Visualizações

13 de fev de 2012

Do You Remember? - Chapter 34

Chapter 34


Alguns minutos haviam se passado e eu ainda chorava silenciosamente. Joe ainda estava na recepção. Eu tinha vontade de sair dali, voltar para casa, mas me parecia loucura. Eu estava em Paris, com o amor da minha vida, minha razão para viver. Vivendo meu sonho, dando vida a fantasia e imaginação. Mas uma pessoa conseguia fazer com que tudo ao meu redor parecesse um grande buraco negro, onde ninguém poderia me salvar. Isso doia em mim. 
Logo ouvi o barulho da porta se fechando levemente. Não precisei olhar para saber que era Joe. Enterrei mais meu rosto nos travesseiros e o choro aumentou quando comecei a pensar em como tinha falado com ele.
Senti sua proximidade ao se sentar na cama, bem ao meu lado. Estremeci com seu toque, acariciando meu braço. Não consegui levantar a cabeça para encará-lo. Alguns segundos depois ele me puxou para seu colo, me dando um caloroso abraço. Desabei em lágrimas.


-Eu não queria ter falado aquilo, eu não devia ter feito aquilo- disse em meio a soluços, segurando firmemente sua camisa, como se tivesse medo de largar e perde-lo. Eu tinha.
-Calma- foi apenas o que ele disse.
-Eu sei que está triste comigo! Mas eu não fiz por mal- o choro aumentava.
-Sim, eu estou. Dessa vez não vou mais mentir. Só que... Fica tranquila, eu prefiro esquecer isso. Com toda sinceridade, não vou guardar magoas nem ficar chateado- sussurrou em meu ouvido.
-Por favor...- disse com a voz falha por causa do choro. Ele se afastou um pouco e levou uma das mãos até meu rosto, sorrindo.
-É sério. Ta tudo bem, Demi- olhei em seus olhos e me encolhi em seu colo novamente. Sentindo a proteção que ele me passava. Joe acariciava meu cabelo, deitou-se na cama, me levando junto. Logo adormeci em seus braços.


(...)


Joe on:
Acordei bem cedo e resolvi dar uma volta, comprar alguma coisa para Demi. Deixei-a dormindo e sai em silêncio. 
Eu andava pelas ruas de Paris, já havia comprado quase mil bolsas de presentes para Demi. Eu não sabia exatamente o que tinha acontecido ontem, mas não estragaria nossa viagem. Demi com certeza estaria cansada, e eu respeitaria. Parei em frente a uma joalheria, perto do hotel. Estava destraído com as lindas jóias expostas nas grandes prateleiras, esbarrei sem querer em alguém.
-Desculpa- disse me virando. Era uma mulher, devia ser um pouco mais velha que eu, ela era bem bonita, mas nada comparado a Demi.
-Ah, oi gato- ela disse dando um sorriso, mas não era um sorriso normal.. Eu conhecia bem esse tipo, malicioso. Passou a mão pela gola da minha camisa. Essa garota era muito oferecida.
-Ér.. eu tenho que ir, estou com pressa. Até mais- disse apressado, andando até o hotel.


Entrei no elevador pretendendo esquecer o que tinha acontecido. Seria melhor que Demi não soubesse, talvez não tivesse se recuperado da última crise de ciúmes e não seria nada bom se acontessesse de novo. Além do mais, eu nunca mais veria aquela garota, seria muita coincidência. Paris era uma cidade muito grande, não dava para ficar esbarrando na mesma pessoa a todo momento.
Entrei no quarto em silêncio, não sabia se Demi já tinha acordado. Mas para a minha surpresa ela não estava na cama. Avistei a porta da varanda aberta e fui até lá. Demi estava sentada na poltrona, com a cabeça baixa, olhando para as mãos. Me aproximei, agachando ao seu lando e a envolvendo com o braço.


-Ta tudo bem, minha linda?- levantei seu rosto, o acariciando. Eu sabia que ela tinha chorado. Ela não respondeu, apenas abaixou o rosto novamente e negou com a cabeça.
-Demi, a gente ta em Paris! Não fica assim, vamos aproveitar! Olha, eu trouxe um monte de presentes pra você...- ela ainda não me olhava- Por favor! - ela respirou fundo.


