Visualizações

14 de jan de 2012

Do You Remember? - Chapters 8 & 9 {Dedicados a Giu} *.*

Chapter 8 


Demi on: 
Agora eu estava sentada na calçada da praça, perto de casa. Meus pais não podiam me ver assim. Por que eu tive que ser tão cega? Eu devia ter acreditado em Joe. Eu chorava sem  conseguir me conter, as lágrimas desciam rapidamente, eu não sabia o que fazer, estava perdida, só queria estar nos braços de Joe, era só o que eu precisava. As imagens vinham na minha cabeça, Sterling me beijando, se fazendo de legal, bancando o apaixonado. Por um segundo eu acreditei naquele cafageste. 


Flashback on:
Miley me levou até a casa de Steling, que não era muito longe da minha. Eu estava com um vestido vermelho, solto, um pouco curto. Estava ansiosa, mas com medo e pensativa. As palavras de Joe haviam mexido comigo. Decidi esquecer isso durante aquela noite.


Toquei a campainha da casa de Sterling, era uma casa bem grande e bonita. Ele logo atendeu e me mandou entrar. A mesa no centro da sala de estar tinha uma toalha bege, algumas velas e dois pratos. Devo confessar que estava lindo. Nos sentamos e começamos a conversar. Ele era engraçado e simpático. Aquilo me surpreendeu um pouco, não era isso que eu imagina. De uma hora para outra ele começou a se declarar, chegar mais perto, dizendo coisas que eu não conseguia acreditar. Dizia que era apaixonado por mim já fazia tempo, eu ainda duvidava. Ele segurou minha mão, me puxando mais para perto, fazendo nossos corpos se colarem, isso me deixou bem incomodada. Sem mais nem menos começou a me beijar, no começo eu correspondi, mesmo estando um pouco assustada, depois o beijo foi se tornando mais agressivo, eu tentava me soltar, mas não conseguia, ele era mais forte que eu. Sterling me impressou contra a parede, me segurando com força e sem nenhuma pena. Eu comecei a me desesperar.


-ME SOLTA!- eu gritava, sem sucesso- ME LARGA, STERLING! EU QUERO SAIR DAQUI! ME SOLTA- eu chorava desesperada.
-Cala a boca, garota- ele dizia, me beijando, cada vez mais bruscamente, me apertando meu braço e minha cintura.
-VOCÊ TA ME MACHUCANDO, ME SOLTA, POR FAVOR - eu implorava.
-Aff, garota, você não presta pra nada mesmo- ele disse parando de me beijar- Eu acho que já ganhei a aposta. Te levar pra cama vai ser impossível, mas os beijos já me garantem uma boa grana- ele dizia, sorrindo vitorioso. Eu não podia acreditar, era tudo uma aposta. Me soltei dos seus braços, correndo em direção a porta, ele só ria.
Flashback off.


Minha visão estava embaçada, eu não via nada, não conseguia me levantar, minha pernas estavam bambas, não queria nem pensar o que ele teria feito.


Joe on:
Precisava esfriar a cabeça. Já fazia tempo que Demi havia saído para seu 'encontro' e eu não queria ocupar minha mente pensando no que estariam fazendo. Saí de casa e fui andando sem rumo, até vê-la sentada na calçada da pequena praça onde sempre íamos. Ela chorava muito, logo imaginei que Sterling tivesse feito alguma coisa, saí correndo em sua direção.


-Demi- chamei, me sentando ao seu lado, apenas a abraçando- O que aconteceu? Foi o Sterling?- as palavras saiam com pressa de minha boca, eu nunca havia visto Demi desse jeito. Ela não respondia, apenas chorava mais, me abraçando forte.
-Demi, fala comigo, o que aconteceu?- eu perguntava, muito preocupado. Mas não obtia resposta, achei melhor não pressionar.
-Calma- eu disse fazendo carinho em seu cabelo- Ta tudo bem, fica calma, eu to aqui. Vou te levar para casa- eu disse a pegando no colo. 


Estávamos perto de casa, logo chegamos e por sorte não havia ninguém, provavelmente foram jantar em algum restaurante. Demi não falava nada, mas já chorava menos.
Subi as escadas, ainda com Demi em meus braços, entrei em seu quarto, a deitei sobre a cama, indo até o banheiro, ligando a banheira.


