOR BRUNA POSTA LOGO, AINDA TEM MUITAS PERGUNTAS A SEREM RESPONDIDAS.
    E A GENTE FICA AQUI MORRENDO DE CURIOSIDADE.
    LOVE YOU MY BABYYY <3
    VOU FALAR COM VOCÊ PELO TWITTER QUANDO EU PUDER TA.
    POSTA LOGOOO!!!
    BEIJOS ;*

    ResponderExcluir
  12. a unica coisa que eu não gosto dessa fic e que demora tanto para postar o capitul

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3