Então, delicadamente levantei seu rosto e selei nossos lábios, em um beijo com muito carinho e paixão. Calmo e intenso ao mesmo tempo. 
Um tempo depois Demi partiu o beijo, dei-lhe um abraço.


-Eu te amo- sussurrei em seu ouvido, acariciando seu cabelo.
-Eu te amo- enfim ela disse.
Depois de alguns segundos separei nossos corpos e segurei sua mão.
-Vem cá- disse sorrindo- Quero que veja os presentes que comprei pra você.
Demi sorriu e levantou da cadeira, encostando a cabeça em meu ombro. A abracei de lado e caminhamos até a grande cama, repleta de embrulhos.
-UAU- ela disse- Porque comprou tudo isso, Joe?
-Ah.. eu achava que tudo era a sua cara...- lhe dei um selinho.
-Ah meu Deus- balançou a cabeça em um movimento de reprovação, mas sem tirar aquele lindo sorriso do rosto. Começou a abrir os pacotes. 
-Gostou?- ela já havia aberto boa parte das coisas.
-Eu...Amei- me deu um abraço- Você é incrível- nos beijamos calmamente.
Fomos fazer um passeio pela cidade, andamos de barco, tiramos milhões de fotos na Torre Eiffel, agora estávamos em um restaurante maravilhoso.
-Que tal um jogo de perguntas e respostas?- perguntei.
-Pode ser... Mas olha lá o que vai perguntar em- ela riu.
-Porque? Por um acaso esconde algo de mim?- brinquei com ela. Eu sabia tudo sobre Demi... Ou pelo menos quase tudo.
-Não- ela disse meio receosa.
-Vamos lá, você começa.
-Hum.. tudo bem.. Quantas namoradas sérias você já teve?- essa era difícil.
-Ui- fiz careta- Você não se lembra?- perguntei.
-Esqueceu, não é?!- ela riu- Não, eu nunca contei suas ficantes, Joe.
-Eu me lembro de todas- ri- Mas... o que quer dizer com namorada séria?
-Ah... Tipo eu... Sei lá.. Uma pessoa que você tivesse mais intimidade...- respondeu.
-Tudo bem.. Deixa eu ver.. Acho que... Sérias foram umas 9...- ela arregalou os olhos.
-Nem vou perguntar quantas ficantes!- nós rimos -Sua vez- ela disse.
-Essa é fácil, basta ser sincera. O que aconteceu com você ontem?- sua expressão mudou na hora.
-Eu... Por favor, Joe. Sabe que eu te conto tudo... Mas esquece isso, é melhor. Me desculpa por ontem, eu não tava num dia bom... Deixa isso pra lá- pediu.
-Tudo bem- eu não iria forçá-la.
-9 namoradas sérias e 1000000 ficantes? Sério mesmo, Joe?- voltou ao assunto rindo.
-Fazer o que se sou irresistível- me gabei- Eu nunca fui do tipo pegador, Demi.
-Nããão- disse ironicamente- Imagina.
-Tudo bem... Mas eu nunca traí uma garota ou fiquei com várias ao mesmo tempo- me defendi.
-Eu sei- sorriu- Só não entendo porque terminou com elas...
-Você é melhor que todas juntas- respondi simplesmente.
-Não é isso que eu quero dizer... É que, elas eram todas bonitas, tinham uma boa fama entre os garotos do colégio... Além de serem muito oferecidas.
-E você acha isso bom?- perguntei fazendo careta.
-Eu não. Mas a maioria dos garotos sim- disse- Você sabe que só ligam para a parte externa... E nunca exergam de verdade como você é por dentro.
-Eu sei que você é perfeita por fora e por dentro, e eu não ligo para o resto dos meninos e aquelas meninas oferecidas... Eu amo você. Só você- ela sorriu ao ouvir isso.
-Você é inacreditavel, Joe... Eu tenho muita sorte.
-Então somos dois.