-Demi, fala comigo, ele fez alguma coisa com você? - eu perguntava preocupado, acariciando seu rosto.
-Não- ela respondeu sem olhar diretamente para mim. Percebi que ela não queria falar, mais tarde conversaria com ela. Ela apenas se deitou sobre meu colo, escondendo a cabeça em meu peito, eu a abracei.


A banheira já havia enchido, ajudei Demi a tirar seu vestido, à deixando apenas de langerie. Demi sempre fora muito tímida e envergonhada, quando namoravamos ela não gostava de ficar nem de biquini na minha frente, mas não era hora de pensar nisso. Ela entrou no banheiro, fechando a porta. Sua langerie era rosa clara, tinha alguns babados, ela estava linda, eu estava ficando louco. Espantei meus pensamentos e fui para meu quarto.


Demi on:
Joe me levou para casa, me ajudou a tirar meu vestido, sem segundas intenções. Ele me respeitava, sempre foi assim. Entrei no banho, já estava mais calma. Ele tinha esse poder sobre mim. Podia fazer com que tudo que me preocupava ou amedrontava sumisse, apenas com um toque, um abraço. Vesti uma roupa confortável e fui até seu quarto, que era bem em frente ao meu. Respirei fundo e bati na porta. Ele mandou que entrasse.



Chapter 9

Joe on:
Estava no meu quarto, mexendo no computador, deitado na cama. Ouvi batidas na porta, provavelmente seria Demi, mandei que entrasse.
-Oi- ela disse sorrindo de lado, olhando para o chão.
-Oi- respondi colocando o laptop em cima da mesinha- Está melhor? - perguntei, fazendo sinal para que se sentasse ao meu lado.
-Sim- ela disse se sentando- Obrigada, Joe- ela disse sorrindo e me abraçando- Estou muito melhor- completou.
-Quem bom- eu disse- Quer me contar o que aconteceu?- perguntei, sem querer parecer intrometido, colocando uma mexa de cabelo paratrás de sua orelha.
-Me desculpa, Joe, por favor, me perdoa por não ter acreditado em você- ela pediu, me olhando nos olhos. 
Segurei sua mão- Eu já te perdoei, Demi. Na verdade, não tenho pelo que te perdoar, você não fez nada. Entendo que não tenha conseguido acreditar em mim. Afinal, eu fiz o mesmo com você- respondi.
Ela abriu um grande sorriso- Vamos esquecer isso, tudo bem? - eu assenti- Sterling não fez nada de mais comigo, prefiro não entrar em detalhes- ela disse abaixando a cabeça.
-Tudo bem- respondi. Eu iria respeitar, ela não queria falar, não a obrigaria, não era da minha conta.
-Obrigada pela preocupação- eu sorri e quando ia responder, ela continuou- Obrigada por tudo, Joe. Não sei o que seria de mim sem você- ela disse sorrindo.
-Não tem por que agradecer, eu protejo quem eu amo- eu disse. Já estava na hora de adimitir, eu não conseguia mais viver sem Demi, ela era como ar para mim, não dava mais para esperar. Ela me olhou de um jeito estranho, provavelmente pensando no que eu disse. Sim, eu a amava, e ela devia saber que esse sentimento nunca saiu de dentro de mim.
-Demi, eu não consigo mais aguentar- ela me olhou, sem entender o que eu dizia- Eu preciso de você... De novo. E então, sem mais esperar, me aproximei mais um pouco e a beijei. Eu parecia estar em outro mundo, ela não exitou, correspondeu apaixonadamente, eramos apenas um novamente. Eu sentia coisas indescritíveis, sensações que ainda não conhecia. Era como se fosse a primeira vez. Tudo voltava a minha cabeça, as lembranças, todos os momentos juntos. Em minha boca podia sentir o que mais amava, o gosto de seu beijo, o seu gosto. Eu queria senti-lá. Poder tocá-la novamente, tê-la comigo, era o que eu mais queria agora. Aprofundei mais o beijo e a pressionei mais contra mim. Eu tinha minha Demi de novo, ela era só minha.

Demi on:
Joe me olhava de um jeito diferente. Quando percebi, já estavamos nos beijando. Era diferente das outras vezes, parecia mais apaixonado e com mais desejo. Estavamos em perfeita sincronia, parecia um sonho, eu tinha Joe de novo. Um calor percorria meu corpo, ele me beijava cada vez mais intensamente. Não existia nada entre nós. Éramos apenas eu e Joe... De novo. Agora seria para sempre.
Ele foi parando o beijo com selinhos, já estávamos sem fôlego. Sorrimos e acabamos pegando no sono, assim, abraçados, em meio a carícias, abraços e beijos. Era oficial, eu o amava mais do que nunca. Ele era meu.
Eu não tinha medo de me machucar, eu queria arriscar. Joe nunca me decepcionaria, eu sabia disso. Estávamos apenas vivendo algo novo, o recomeço de uma história que ainda estava viva dentro de nós. Dessa vez, ninguém nos atrapalharia.

Continua...
Hey! Decidi não deixar vocês tão curiosos e postei os 2 capítulos \o/ Mas por favor, comentem! :( Amanhã tem mais! Estão gostando? Espero que sim! *.* Dediquei esses capítulos a Giu <3 Te amo muito, minha lovaquete! Obrigada por tudo e espero que goste! :D


Beijemis, Bruna :) Amo vcs <3

3 comentários:

  1. Oi linda, é a Giu!! consegui comentar, finalmente!! não tava aguentando não conseguir te dizer o quanto está perfeito e o quando estou orgulhosa de vocÊ :D
    Deve ser chato me ver o tempo todo falando que está perfeito, maravilhoso, mas é a mais PURA VERDADE!!!
    Sei que eu fiquei te enchendo no twitter, mas é que.. eu acho que eu nasci chata assim mesmo!! é que tá TÃO PERFEITAAA, não consegui ficar sem ler mais um hoje!!
    E oque a amiga maluca ganhou?? DOIS CAPÍTULOS DEDICADOS A ELA!! Juro que quando eu vi eu não acreditei.. eu lei fics há dois anos, e via as pessoas dedicando para os amigos, e eu ficava pensando "mas será que algum dia eu vou conseguir fazer um amigo pela internet e ele vá fazer fics e algum dia ele dedique um capítulo pra mim?" você apareceu, sendo muuito mais que uma amiga comum, te conhecendo há pouco tempo já sei que você é uma das poucas em que eu posso contar, sei que quando eu estiver passando por momentos difíceis, você é uma das poucas que vai estar do meu lado, você significa muito pra mim, MESMO!! E pra você eu posso falar um "Eu te amo!" verdadeiro, porque é oque eu realmente sinto!! E nunca duvide disso!!
    Mas eu não estou aqui pra te falar o quanto eu te amo, eu estou aqui pra comentar os capítulos, que foram dedicados a mim, AAAAA, eu ainda não estou acreditando que você dedicou pra mim, é tão.. mágico, e inacreditável!!
    Acho que vai ser melhor não me mimar tanto porque eu fico aqui em casa dando pitizinho, haha, coitada da minha mãe que tem que me aturar falando o dia todo de vocês (Ana, Gláucia e Bruna)..
    Vamos comentar direito, Giulia!!
    Bom.. como eu disse, está maravilhoso, perfeito, e você é excelente escritora, estou admirada até agora, sério mesmo!!
    Mas vamos ver.. Estou muito p da vida com o idiota do Ster, sério, esse merece morrer..
    E Jemi?? Voltou?? Memso? ou sou eu que não estou vendo direito?? pirei com essa parte do beijo, OMJ!!
    Eu não sei se é uma coisa minha, mas eu tenho mania do pós-beijo, pois é.. eu gosto de saber oque acontece depois do beijo, tipo se o beijo fosse roubado, oque quem roubou o beijo faria ou falaria depois.. eu sou maluca, eu sei!!
    Então eu quero colocar mais dois na lista de quem eu quero matar !! O Trace, porque aquele "Já o Trace e a Demi..." no twitter me deu raiva estantânea dele, esse eu vou matar ao longo da história, e a Gabriela.. que é ela pra abraçar o Joseph e deixar ele chamar ela de Gabi?? Vai arrumar namorado minha filha!!! Cadê o Zachary??
    Então é isso!! Acho que me empolguei um pouquinho, mas eu sei que você gosta de comentários.. Então!!
    Te amo, princesa, de verdade!!
    Beijos, da SUA LOVAQUETE!!

    ResponderExcluir
  2. Aww tá perfeita essa fic!! posta mais!! :)
    bjão

    ResponderExcluir
  3. OMG!! como vc para ai...!!! eu to amandoo.. ta absolutamente perfeita..! posta logo bjs!!! :D

    ResponderExcluir

Vamos comentar?!?!..... SIM! :3