Nos beijamos tranquilamente, um beijo que trazia desejo e muito amor. Uma sensação indescritível... Coisas que apenas Demi me causava. Ela fora a única a despertar esses sentimentos em mim, com ela eu aprendi o verdadeiro significado do amor. Era inacreditáel como ela conseguia... Me fazer sentir tão bem... Era como se eu estivesse em outro mundo, onde as coisas eram diferentes, onde éramos apenas nós. Tudo ao meu redor sumia e eu apenas conseguia ver seus olhos, eu enxergava o amor além de seu olhar. Como se eu precisasse de um elemento a mais para viver, era necessidade de ter Demi ao meu lado. Toda a escuridão era preenchida por raios de luz, onde ela era a estrela brilhante que me tirava do sofrimento. Meu coração batia descontroladamente quando a tinha por perto, como se estivesse tentando chamá-la. Minha respiração falhava, meus lábios tinham seu nome, seu gosto,... Amor. A princípio eu não sabia muito bem o que era, apenas dizia que sentia. Mas agora meu coração bate por Demi e eu sei o verdadeiro significado dessa palavra. Tudo era mais fácil com ela ao meu lado, tudo era mais apaixonante e praseiroso. Como um anjo da guarda que sempre está lá para te proteger, fazer sentir seguro e amado. O meu anjo da guarda.


Continua...


Oiii :') Gostaram? Eu amei o final *.* Comentem muuuuito! Please :D Amo vocês <3 Aproveitando o comentário da Laura, eu NUNCA vou desistir, porque escrever essa fic é um jeito de expressar tudo o que eu penso e sinto. Só está meio difícil de escrever porque a vontade de escrever a outra está me matando! Porém eu tenho que terminar essa primeiro! :D Obrigada por entender, amor! *.* Muuuuito obrigada pelos comentários fofos <333


Antes de ir, eu não podia deixar de agradecer a Giu mais uma vez por tudo que ela fez e sempre faz por mim! Ela me ajudou muito hoje e eu fico orgulhosa de ter uma amiga como ela ao meu lado! Sempre consegue me fazer sorrir, me fazer sentir amada! Soooo, I stay stong! Love u <3


Beijemis, Bruna :)





4 comentários:

  1. Oi anjo, Giu aqui!
    Sei que hoje você passou por um momento difícil! Mas saiba que eu vou estar sempre aqui!!
    Lembra que eu te disse :
    Não importa oque estiver acontecendo, eu vou estar aqui, esperendando você me procurar, desabafa sobre oque quiser, tá, linda? To aqui pra isso, fazer você sorrir!
    Você é perfeita, maravilhosa, não deixa ninguém nunca falar alguma coisa que te ofenda ou que te faça mudar! Você é perfeita do seu jeitinho!
    Mas eu vou sempre te apoiar, tá? E vou sempre te amar cada vez mais, não importa oque estiver acontecendo!
    Eu te amo, muito mesmo, tá princesa?
    Beijos, da SUA LOVAQUETE.
    Obs.: o capítulo tá perfeito, como sempre e eu quero saber quem é essa pessoa que fica fazendo a Demetria chorar! Amei o final, já te disse que você escreve maravilhosamente bem? Pois é!




    NUNCA SE ESQUEÇA QUE EU TE AMO, TÁ??? VOCÊ É MEU ANJINHO E NINGUÉM NUNCA VAI NOS SEPARAR!!

    ResponderExcluir
  2. Ta perfeitoooo! muitoo lindoo! posta logoo bjs!

    ResponderExcluir
  3. Selinho!!!
    http://myworldmylifemakeitright.blogspot.com/2012/02/capitulo-69-3-temporada-big.html
    Beijos..

    ResponderExcluir
  4. Na vida sempre tem Altos e Baixos e acredite os baixos são para agente aprender a dar valor nos Altos.. todos nos temos momentos dificeis e eu sei muito bem como é isso...
    mais nunca abandone uma historia por que tem pessoas do lado de cá da tela que ve sua historia como uma forma de se interagir com ela...
    Eu sei o que é ter problemas... Mas lembre "a grama do vizinho nem sempre é a mais verde" pense assim, quem sabe isso pode te ajudar no seus problemas.
    Posta logo por favor...

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3